Tagged: Sistema

Ó Baptista, não sai mais vinho para a mesa do Sr Bruno Carvalho

“Queremos um Benfica Campeão”

Que excelente frase ! Um verdadeiro achado, uma frase lapidar para ser gravada num mural na entrada da Catedral.

Quem o diz é um verdadeiro visionário. Como iria um Benfiquista lembrar-se de tal coisa? Que extraordinária constatação…Sendo benfiquista, nunca poderia imaginar tal objectivo.

Infelizmente, “apenas” me lembro de primeiro, por culpa própria (após Jorge de Brito) termos permitido que o Sistema se tivesse apoderado do que se apoderou (incluíndo o cérebro de ervilha do leão). Após o que, esse mesmo Sistema fez o que bem quis e entendeu por 3 décadas, e nos registos Oficiais lavram não sei quantos titulos sujos. Mas estão lá. 3 décadas que fazem da Justiça Desportiva uma anedota mesmo se contada no reino das Berlengas à abundande população de gaivotas. 3 décadas que apenas a Justiça da Consciência de quem não foi chipado pelo polvo azul sabe serem a vergonha nacional (não só desportiva).

“Queremos um Benfica Campeão” que maravilha! Os portistas nunca se lembraram de tal frase nem de tal vontade, os sportinguistas também não, Os madridistas também não, os do Barça idem, os milanezes nem pensar….

Infelizmente a Internet tem de positivo quase tudo, menos um corrector de Wishfull Thinkings gastos.

Pois bem, não tendo sido o génio que decobriu esta verdade do “Queremos um Benfica Campeão” “apenas” pedi que ao SL Benfica fosse devolvida a sua histórica cara lavada, a recuperação da credibilidade do Clube, mas de forma sustentada, sabem, aquela de não termos contas da luz ou da água, por pagar, coisas menores….

Coisas “menores” que estão tratadas e de forma sustentada.

Pedi que o SL Benfica fosse além de eclético e um mero participante em modalidades, que lutasse pela vitória em todas elas. Neste momento, é uma realidade.

Pedi que não fosse possível chegar aqui uma Fiorentina e nos desviasse um Rui Costa contra a sua vontade para podermos pagar as continhas da lavandaria e do talho por andarmos de calças na mão. Neste momento, em contra ciclo com a infeliz realidade do país, a capacidade negocial do SL Benfica fala por si. Não nos aparecesse aqui um qualquer barrabotas a acenar de forma irónica com uma esmolinha e nos leva qualquer jogador. Está atingido esse objectivo, e numa altura, em que lembro, Luis Filipe Vieira disse aos benfiquistas faz mais ou menos um ano que não esperassem grandes investimentos. Por ventura muito benfiquista estaria mais contente com o discurso evasivo de Godinho Lopes enviado aos associados do SCP ou com a salganhada de contas do FCP. Lamento, eu não. Prefiro a clareza de processos.

Anjinhos? Só no Céu. Luis Filipe Vieira, iniciou o seu mandato de forma titubeante e inexperiente mas tem vindo a aprender que se queremos paz, o melhor é prepararmo-nos para a Guerra. Não chegou ainda ao patamar que sei ser possível à figura que lidera o Sport Lisboa e Benfica, mas tudo tem para lá chegar. Qual o meu ideal num presidente do Sport Lisboa e Benfica? Simples, que negoceie como Churchill e actue como o Patton.

“Queremos ser Campeões” Claro que queremos, mas antes existem felizmente pessoas que vos preparam o terreno para que não sejam motivo de chacota ao dierem tal frase.

Faz falta uma candidatura, atenção, falo em Candidatura, não em lunáticos a quem já mandei tirar o garrafão da mesa….”Ó Baptista, não sai mais vinho para a mesa do Sr Bruno Carvalho“. Uma candidatura que me faça pensar e não vomitar. Ela é necessária, existem aspectos importantíssimos a serem discutidos, aspectos a sabermos qual a posição da actual direcção e desta forma arriscamo-nos a que o actual Presidente por mais que queira se não tiver um candidato pela frente pode não esclarecer, não por maldade, mas por falta de interlocutor.

Por fim, aos que diariamente mandam imagens, comunicados (ainda por cima pessimamente redigidos) que (sem ironia) apresentem ideias sem ser essa do “Quero ser Campeão” (quanto a esta douta frase,tenham calma que o vão ser) ou das contas mal apresentadas, nesta é nitida a falta de conhecimento económico financeiro mesmo ao nível mais básico. Confrangedor, ler o que se comenta neste aspecto.

Querem ideias? Eu ajudo.

#Estamos atentos ao nascimento de uma nova realidade a nível Europeu pela compra de Clubes por parte de magnatas e empresas por meios menos transparentes que contornam de forma ridicula as normas da UEFA estabelelidas na FFA?

#O que pode ser feito para tornar a marca Benfica mais agressiva em termos comerciais? O que pode ser feito para tornar a imagem institucional do Sport Lisboa e Benfica adequada aos tempos que decorrem, para vermos os canais oficias de comunicação do Sport Lisboa e Benfica mais libertos de movimentos e mais inovadores? Os orgãos oficiais do Sport LIsboa e Benfica tem de ser a Máquina que nos puxa e não o contrário.

Há uns anos atrás, finais dos anos 80, era olhos nos olhos que olhavamos qualquer adversário. Por fim isso está a voltar e não foi com escritas inócuas no facebook que tal foi conseguido. Foi com trabalho e estratégia clara no rumo a tomar. Mantendo-o, auguro algo de muito positivo ao SL Benfica num curto prazo de 2 a 3 anos e que por fim permitirá a quem agora anda nas correntes caricatas do Facebook com slogans “Queremos um Benfica Campeão” ter de arranjar um outro Slogan. Sejam criativos, justos e já agora, menos cu no Sofá e mais acção no apoio ao Sport Lisboa e Benfica !

Saudações Gloriosas

Cardinal. Ep3 Com o apoio da Empresa de Segurança Cátespero

Espionagem a árbitros e mulheres‘. Paulo Pereira Cristóvão, vice-presidente do Sporting, é suspeito de vigiar árbitros e investigar a vida privada. Caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’?

Empresa de Segurança Cátespero – Está?
Árbitro – Sim?
Empresa de Segurança Cátespero – Olhe que nós sabemos que você anda metido com a mulher do homem do talho.
Árbitro – Como? Mas quem….
Empresa de Segurança Cátespero – Porte-se bem nos nossos jogos, ou a sua mulher e o Manel do Talho são capazes de não gostar
Árbitro – …..

Este diálogo, pura ficção, porventura não andará muito longe da realidade.

Ter-se-á tratado de uma armadilha do dirigente para conseguir o afastamento daquele árbitro. Um funcionário seu numa numa empresa de detectives de que é proprietário – Rui Martins, ex líder de uma das Claques deste clube – depositou dois mil euros na conta do árbitro Cardinal. O Sporting denunciou o “aliciamento” e Cardinal foi afastado. E como é óbvio a pressão aumentou para o trio que apitou o jogo. Qualquer erro que cometecem contra o sporting teria leitura de corrupção.

Uma questão que levanto: A preocupação (legítima) por parte dos árbitros de não verem os seus dados pessoais na praça pública, recordo: moradas, telefones e numeros de Contas bancárias não é um pouco incongruente com o facto de 1 ex membro de uma Claque sportiguista ter conhecimento dela?

Seguindo, que há mais matéria em investigação. Há escutas telefónicas no âmbito deste processo suspeitas que consolidam a tese de que Cristovão condicionava a arbitragem pelo terror. Segundo é possível ler na imprensa de hoje são várias as fontes que garantem mesmo que as empresas de Cristovão poderiam fazer escutas ilegais. Conseguindo assim, matéria “explosiva”  sobre os homens do futebol.

Outro aspecto além do adjectivo “estranho” é o facto de ter sido considerado invulgar por funcionários do clube e inspectores a quebra de rotina do Presidente do sporting a sua ausência na altura das buscas.

Nota: Na presente temporada, os dirigentes do sporting como é publico têm feito um inqualificável ambiente crítico à acção dos árbitros. Acção concertada? Algo que fica para reflexão que abordaremos noutra ocasião.

Reforço, caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’? Estamos perante um novo paradigma e que é; Não descobrir que alguém pagou em  “géneros” monetários, fruticulas ou por tráfico de influências. Estamos sim perante uma inovação neste meio podre do Futebol que é – “pagamos em adiantado, atermorizamos  e depois denunciamos””

Outro aspecto curioso é o facto de o segundo arguido ser Rui Martins o tal empregado da empresa de “segurança” de Pereira Cristovão.  Se a isto juntarmos a realidade de as Claques do sporting terem lugares cativos e pelo que vemos empregos assegurados, podemos tirar as ilações que quisermos.

Consequências:
O Sporting corre o risco de descer de divisão, ser desclassificado  e pagar uma multa que pode chegar aos 200 mil Euros, caso a justiça consiga provar que Paulo Cristovão fez coação sobre os árbitros.

Enquadramento Legal:
Antes de tomar qualquer medida, o Conselho de Disciplina (CD) da FPF deve abrir um inquérito para averiguar se a actuação do dirigente configura eventual ilicito desportivo.

Segundo Ricardo Costa, antigo presidente da Comissão Disciplinar da Liga,  “A imputação de qualquer infracção ao clube/SAD só pode ser feita depois de aberto um procedimento disciplinar por parte da federação. Tudo começará por um processo de inquérito onde se pedirá ao Ministério Público toda a prova realizada e a partir daí terá a instrução no Conselho de Disciplina da FPF o material para averiguar quem fez o quê e se os factos correspondem a ilícitos desportivos”

No fecho deste 3º Episódio, lembramos que foi possível trazer a todos os nossos leitores com apoio da Empresa de Sistemas de vigilância e inspecção Cátespero.