Tagged: Sp Braga

Nem um Homem, quanto mais um bebé chorão

Ó Sérgio, a malta até já tinha deixado passar a situação (mas não esquecido) e ainda vens fazer figura de rufia que ladra mas não mete medo a ninguém?

A tua fama (e proveito) marcam-te para sempre. Estás no Clube indicado para a espuma de raiva puder ser vista como algo normal.

Agora, vá, vai lá acalmar, não bates lá muito bem, mas já deves ter percebido que não te atiras a ninguém, queres-te magoar? Vá sossegado ! Ladra mas não morde

SL Benfica vs SC Braga, 1ª Jornada Liga Zon Sagres 2012/2013, aqui em directo às 20h15

Leonardo Jardim e a tempestade de Verão

Dizia há uns dias o Jardinzinho que era uma pessoa simples, lúcida, avessa a frases bombásticas e afirmações chocantes e genuíno em tudo o que dizia, mas a unica coisa que disse agora foi que apareceu uma tempestade de verão…huuum querem ver que o Jardim lá completou 45 anos e resolveu terminar a carreira.

Isto de na Madeira quase toda a gente ter Jardim no nome (e nos Açores é Bettencourt), tem muito que se lhe diga.

Só nos resta saber se a tempestade leva ou não o Jardim ao antro corrupto e deixa o Vitinho a meio caminho de Fátima e se o novo treinador do Braguinha será um ex jogador do clube corrupto ou talvez Bilhas Boas, Dormingos, Nah o Baia não (ah este foi descartado).

Na mensagem de despedida do Braguinha, o treinador admitiu alguma surpresa pelo desfecho (será?), embora garanta estar de consciência tranquila.

«A minha ligação com o SC Braga terminou de forma prematura, e talvez abrupta. Depois de uma época positiva este fim pode parecer algo surpreendente, até para mim, mas tenho, como profissional, de aceitar as decisões da SAD do SC Braga», começou por escrever.

Leo Jardin agradeceu aos adeptos do clube minhoto. «Gostava de agradecer aos adeptos e simpatizantes do clube tudo o apoio que nos deram ao longo da época , aos jogadores pelo trabalho desenvolvido e a toda a estrutura profissional do Braga.»

«As tempestades de verão aparecem raramente, e quando surgem causam espanto e talvez, algum estrondo e impacto. Mas passam», frisou.

A terminar, o mesmo fez questão de lembrar que ficou na história do Braguinha: «Ofereci o que de melhor tenho ao SC Braga e fico feliz por figurar na página dos melhores sucessos da historia desta família que é também agora um pouco minha. Obrigado por tido oportunidade de fazer parte dos guerreiros do Minho.»

António Salvador, a ascensão de um novo cancro no futebol português.

António Salvador, a ascensão de um novo cancro no futebol português:

Sucintamente, e de forma cronológica atente-se:

A semana passada:

Não tenho relações com António Salvador”.

Leonardo Jardim

Ontem:

“António Salvador é um Pinto da Costa em ponto pequeno e em nada lhe fica atrás”

Nuno André Coelho jogador do Sp Braga

Hoje, às 15:01

Acaba de se saber que Leonardo Jardim já não é treinador do Sp Braga e Sérgio Conceição está na calha.

Fiquemos atentos porque é possível explique porque concluiu não querer nada com tal personagem chamada António Salvador.  Sérgio Conceição? Acaba por já conhecer “os cantos à casa”

A dupla Mesquita e Salvador

António Salvador! Não estamos esquecidos.

Quem não se lembra das declarações de Francisco Figueiredo, do Sindicato da Hotelaria do Norte: “António Salvador tem dinheiro para comprar passes de jogadores e técnicos, e ainda pagar salários milionários, enquanto os trabalhadores do Bingo continuam com salários em atraso. Isso é discriminação. Tentam vergar os trabalhadores pela fome. Não têm sensibilidade social. Fazem uma espécie de terrorismo psicológico“. Estranho a nossa imprensa, sempre “tão atenta” em procurar grandes caixas mesmo que truncadas, retiradas de contexto, ou mesmo inventadas para que se venda mais papel e esquecem-se disto? O BENFICA POWER não.

Também não nos esquecemos que ao contrário da maioria dos Clubes que construiruam os seus novos Estádios com o seu dinheiro a Câmara Municipal de Braga pagou a construção de um novo estádio de futebol e entregou-o ao Sporting Clube de Braga; as empresas responsáveis pela construção do estádio foram as do costume, agrupadas na ASSOC.

E quem já se esqueceu que a Câmara autorizou a direcção da SAD do Braga, onde pontificam distintos membros da “equipa do betão”, vendesse o nome do estádio municipal à companhia de seguros AXA sendo evidente a forma como se fecha este triângulo vicioso, “Empresários do Betão”, SAD do Braga e Mesquita Machado – Câmara Municipal de Braga. Este caso é apenas um de entre muitos, provando que se fala no triângulo autarquias / empreiteiros / futebol não se está perante qualquer abstracção ou simples maledicência, mas sim perante factos na fronteira da ilegalidade que, não tendo sido ainda provada no caso de Braga, certamente será, no mínimo, política e éticamente condenável.

E que dizer sobre esta Câmara e sobre a veracidade dos rumores que correm na cidade, referindo que o seguro dos veículos camarários foi recentemente transferido para a AXA?

Lembro que a seguradora AXA assinou um contrato de publicidade com o Sporting de Braga, no valor de quase quatro milhões de euros. O contrato inclui-o, pela primeira vez em Portugal, a venda do nome do estádio. Tudo estaria bem, se o estádio não se chamasse precisamente “Estádio Municipal de Braga” e se o principal responsável da autarquia (e fervoroso adepto do clube) não aparecesse na cerimónia do contrato a dar uma ajuda ao seu clube à custa do interesse público. Pois é? Recodam-se do triângulo Autarquia de Gaia – Empreiteiros – porto e a oferta do centro de estágio? Pois…

Afinal meu caro Mesquita Machado, anda-se a chorar-de quê? Anda a pressionar árbitros para quê? Andamos aqui a ver passar os electricos? Vivemos no mundo encantado do Peter Pan ou da Alice? Para além dos podres aqui descritos, existisse verdade desportiva e a sua Equipa estaria com menos 15 pontos.


Querem prova maior que para Mesquita e Salvador o que interessa é que a politica esteja ao serviço do futebol e o futebol ao serviço da politica? Certamente que não. Mas como é óbvio voltaremos a este tema porque muito ainda existe para falar deste clube.