Tagged: Ricardo Costa

Para Miguel Sousa Tavares “A sua tese tem partes boas e partes originais. Infelizmente, as partes boas não são originais e as originais não são boas».

Nortada ! É assim chamada a coluna de opinião do MST no jornal “A Bola”. Mas se o homem defende o seu clube azul, porque dá o nome de Nortada? Bom, na interpretação da pergunta encontram o segredo da resposta!

Um artigo do norte, carago! Ouvir-se-á por aí…Mas ó Miguel, só que o Norte é Vermelho…

MST grande prodígio da literatura vem esta semana defender duas teses:

A primeira, que os “incidentes” da Luz após o jogo de Hóquei em Patins SL Benfica – FC Porto se devem a não sabermos perder. A segunda que o Apito Dourado está a ser ressuscitado sem qualquer sentido apenas com o objectivo de o perpetuarmos.

à agressão daquele energumero de nome Bosh, uma coisa é certa, não existe qualquer agressão por parte dos nossos adeptos e existe uma brutal stickada num adepto que apesar de atingido ainda se desviou o suficiente para que não estivéssemos a lamentar neste momento algo muito mais grave.

Mas, não se fixem apenas neste Bosh. A “educação e postura” deste clube esteve bem à vista de todos. Reparem nas provocações de vários outros jogadores e nas imagens de ameaça por parte dos mesmo ao público empunhando “corajosamente” um Stick com crianças pelo meio do público.

Este Clube não pode continuar continuar impune no desporto nacional. Não compete, espuma raiva e ódio. Tal se deve como é óbvio ao que tanta imprensa chama de “excelente organização”. Concordamos com o termo “organização” MAS sim CRIMINOSA !!! E não ficam impunes, os embaixadores de Pinto da Costa. Um tal de Franklim e outro de nome Ilídio Vale, são acima de todos os principais responsáveis. Que não se perdoe nem se esqueça. Se me esqueci de Tó Neves? Não, mas devo respeito a quem tem um QI abaixo da média para me preocupar com ele.

A segunda tese de Miguel Sousa Tavares, sobre termos ressusitado o Apito Dourado começa logo por falhar na expressão escolhida. Não existe necessidade de ressuscitar quem está vivo. No resto, resumo cinco colunas de texto de MEC nesta pérola “ao longo de todo o processo, Pinto da Costa  afirmou sempre que a visita do Árbitro foi inesperada e o deixou incomodado“.

Estas “Nortadas” não passam neste momento de brisas que apenas nos fazem sorrir. O Futebol precisa de gente que não se deixe intimidar. Os vários agentes que se movem no nosso futebol devem perceber que não existem intocáveis e nós estamos a chegar a eles.

Aqui ficam algumas das frases que se podem reter da postura tida por Ricardo Costa, Presidente da Comissão Disciplinar da Liga. numa Célebre entrevista ao Jornal “Sol” .

Eis que quem decidiu atirar o Boavista para os confins dos campeonatos nacionais é adepto do …Boavista. Situação curiosa, mas apenas pelo facto de o futebol português não estar preparado para saber os Clubes das pessoas que exercem este tipo de cargos.

 Eis quem em 2004 começou a ver algo muito simples, apenas em 2004 a Justiça começa a intervir no Futebol !!!

 Curiosa a sua resposta à seguinte pergunta:

 “É o caso de dois jogos que levaram à condenação do FC Porto e do seu dirigente Pinto da Costa. Se fosse hoje, o clube azul e branco seria punido com a descida de divisão por causa dos actos cometidos pelo presidente?”

 Resposta de Ricardo Costa: Exacto, com os novos regulamentos o FC Porto teria sido punido com a descida de divisão por tentativa de corrupção”

Perante isto, digo eu, e recordo que a subtracção de seis pontos ao FC Porto acontece numa altura da época em que o clube era já virtualmente campeão. Justiça vã!!! Justiça para calar. Boavista usado como bode espiatório.

 O Futebol e a Justiça precisa de gente que não se deixe intimidar. Precisamos acabar com a ideia fixa na cabeça “daqueles bandidos” a que me referi, de que lhes bastará ficar sossegados e quietos, à espera que tudo prescreva. Em frente, sejamos optimistas, é necessário acabar com a impunidade generalizada.

Benfica PowerNortadas…. Podem ser Suladas, Oestadas ou Estadas. Serão sempre vermelhas.

A verdade desportiva existe e está na Lei.

Assim, sem mais:

Sugestão de suspender a Liga Italiana por dois ou três anos !

Frio, nu e cru.

Por cá, “recebemos” Pinto da Costa no local onde supostamente se encontram os nossos representantes, ou seja em plena Assembleia da Républica com pompa e circunstância.

Mario Monti, comentou ontem as detenções de 19 jogadores no âmbito de uma investigação de mais um escândalo de resultados combinados para benefício de apostas. O líder de Itália chegou mesmo a afirmar conforme já disse que talvez fosse melhor a “suspensão da Liga por dois ou três anos” para avaliar a situação.

Por cá? Nada….!? Em termos práticos sim, nada. Vá-lha a justiça a quem a merece. No meio deste mundo do futebol que se torna cada vez mais porco e desprovido de qualquer ética uma vez mais é Ricardo Costa, antigo presidente da Comissão Disciplinar da Liga

Leia aqui o que o BENFICA POWER já escreveu sobre Ricardo Costa 

que vem alertar para intervenção do Estado português. Aqui ficam as suas palavras proferidas ontem dia 29 de Maio:

“A verdade desportiva existe e está na Lei. É um principio de interesse público, preservando valores na competição, no entanto a fiscalização e o controlo por parte do Estado está posto em causa.” Este é o aviso de Ricardo Costa, jurista e ex Presidente da Comissão Disciplinar da Liga e foi proferido no Concelho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, num encontro subordinado ao tema “A verdade desportiva existe?”

Ricardo Costa considera que “O Estado demite-se muitas vezes da responsabilidade fiscalizadora”. Para o jurista “decidir em Portugal desgasta muito, porque cria conflitos. É mais fácil estar nas tribunas a ver Futebol”

Cardinal. Ep3 Com o apoio da Empresa de Segurança Cátespero

Espionagem a árbitros e mulheres‘. Paulo Pereira Cristóvão, vice-presidente do Sporting, é suspeito de vigiar árbitros e investigar a vida privada. Caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’?

Empresa de Segurança Cátespero – Está?
Árbitro – Sim?
Empresa de Segurança Cátespero – Olhe que nós sabemos que você anda metido com a mulher do homem do talho.
Árbitro – Como? Mas quem….
Empresa de Segurança Cátespero – Porte-se bem nos nossos jogos, ou a sua mulher e o Manel do Talho são capazes de não gostar
Árbitro – …..

Este diálogo, pura ficção, porventura não andará muito longe da realidade.

Ter-se-á tratado de uma armadilha do dirigente para conseguir o afastamento daquele árbitro. Um funcionário seu numa numa empresa de detectives de que é proprietário – Rui Martins, ex líder de uma das Claques deste clube – depositou dois mil euros na conta do árbitro Cardinal. O Sporting denunciou o “aliciamento” e Cardinal foi afastado. E como é óbvio a pressão aumentou para o trio que apitou o jogo. Qualquer erro que cometecem contra o sporting teria leitura de corrupção.

Uma questão que levanto: A preocupação (legítima) por parte dos árbitros de não verem os seus dados pessoais na praça pública, recordo: moradas, telefones e numeros de Contas bancárias não é um pouco incongruente com o facto de 1 ex membro de uma Claque sportiguista ter conhecimento dela?

Seguindo, que há mais matéria em investigação. Há escutas telefónicas no âmbito deste processo suspeitas que consolidam a tese de que Cristovão condicionava a arbitragem pelo terror. Segundo é possível ler na imprensa de hoje são várias as fontes que garantem mesmo que as empresas de Cristovão poderiam fazer escutas ilegais. Conseguindo assim, matéria “explosiva”  sobre os homens do futebol.

Outro aspecto além do adjectivo “estranho” é o facto de ter sido considerado invulgar por funcionários do clube e inspectores a quebra de rotina do Presidente do sporting a sua ausência na altura das buscas.

Nota: Na presente temporada, os dirigentes do sporting como é publico têm feito um inqualificável ambiente crítico à acção dos árbitros. Acção concertada? Algo que fica para reflexão que abordaremos noutra ocasião.

Reforço, caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’? Estamos perante um novo paradigma e que é; Não descobrir que alguém pagou em  “géneros” monetários, fruticulas ou por tráfico de influências. Estamos sim perante uma inovação neste meio podre do Futebol que é – “pagamos em adiantado, atermorizamos  e depois denunciamos””

Outro aspecto curioso é o facto de o segundo arguido ser Rui Martins o tal empregado da empresa de “segurança” de Pereira Cristovão.  Se a isto juntarmos a realidade de as Claques do sporting terem lugares cativos e pelo que vemos empregos assegurados, podemos tirar as ilações que quisermos.

Consequências:
O Sporting corre o risco de descer de divisão, ser desclassificado  e pagar uma multa que pode chegar aos 200 mil Euros, caso a justiça consiga provar que Paulo Cristovão fez coação sobre os árbitros.

Enquadramento Legal:
Antes de tomar qualquer medida, o Conselho de Disciplina (CD) da FPF deve abrir um inquérito para averiguar se a actuação do dirigente configura eventual ilicito desportivo.

Segundo Ricardo Costa, antigo presidente da Comissão Disciplinar da Liga,  “A imputação de qualquer infracção ao clube/SAD só pode ser feita depois de aberto um procedimento disciplinar por parte da federação. Tudo começará por um processo de inquérito onde se pedirá ao Ministério Público toda a prova realizada e a partir daí terá a instrução no Conselho de Disciplina da FPF o material para averiguar quem fez o quê e se os factos correspondem a ilícitos desportivos”

No fecho deste 3º Episódio, lembramos que foi possível trazer a todos os nossos leitores com apoio da Empresa de Sistemas de vigilância e inspecção Cátespero.