Tagged: Porto

Só pode…

Depois dos últimos acontecimentos, com supostos jornalistas, delegados da liga, e o raio que os parta a todos, cada vez tenho mais a certeza que a escola onde eles andaram é a mesma, independentemente do sector “profissional”, se é que se podem chamar profissionais a esta cambada toda, que transpira raiva e ódio pelo Sport Lisboa e Benfica! E nem sequer por um bocadinho conseguem por de lado esse tipo de sentimento, não tendo pudor nenhum em o demonstrar publicamente pelos mais variados meios, mesmo exercendo os cargos/funções que exercem!…

Devem aprender as lições assim…! Continuem a marrar…

Anúncios

O verdadeiro palhaço!

Queres ver que agora o Jesus, vai ser castigado por dizer a verdade, e quem faz as bacoradas que faz, passa impune aos castigos? Só neste país!…

“O árbitro assistente do clássico da Luz, Ricardo Santos, vai apresentar queixa de Jorge Jesus ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência das declarações do treinador do Benfica sobre o lance que valeu o golo da vitória do FC Porto sobre o Benfica no passado dia 2 de março.

Jorge Jesus disse, no final do encontro com o FC Porto, que o árbitro assistente da equipa liderada por Pedro Proença viu que Maicon estava fora-de-jogo no lance que valeu o golo da vitória dos azuis-e-brancos. «Não marcou porque não quis. Ele viu tudo e, na consciência dele, sabe perfeitamente que estavam em fora de jogo», acusou o treinador do Benfica.

Segundo noticia a Renascença, a queixa de Ricardo Santos vai entrar esta terça-feira no Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. Caso o órgão der razão aos fundamentos do árbitro auxiliar, Jorge Jesus poderá ser suspenso, além de ter de pagar multa.” (in abosta)

Do género: “Sei muito bem o que fiz e porque o fiz, mas vou fazer de virgem ofendida e apresentar queixa contra o Jesus, por este ter dito que vi e não quis marcar o fora-de-jogo, ou seja, que sou um incompetente! Quando na verdade aquilo que eu sou, é mesmo um vendido e um corrupto de primeira, que apenas faz o que me mandam…! Cumpri com o meu dever e isso é que me interessa…!”

Eu sei bem o que é que esta gente merecia…

E que tal as TV’s submissas darem estas notícias…

Excerto de uma notícia do Jornal Diário de Coimbra.

Se por acaso alguém já ouviu esta notícia nalgumas das tv’s submissas (actualmente todas), diga!

Espanto? Nenhum…., é mesmo assim! Se fosse um garoto de 5 anos vestido com a camisola do Benfica, a mandar uma pedra contra o pneu suplente do autocarro de quem quer que fosse, eram enviados jornalistas de todos os canais para o local, para mostrarem a pedra que foi arremessada pelo garoto! Mas com estes não vale a pena, senão ainda levam no pêlo!

E quanto aos jogadores da Académica serem impedidos de falar na “zona mista”? Algum comentário? Nããã…, não interessa! Pressão a quanto obrigas! Será que serão castigados por isso? Pois ao que se sabe é uma das imposições da Liga, ou não? Com um bocadinho de sorte a Académica ainda vai ser multada pela Liga, porque os seus jogadores não foram à flash interview! Admirem-se!…

Lá estavam os senhores da fruta à espera que um dos discípulos da sua seita, fosse ao “ladrão” roubar 2 pontos? Nem pensar!!! Caso para dizer…, que grande MELÃO!

A montanha pariu um rato…

Depois de uma “magnífica exibição” no Estádio da Luz, ontem os senhores da fruta, não foram além de um empate no estádio do dragão com a Académica, deixando no ar a sensação que o seu melhor jogador, e que infelizmente para eles ontem não esteve em campo, leia-se, pedro proença, faz uma falta enorme e foi mesmo o melhor elemento do porto no jogo da Luz.

Uma coisa é certa, os homens da fruta não jogam nadinha….! Fraquinhos…, fraquinhos…, um treinador que dá dó.., e só mesmo as acrobacias e artimanhas das terceiras equipas que vão actuando com eles, os colocam na posição onde estão.

Ontem mais uma vez, tentaram-se algumas artimanhas, só que não foram suficientes para os três pontos. O penalti da ordem que dá o empate à fruta, lá surgiu aos 90 minutos…, e se o jogo durasse mais uns minutos para além dos OITO de compensação…, que inicialmente até eram só CINCO, talvez a coisa ainda se orientasse! Leva-me a crer que se não aparecesse aquele penalti, ainda lá andavam a esta hora, até empatarem…! Uma situação a reter é o facto de as mãos dentro da área quando são a favor do Benfica, serem sempre “à queima”, ao invés, quando são a favor do porto, desviam sempre a trajectória da bola que vai em direcção à baliza! E para os mais distraídos, parece que os da fruta já vão em CINCO jogos seguidos a acabar os jogos a jogarem contra DEZ! Quando eles próprios terminam os jogos com ONZE, sem saber bem como, tal é a quantidade (com qualidade…) de miminhos que distribuem dentro de campo aos seus adversários! Critérios uniformes precisam-se!

Uma situação que vou ter curiosidade em matar, é o que irá acontecer ao árbitro deste jogo, Marco Ferreira, nas próximas jornadas…, pois o homem bem tentou, mas não foi suficiente! A classe da fruta este ano é muito baixinha e alguns árbitros ainda têm dificuldade em fazer tudo sozinhos, como fazem já com uma perna às costas os “profissionais”, xistras e proenças…! Uns peritos já na arte de falsificar e camuflar resultados, só com um apito e dois amigos com bandeiras nas mãos!

Uma última nota de destaque, e esta direccionada para o nosso Presidente! Não volte atrás por favor com a nega que deu ao canal da fruta! Ontem mais uma vez foi vergonhosa a transmissão daquelas “ditos jornalistas”! Comentários e imagens, feitas para camuflar algo e qualquer coisa que possa ser suspeita a favor da corrupção! As repetições então, é algo abismal! Se for necessário dão DEZ repetições de um lance para tentarem descobrir se a bola tocou na unha do polegar da mão de uma jogador adversário da fruta! É incrível, revoltante e vergonhoso! Que se sustentem com as vergonhas deles, e não com o nosso PRESTÍGIO!!!

Descubram as diferenças…

Nada melhor que uma “xistrada” nesta jornada, para prolongar a “proençada” da jornada passada…! Ora vejam lá se descobrem as diferenças nas imagens!

Pois claro…, na primeira já nem é preciso falar! Dois jogadores do porto escandalosamente em fora-de-jogo, mas o árbitro assistente nem viu! Afinal deu o golo da vitória a quem lhe pagou, e também eram só dois jogadores que estavam para lá da linha…, coisa pouca!

Na segunda imagem, lance que origina golo do Leiria, e que dava o empate (1-1) frente ao braga! Mas…, pasmem-se…, o árbitro assistente, viu ali fora-de-jogo!… E vejam a “excelente” colocação do “bandeirinha”…, uma posição perfeita para tirar o fora-de-jogo!

Quais são as diferenças? Isso mesmo…, as equipas em jogo!!! Vale tudo, meus amigos!!!

ERROS HUMANOS? O Kilo deles desceu dada a grande oferta

Ainda existe muito boa gente que acredita que o Futebol português se auto regenera e se transforma. Desenganem-se, os velhos hábitos que vão dando titulos aos batoteiros faz com esta corja não abdique. E claro, se lhes é favorável o vento por que o hão-de fazer? Mesmo depois de terem apanhado um valente susto com o Apito Dourado, não irão deixar o bem-bom deste “dolce fare niente” em que nos estamos a deixar caír.

Os anos vão passando, os tribunais vão recebendo recursos e mais recursos e os processos vão sendo arquivados sem castigos para vigaristas e corruptos. No último Benfica – porto ficou com a nitida sensação que estávamos nos anos 80/90 e o árbitro em vez do Proença seria um Garrido, José Silvano ou um Calheiros.

Quem viu aquele jogo. Quem o sentiu, sabe tal como eu que o cancro do futebol são os árbitros.

Quero ir ao Futebol descansado, e ficar a saber que se a minha Euipa perdeu é porque não jogou bem, ou porque falhou muitos golos, ou porque teve azar. Estou saturado, FARTO, de ver o Benfica perder por ” ERROS HUMANOS” dos árbitros. Chega.

Há anos que digo, acabem com os árbitros, a FIFA que faça uma parceria com uma Companhia Major em IT, Microsoft, Cisco, etc para se por a andar estes “tudo bons rapazes” de uma vez por todas.

Não estou a descobrir a pólvora, não estou a pedir nada que não seja exequível, pelo contrário, é perfeitamente possível dotar os campos de Futebol de uma simples tecnologia que faça algo tão simples como, é falta, não é falta, baseada NA VERDADE. Os “rapazes” vão para o desemprego? Não, voltem para as suas actividades, os que forem sérios continuaram a sê-lo, os que não forem, tentem outras formas de ilicito, e espero que sejam apanhados.

O raio que parta a desculpa do “ERRO HUMANO”, nestes últimos 30 anos o Kilo de “Erro Humano” baixou significativamente devido à grande Oferta que existe.

Cambada… Distância

Onde chega? Eu lembro-vos algo de NOVEMBRO DE 2011

“ESTÁ TOTALMENTE PROHIBIDO POR LA UEFA
Directivos del Oporto cenaron con el árbitro tras el partido contra el Villarreal
· Reinaldo Teles y Antonio Garrido, implicados en el caso ‘Pito Dorado’, acudieron al restaurante con el holandés Kuipers · También cenó allí el presidente Pinto da Costa

El Oporto, rival del Villarreal en las semifinales de la Europa League, incumplió el pasado jueves una de las reglas más importantes que marca la UEFA: la prohibición expresa de que directivos o miembros de cualquiera de los equipos contendientes acompañen a los árbitros del partido durante su estancia en la sede del choque. Y mucho menos, que coman o cenen con ellos.
Tras ciertos casos de corrupción aparecidos hace algunos años, el organismo que regula el fútbol europeo incide mucho en velar por cualquier tipo de conducta que pueda dar lugar a presuntas irregularidades. Y así lo expresa nítidamente en su reglamento: “Durante su estancia en la sede del partido, los árbitros deben ser únicamente atendidos por un enlace que será un representante oficial de las asociaciones nacionales del equipo anfitrión (artículo 20.08 del capítulo XIII)”. Es decir, sólo puede acompañarles alguien de la Federación o del Comité de Árbitros.
Pero, según ha podido saber MARCA, esta regla se incumplió gravemente la noche del pasado jueves, cuando el holandés Bjorn Kuipers, encargado de dirigir el choque entre el club luso y el Villarreal, cenó con varios directivos y personas estrechamente vinculadas al Oporto en el mismo restaurante.
Kuipers cenó en la Marisqueira de Matosinhos -de la localidad del mismo nombre situada a 10 kilómetros de Oporto- con Reinaldo Teles, directivo del club portugués y persona de gran confianza del presidente de la entidad, y con Antonio Garrido, ex árbitro luso que colabora con el Oporto.
A lo largo de la cena, el asunto fue más allá cuando ¡el propio presidente! Jorge Nuno Pinto da Costa también apareció en el exclusivo restaurante de la Rua do Roberto Ivens.
La UEFA no ve con buenos ojos estas prácticas, sobre todo teniendo en cuenta que Pinto da Costa, Teles y Garrido estuvieron involucrados en el escándalo de corrupción arbitral que salpicó al fútbol portugués en 2004 conocido como ‘Pito Dorado’.
Escuchas telefónicas
Teles y Garrido no fueron condenados porque la justicia portuguesa no aceptó como pruebas las escuchas telefónicas. El caso se saldó -además del descenso administrativo del Boavista y cinco árbitros suspendidos- con dos años de suspensión para Pinto da Costa y una sanción de seis puntos en Liga para el Oporto, que además fue apartado de la Champions League 2008-2009. Esta sanción fue posteriormente revocada por el Comité de Apelación de la UEFA.
La actuación del holandés Kuipers en dicho partido (que concluyó con un contundente marcador de 5-1 a favor de los portugueses) se saldó con tres tarjetas amarillas para los castellonenses -Catalá, Borja y Diego López-, un penalti señalado a favor de los locales y la reclamación de un posible fuera de juego en el cuarto gol del Oporto.
Ante la sospechosa irregularidad de esta cena, el Villarreal podría plantearse ahora presentar una reclamación ante la comisión disciplinaria de la UEFA, el mismo órgano al que iba dirigida la demanda presentada por el Real Madrid contra los jugadores del Barça, que fue desestimada el pasado lunes.”

A destacar:

-Parece que a Marisqueira é sempre a mesma!!! Até parece que não há mais sítios para se comer!!!

-Garrido nomeado pela FPF, para acompanhar os árbitros. O homem mais ‘sério’ da arbitragem Portuguesa!!! Será que ele também acompanha os árbitros da UEFA que apitam na Luz?!!! Se sim, então as coisas começam a fazer sentido…!!!

-Jornaleiros avençados Lusitanos caladinhos, todos… aqui não há surpresa.

-Pintinho disse no final deste jogo, que não tinha gostado da arbitragem na 1ª parte!!! Será que este também recebeu fotografias por baixo da porta?!!! Ou será que só ao intervalo, é que decidiram o ‘Menu’ da Fruta?!!!

-‘pito dourado'(!!!): A prova que os Castelhanos chamam os bois pelos nomes!!!

Objectivamente a História não apagará este nome Pedro Proença.

Objectivamente a História não apagará este nome Pedro Proença.

Depois de perder em Guimarães, onde merecia ter empatado, e ter empatado em Coimbra, onde merecia ter ganho

Benfica recebeu o porto em igualdade pontual.

Prisioneiro de fantasmas (os que Fernando se quer referir certamente) da temporada anterior o Benfica entrou nervoso e pior ficou com o único golo legal do porto. Demorou 20 minutos até a nossa Equipa reagir, como Aimar e Cardozo a darem sinais dessa reacção. O que aconteceu ao 41º minuto quando Takuara atirou fostíssimo e empatou. Na jogada Janko puxou Cardozo ,e porque em lances de grande penalidade não existe a lei da vantagem surge a primeira proençada deveria ter marcado penálti e expulso o austríaco, o que muito provavelmente transformaria o jogo em algo necessáriamente diferente pois convertido o castigo máximo, o jogo seguiria para intervalo empatado e o porto reduzido a 10 elementos.

Embalado o Benfica demorou apenas três minutos na segunda parte para se adiantar com Cardozo a bisar e a colocar o Benfica na liderança. Mas, nesse lance perdemos o motor do ataque Pablo Aimar. Audaz e ambicioso, sentindo o estado animico da nossa equipa e do adversário Jesus meteu Rodrigo para o ataque mais que provável ao 3 – 1. O adversário respondeu com James, no mesmo minuto em que Nolito viu a mão de Maicon cortar uma jogada individual de eminente perigo…nova grande penalidade por assinalar.

Jogo lançado, e com uma defesa mais que permeável estava nos pés de quem possui os jogadores para causarem desiquilibrios individuais fazerem a diferença. E essa claramente era e é o Benfica. Mas seria algum jogador a evidênciar-se? Não. Seria uma vez mais Pedro proença. Ao minuto 64, Witsel conduziu com mestria uma jogada atacante e ao preparar-se para se isolar em plena área portista foi derrubado com agressão por Maicon na meia-lua, Proença BEM COLOCADO mandou seguir e o porto seundos a seguir chega ao primeiro golo precedido de lance ilegal.

Aos 77 minutos Emerson ( que aos 63 visa um “zeloso” cartão amarelo) a cerca de 40 metros da baliza chega atrasado a um corte a Hulk, levando segundo amarelo.  Sem a mesma contemplação que teve para os vermelhos directos que se justificavam a Álvaro Pereira (aos 24’ por entrada em “tesoura” sobre Maxi Pereira e no vermelho directo no lance sobre Witsel que anteceu o segundo golo do porto. Bem como nos lances para grande penalidade e expulsão protagonizados por Janko (agarrão a Cardozo na área) e Maicon (corte com a mão na sua área, aos 58’ em jogada de Nolito) – Proença, EXPULSOU EMERSON À SUA SEGUNDA FALTA.

E eis a cereja no todo do bolo. A Mentira no seu explendor quando não um, mas dois jogadores do Porto em clara posição de fora de jogo foram fantasmas permintindo a Maicon, em posição obviamnete irregular marcar e ferir mortalmente a verdade desportiva deste … CAMPEONATO.

Para a história fica o resultado, dizem as frases feitas. Eu digo que não. Não podemos permitir que a História deixe esconder esta MENTIRA.  E a mentira é todo o resultado deste clássico, adulterado desde o final da primeira parte. Temos assim uma vitória batoteira portista. A diferença é de 4 pontos e pode ser crucial na determinação do Campeão.

Fazendo uma análise mais detalhada sobre a carreira de Pedro Proença é fácil reparar um facto, em todos os grandes clássicos que dirigiu, este último foi o nono, o Benfica nunca ganhou : Na memória de todos ainda está  aprtida de há 3 temporadas em que Lisandro, numa atitude anti-desportiva, simulou dentro da área sobre Yebda na frente de Proença  com este a assinalar o castigo máximo que evitou a derrota do clube do sistema e a possibilidade do Benfica se isolar na liderança.