Tagged: Porto

Profissional ou não, eis a questão…

Todos sabemos que na zona de Contumil o vocabulário é muito próprio, e aos poucos vamos também sabendo que os sinónimos por lá não são os mesmos que o Dicionário da Língua Portuguesa nos apresenta… vá-se lá saber porquê, mas não o são!

Todos sabemos que o sinónimo da palavra Corrupção, não tem nada a ver com o que na realidade é, pois corrupção é algo que passa incólume naquelas bandas como se nada se passasse. Fruta, outra palavra tão corriqueira, e que também em nada tem a ver com aquilo que vem no dicionário… fruta por aquelas bandas é uma palavra muito mais sofisticada que inclui não só o que se come, mas também quem come e quem é comido! É como se fosse um prolongamento da palavra. Verdade! Mais uma palavra tão simples, mas que naquela zona se complica muito, e que duvidamos inclusive que a conheçam… desta palavra só mesmo o antónimo se vê praticado por lá como se tratasse da maior das verdades! O que mais nos espanta é que eles acreditam naquilo como se tudo o resto sim, fosse uma grande aldrabada! Mais uma palavra… Justiça… justiça?… o que é isso para eles? Para eles justiça é poderem passar por cima, forjar, ameaçar, tudo o que se encontra dentro das leis pelas quais se deviam reger! Ética desportiva… mais uma, mas esta nem sequer tenho coragem de dizer o que quer que seja! A ética desportiva não o merece!

A estas palavras, às quais muitas outras poderíamos juntar, vamos juntar uma outra que ontem descobrimos que também tem um sinónimo um tanto ou quanto desviado da realidade! PROFISSIONALISMO! O que será ser profissional para aquela gente? Para aquela gente ser profissional é por exemplo representar um outro clube, mas porque se está emprestado pelos de Contumil, quando se aproxima um jogo com os donos, escorregar na banheira de casa e torcer um pé! Ou então ter uma indigestão espontânea. Temos um belo exemplo desse tipo de profissionalismo na passada época que dá pelo nome de Abdoulaye, que por obra e acaso do espírito santo se lesionava sempre que se aproximava um jogo com os donos! Isto sim, é ser profissional, não vá o jogador enganar-se e fazer algo no jogo que possa prejudicar as aspirações dos respectivos donos!

Profissional para aquela gente é por exemplo jogar num clube de um outro país e já nada ter a ver com eles, mas mesmo assim marcar um penalti tão displicentemente na Champions League, que até o guarda-redes dos infantis conseguia defender o mesmo. Isso sim é ser-se profissional! E temos exemplos de grande profissionalismo nesse campo! Hulk pelo Zenit no passado ano fez o que se vê na foto…, sabendo de antemão como ele marca praticamente todos os penaltis, vemos perfeitamente que aquela marcação de penalti foi do mais profissional possível!

profissionalismo

Portanto seu mau profissional Tozé que tiveste o desplante de sofrer uma grande penalidade, e que ainda por cima foste capaz de ter a pouca vergonha de o marcar e converter em golo, TEM VERGONHA! Com um mau profissionalismo desses não te auguramos grande futuro no futebol português e temos sérias dúvidas se na tua vida pessoal vais ter mais descanso! É o que faz não se ser um bom profissional! Aprende com os bons profissionais espalhados por esses clubes afora e que mesmo jogando noutro clube, defendem com unhas e dentes os donos de Contumil e são incapazes de lhes fazer o que tu fizeste! Que basicamente se cinge a cumprir o seu trabalho!

QUE TRISTEZA DE CLUBE!

P.S. Já agora onde é que abordaram o Tozé? Exactamente… no TÚNEL!

Anúncios

Quando um erro virtual é muito mais importante para a corrupção, que os erros reais que lhes dão campeonatos de mão beijada…

erro

E este ERRO COLOSSAL, (que não passa de virtual), e que até teve direito a ser mostrado pelo padrinho da máfia no seu telemóvel, deveria mesmo ser punido com pena de morte a quem o cometeu! Isto não se faz ao reino da corrupção!

Eles estão habituados a erros, mas não erros destes, virtuais! Eles estão habituados a erros, mas a erros reais, e de preferência que os beneficiem à descarada, como tem acontecido sistematicamente nos últimos trinta anos! Isto não se faz!

Sinceramente sempre pensei que quando vi o padrinho da corrupção mostrar uma imagem no seu telemóvel, fosse algo que tivesse a ver com as escutas reais, mas ignoradas pela justiça! Ou alguma sms enviada por algum árbitro amigo a pedir conselhos matrimoniais…,  ou algum juiz a aconselhá-lo a viajar para Espanha! Sei lá…, algo desse género! Mas não…, afinal era um erro numa página da internet referente ao resultado, Benfica-Porto! GRAVÍSSIMO!!!

Eu não perdoaria quem cometeu este pecado capital, ao reino da corrupção! Quanto a mim deveria ser condenado sem piedade! Pois sem dúvida nenhuma que este erro pode decidir um campeonato à semelhança do que aconteceu no ano passado quando lhes validaram um golo na Luz, dois metros em fora-de-jogo, nos últimos minutos, e que lhes deu a vitória!

É preciso ter lata…

Objectivo: Esmagar a corrupção do FC Porto

O FC Porto é uma invenção relativamente recente. Tenho-os unicamente como pretendentes às provas que disputamos. Tal como tinha o Marselha e o Bernard Tapie, entretanto preso ou também a Juventus e Luciano Moggi igualmente enclausurado ou ainda o Steua de Bucareste e o seu Gigi Becali, igualmente preso.

Podem vencer 100 Campeonatos. Que nenhum benfiquista reconheça nem 1. Podem ser bajulados pela imprensa desporLuta contra a corrupçãotiva, tal não passa por uma conjugação de factores. A destacar: Receio por parte dos jornalistas de verem fechadas as portas do Dragão, e verem vetados os acessos a jogadores, para fazerem “notícia”. A isto se chama BAJULAMENTO, submissão e falta de personalidade. Aos avençados aos que fazem parte do grupo de jornalistas amigos da corrupção, valem o que valem: ZERO !!!

Por isso, no BENFICA POWER não reconhecemos qualquer mérito desportivo ao FC Porto.  Façam o que fizerem, vençam o que vencerem, no Tribunal do Povo, NUNCA terão mérito.

Neste novo ano reforçamos os nossos alvos: Tudo e todos que circundam o nosso futebol fazendo dele um lodaçal mal cheiroso. Tudo e todos incluindo benfiquistas que procuram protagonismo querendo-nos fazer crer que a corrupção não existiu (existe) e que só temos é que ganhar. Pior de quem não vê é quem não quer ver. O BENFICA POWER está aí pronto a lutar contra tudo e todos até vermos a Rainha Isabel do Bolhão fora de cena assim como os seus escudeiros.

Não se pode considerar senão natural o definhar de um clube que apesar de tudo isto começou faz tempo a meter água pela área das modalidades. Apesar de ainda achar que a pretensa extinção da secção de Basket, mais não é que uma “birra” de quem vimos em desespero a berrar com as autoridades num pavilhão onde disse que “o Benfica não voltará aqui a festejar nenhum título“.

Já ninguém leva este caduco dirigente a sério, mais ainda estrebucha. Quanto ao clube, que dizer?

Há a dizer isto, Não passa de um clube que:

– passa à margem das leis desportivas
» Acusação provada de CORRUPÇÃO desportiva; Participação IRREGULAR na Champions; Participação IRREGULAR na Taça da Liga, Incrição IRREGULAR de jogadores

– passa à margem das leis judiciais 
» Informações privilegiadas que resguardam de acções judíciais da PJ
» Decisões arquivadas em tribunais que penalizam outros cidadadãos em condições semelhantes

–  vicía a verdade desportiva

» Apoios financeiros à generalidade dos clubes da 1a Divisão assegurando a sua subserviência.
» “Colocação” de jogadores, treinadores e directores desportivos nos principais planteis da 1a Divisão garantindo o acesso a informação privilegiada e interferência destes nos jogos com o clube

–  tem interesses directos e indirectos em 80% dos orgãos de comunicação social
» Posição accionista do presidente do clube na Cofina
» Posição accionista relevante da Olivedesportos
» Conjugação de interesses na RTP, TVI e Sporttv (via Joaquim Oliveira) e alinhamento com Grupo Impresa.
» Garantia de controlo de opções jornalísticas, comentadores mais “habilidosos”…

– tem benefícios directos e indirectos dos organismos públicos
» Financiamento integral de infra-estruturas no valor de quase 350M€
» Promiscuidade com poderes locais do Porto e Gaia
» Interferência na vida política através de apoios ao PS

– controla poderes federativos e associativos
» Dirigentes “plantados” e controlados na Liga e FPF via domínio da AFPorto destes dois organismos
» Garantia de acesso e influência das decisões da Liga e FPF

– resultados desportivos próprios e alheios
» Através do controlo dos organismos de decisão, capacidade de escolher e influênciar árbitros para os próprios jogos e para os adversários, assegurando as decisões que mais lhes interessam
» Garantia de apoio aos clubes “alinhados” de modo a poder obter as devidas compensações e comprar os respectivos silêncios.

Bruno César lembra a obrigação de vencer frente ao Spartak

O Benfica recebe esta quarta-feira, dia 7 de Outubro na Luz a equipa do Spartak Moscovo em jogo a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Os encarnados somam apenas um ponto no Grupo G pelo que estão obrigados a vencer o jogo frente aos russos.

Neste momento a equipa do Barcelona é líder isolada com nove pontos, em segundo lugar está o Celtic com quatro pontos e em terceiro lugar o Spartak Moscovo.

Bruno César em entrevista ao site Globo Esportes falou da importância de vencer o jogo de amanhã frente ao Spartak Moscovo.

“Não pode haver bobeira. Esta época ainda não ganhamos na Champions, mas o grupo ainda está em aberto. O Barcelona já se distanciou, mas existe outra vaga. Este jogo com os russos será crucial”, começou por dizer o jogador brasileiro.

Apesar de na Liga Milionária os encarnados ainda não contarem com nenhuma vitoria, o caso muda de figura no campeonato de futebol português, onde as coisas estão a correr muito bem, o Benfica divide neste momento a liderança com o FC Porto.

“Os dois clubes têm a mesma pontuação. Numa jornada, o FC Porto ganha por quatro e nós por três e na jornada seguinte o inverso. Nesse aspecto está nivelado. Só a Liga dos Campeões é que está a ser completamente diferente”, acrescentou.

Lembrar que Bruno César está em risco de falhar o próximo encontro da Liga Milionária, isto porque já tem dois cartões amarelos das jornadas anteriores, por essa razão o médio brasileiro terá que ter cuidado no jogo de amanhã para não ver nenhum cartão amarelo para que possa jogar no encontro crucial frente ao Celtic.

O jogo desta quarta-feira entre e o Benfica e o Spartak Moscovo está marcado para as 19:45 horas, no Estádio da Luz.

 Referir que nas apostas futebol da bet365 o Benfica é o favorito para vencer o encontro.

A contratação do Ano

Para quem não sabe, o Jornal O Porco, ups O Jogo, tem como trunfo para a nova época o comentador mais isento que podia ter no mundo dos comentadores, é ele o Jorge Costa, não tivesse ele como alcunha de “O Bicho”. Deste modo, o medo está instaurado, quem terá argumentos para contrapor a um comentador que tem esta alcunha? Nós aqui no BENFICA POWER, podemos assegurar que nunca nos iremos calar, e já nos rimos, e muito, com alguns comentários deste senhor, mas só podia ser.

Estas contratações isentas têm vindo a ser asseguradas de modo a que o Pinto da Costa tenha a monopolização de todos os painéis de opinião de diferentes órgãos de comunicação.

Eu já acredito em tudo, eles é ex. jogadores do Porto a treinar, a dirigir e a comentar, um dia destes vão para árbitros, ou será que isto já não acontece?

O pior vai ser quando algum deles se zangar com o ex. clube, ai é que vamos saber as verdades, lá diz o ditado, zangam-se as comadres sabem-se as verdades. Aqui estaremos para ver!!!

Começa a defesa dos “santinhos” na imprensa desportiva…

…, e ainda só estamos na pré-época!!!

O jornal Rascord na sua página online, brinda-nos com a seguinte defesa de um dos santinhos do costume! Incrível como ainda só estamos em jogos a “brincar”, mas já começam todos a treinar para quando for a sério…, é tipo também uma pré-época do jornalismo em defesa dos do costume!…, uma pré-época do escamoteamento e braquemento dos mesmos de sempre!

“Não é normal ver James Rodríguez levar um cartão amarelo e muito menos a revoltar-se com uma decisão do árbitro. Pois bem, à passagem do minuto 45, o colombiano não gostou de uma decisão de Sandro Scharer e pontapeou a bola para o ar.” (notícia aqui)

Então vamos lá lembrar estes jornalecos que na verdade o artista em questão de facto raramente vê um cartão amarelo…, sem dúvida que é mais virado para os vermelhos! E que pontapear a bola para o ar também não é muito com ele…, ele é mais para dar socos à socapa nos adversários…, ora vamos lá recordar amigos!

Pelo menos acabaram com uma festa de um Campeão a sério!

E parece que para as bandas do contumil acabaram com o Basquetebol, por dificuldades financeiras! Temos mesmo muita pena!!!

Agora resta saber se é apenas por dificuldades financeiras, ou se é para poupar uns trocos para o investimento prioritário daquelas bandas! O investimento na fruta!…, a ver vamos! Mas diga-se de passagem que esperaram pelo timing certo para acabar com a secção de basquetebol! Depois da festa de um verdadeira Campeão!

Mas também pergunto…, um clube que tem como nome, FUTEBOL Clube do Porto…, para que tem outras modalidades que não o FUTEBOL!… pfffff…

Porque será que fogem aos controlos antidoping?

Pois é meus caros, parece que eles escondem-se para não serem controlados e agora pergunto eu, será que se vão queixar também disto à federação? Pois assim sendo podiam-lhe tirar os pontos que angariaram com este senhor em campo, visto que não pode ser controlado pela equipa antidopagem, quem nos garante a nós que ele não estaria dopado? Quando vemos um jogador a ser ele a acarretar com todas as culpas e um clube passar isento de uma situação desta gravidade. A meu ver não pode ser só o atleta castigado, pois o clube em questão devia ter prevenido esta situação, ou será que este clube não queria mesmo que o jogador fosse controlado? São questões que gostávamos de ver respondidas pela Federação de Patinagem de Portugal.

Por outro lado queria sublinhar o facto do jornal O Porco, ups, O Jogo, ter ficado indignado com o castigo de sete meses e ter dito que era uma “Pena Pesada”, nós por cá achamos que foi sim uma pena leve, pois para questões de doping sete meses é comédia pura, e como disse anteriormente o clube que este Caio representa devia ser castigado com a perda de pontos onde este interveio, assim seria um castigo justo e sem recurso.

Nós aqui no BENFICA POWER estaremos atentos se vocês quiserem ter todas as nossas informações em primeira mão acompanhem-nos na nossa página no Facebook clicando aqui e fazendo um gosto na página.

JN (Javardo do Norte) a vender porcos como se fosse ouro

Vejam o que dizem estes jornaleiros, o Benfica precisa de vender, mas só temos um jogador com mercado e a clientela, por vontade de eles, nem paga a cláusula de rescisão, por outro lado, no norte temos porcos a serem vendidos a preço de ouro.

Dei por mim a rir ao ver como este assunto é tratado por estes Javardos do Norte (JN), estes senhores bem querem vender jogadores do FC Porto pela cláusula de rescisão, no entanto, eles sabem que de certo que nenhum deles sai por esse preço. Mas insistem em mostrar qual a cláusula deles, um Boneco tem um valor, para estes senhores, de 100M que ninguém o quer, outro que para mim é um flop dizem que só sai por 45M que para variar é a sua cláusula, dizem que a maçã podre só por uns míseros 40M e o boca-doce é 30M, digam lá se não é para rir.

E nós no Benfica sem clientela para o plantel, estamos lixados, só somos capazes de vender o Witsel e a preço da uva mijona.

Pois claro, o Pinto da Costa é quem sabe negociar, mas esquecem-se que do preço que pagaram por estes jogadores e os valores que estes pertencem a fundos obscuros, mas nós recordamos estes senhores dos valores que estes outrora deram por estes senhores. O Boneco custou aos cofres da SAD do Porto 19M, fora o que não é declarado, mas pronto, o Flop o Porto deu por 70% do passe 5.1M, valor anunciado à CMVM. Por sua vez a Maçã podre foi 11M mais 50% do passe de Nuno André Coelho, para terminar, o Boca-doce que tanto gosta do clube mas que mal vê hora de ver o Porto pelas costas, foi a modica quantia 4,5 milhões de euros que só fica com 80 por cento dos direitos económicos do jogador. Quero lembrar aqui esse óptimo negócio que foi o Walter por 8,5 milhões, esse que anda por ai na segunda divisão do Brasil e que ninguém o quer nem de borla. Este Pinto da Costa faz sempre bons negócios, só queria que o meu presidente fosse igual, isto dizem alguns Benfiquistas, eu digo outra coisa, este senhor sabe é vender o seu peixe, ou seja é um bom peixeiro. Esconde os podres e paga à impressa corrupta que lhe vendam os jogadores, pode ser que um dia se fod…

Nós no BENFICA POWER, vamos estar atentos, como o fizemos até aqui, e deixamos uma mensagem de que a nós ninguém nos cala, nem nos leva por TóTós, como eles querem levar todos os que compram este papel que nem para limpar o que nós sabemos serve.

O verdadeiro mercado das transferências. OLARÁPIO BENQUIRÊNCIA retarda renovação de contrato com o Porto, Sporting está na jogada !

O Pedro era um pastor. Que tem isto a ver para aqui? Está já a perguntar? Já lá vamos…

O Benfica é o principal destaque nas manchetes dos três diários desportivos desta segunda-feira, quando ainda faltam dois dias para o grande embate de Portugal com Espanha por um lugar na final do Euro2012. A saga continua…

O nº de notícias sobre transferências no Sport Lisboa e Benfica atingiram hoje o nº 1 555 555 em 30 dias. Ou melhor 1 555 557 de considerarmos, as possíveis contratações de Vázquez e Didac Vilà pelos encarnados e uma possível saída de Cardozo para o PSG.

O Pedro era um pastor. Que tem isto a ver para aqui? Esta já a perguntar?

Tudo ! Respondemos nós. Retomando, O Pedro era um pastor. O seu trabalho era tomar conta das ovelhas enquanto pastavam. Mas por vezes ficava aborrecido por estar sozinho, sem ninguém com quem brincar e falar.

Um dia resolveu fazer uma brincadeira para se divertir.

Desatou a gritar:

– Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!

Os fazendeiros que ouviram a gritaria desataram a correr para ajudar o Pedro a afugentar o lobo, mas quando chegaram lá não havia lobo nenhum. Repetiu a graça por duas vezes… e a terceira vez que a voltou a usar, ninguém lhe ligou.

Moral da história, mentirosos não têm qualquer credibilidade, sendo a mentira leviana ou por mero entediamento. Ficamos todos anestesiados e já ninguém liga patavina a notícias de ou sobre transferências. Certo caros directores dos Jornais desportivos?

Bem, mas existe um mercado que o BENFICA POWER não pode deixar de noticiar, aqui fica o mercado de transferências do clube de MELRO DA COSTA e de GORDINHO LOPES.

Afinal PEDRO PROMENSA. Vai continuar a defender o clube do Dragão na próxima época, o Sporting adiantou 800 Kits à cabeça mas o PORTO conseguiu cobrir esta oferta quando enviou os SUPERDRAGÕES  falarem pessoalmente com PEDRO PROMENSA. PEDRO PROMENSA declarou que as negociações decorreram com ele próprio dentro da mala do seu carro e que aí depois de apresentada a proposta foi fácil dizer sim, vincando que tudo decorreu com enorme elevação, referindo ainda que era do Porto desde pequeno.

OLARÁPIO BENQUIRÊNCIA retarda renovação de contrato com o Porto, diz-se que o Sporting está na jogada por este conceituado elemento que tem como mais valia aparecer e resolver os grandes derbies a favor do porto. O Benfica que o diga pois já sofreram na pele com as estrondosas exibições deste craque.

NUNO ALPEIDA confirmado por 4 temporadas no clube de MELRO DA COSTA.

JORGE SOPA não vai renovar por causa da idade surgindo o boato que o rival de Alvalade já lhe apresentou uma proposta.

PAULO NAPISTA rescinde com o FCP por justa causa. A causa apresentada foi não ter recebido o Dragão de ouro por serviços prestados durante anos.

Entretanto HUGO ANDAPACHECO diz-se orgulhoso com o interesse do FCP mas que só sabe do interesse pelos jornais e que a ele, ou a LUÍS PILHERME (seu empresário) ainda ninguém contactou.

A sad portista está atenta ao mercado e não quer continuar a perder valores para os lados de Alvalade e já informou JORGE MENTES para ter PAULO CRISSEITUDO debaixo de olho.

MERLO DA COSTA já veio dizer que o assobio dourado continua a não influir na política de contratações do FCP.

Sporting vai aproveitar a rescisão de PAULO NAPISTA para apresentar ao seu Empresário PAULO CRISSEITUDO um contracto por duas épocas mais uma de opção. Este mostrou que apesar de uma época apagada pode vir ainda dar muitas alegrias à massa associativa verde e branca.

Instado a comentar o mercado o presidente do Sporting diz que o FCP  está fortíssimo mas que o Sporting ainda não fechou o plantel e que acredita nos desempenhos dos novos reforços.

CARLOS PIXTRA que estava na lista das dispensas do clube de Alvalade, vai continuar na próxima época, principalmente pelas últimas exibições que valeram pontos aos leões. Vitórias arrancadas a ferros e que levaram a equipa ao colo para 3 belas vitórias.

Fica a promessa que vos manteremos actualizados com este REAL mercado de transferências.

 Ah sim, voltando ao Sport Lisboa e Benfica ! Reparam na fantástica notícia sobre Cardozo:

Repararam?

Magnifico:

1º –Paraguaio está de férias… 

2º- Cardozo em França a negociar com o PSG

Haja boa disposição !!!! Só não nos divertimos com tudo isto apenas se não quisermos !

Continuação de boa Silly Season para todos !

Nem sempre o que parece um bom negócio o é…

Tem por aí muitos Benfiquistas que dizem que no Porto é que fazem bons negócios e que eles quando querem roubam-nos todos os jogadores. Pois é verdade meus amigos, eles quando querem roubam-nos, mas isso não quer dizer que seja bom negócio, então vejamos, recentemente roubaram-nos o Falcão, vocês sabem quanto lhes ficou este jogador? Pois, se não sabem eu digo-lhes, segundo o maisfutebol.pt, são contas matemáticas, se tiveram um lucro de 20 milhões e se o venderam por 40 milhões, logo custou-lhes outros 20 milhões, é o negócio da China do FC do Porto. Já reparam no risco que correram? E lembrem-se que era um jogador que tinha vindo de uma lesão grave, a meu ver o Benfica fez bem em não arriscar, por esse valor podem-se comprar dois jogadores de alta qualidade e sem risco. Mas pronto, correu bem esse negócio para os corruptos, mas temos mais negócios da China para os lados do FC Porto, então vejamos o Danilo, parecia que era uma pechincha, mas a final custou aos cofres da SAD do FC Porto nada mais, nada menos que 17.8 milhões, baratinho para um lateral-direito, quanto será que vale o Maxi Pereira nesta altura? E esse lateral-esquerdo que é o Alex Sandro, pois é, uns míseros 10.3 milhões, qualquer um arriscava, agora vamos ver por quanto o vão vender, e nós cá estaremos para rir.

Agora vejamos os jogadores que correram mal para aqueles lados, e a percentagem que aqueles corruptos têm ainda em mão, Diego Valeri (27%), Milan Stepanov (50%), Pelé (30%), Tomás Costa (50%) e Orlando Sá (25%), pois será que neste caso as contratações são falhadas, pois não os vejo a gabarem-se destas compras.

E nem falemos no roubo que nos fizeram, Cristian Rodriguez, esse grande negócio que tanto afectou alguns Benfiquistas, pois é meus caros, o Porto pagou cerca de 6 milhões por este senhor e no final deixou-o ir embora sem receber nada em troca. Mesmo assim, ainda pensam que foi um negócio da China do FC Porto?

Presentemente vejo os jornais a dizer que o Benfica precisa de encaixar dinheiro em vendas de jogadores e segundo alguns destes jornais o Benfica já tinha vendido todos os jogadores do plantel, mas na verdade quem deu prejuízo nos últimos nove meses foi o FC Porto e digo-vos não foi pouco, segundo o Publico.pt, foram mais de 22 milhões, segundo o que o BENFICA POWER apurou aqui já se enquadram os prémios de jogo aos árbitros.

E agora, quem será que precisa de fazer negócio da China?

PS: Não foi mencionado o negócio do boneco verde porque esta semana já foi feito um post dedicado a esta personagem, podem ter acesso a ele clicando aqui.

Sr Octávio Machado, a que titulo esteve o Pinto da Costa nessa “reunião”?

Octávio Machado  antigo treinador do Sporting e do FC Porto explicou ontem na rúbrica “O Mister responde do Correio da Manhã” a razão de ter sido ‘afastado’ de técnico da Selecção e aborda a influência dos empresários.

À pergunta,

“Já esteve para integrar uma equipa técnica da Selecção. O que falhou?”

Respondeu:

“Fui formalmente convidado e aceitei. Fui convidado a dar uma entrevista a dizer bem dos irmãos Oliveira [Joaquim e António] e não dei. Depois de uma reunião num hotel de Lisboa, onde estiveram o sr. Pinto da Costa, Gilberto Madaíl, Artur Jorge, João Rodrigues e outro senhor, foi-me comunicado por um jornalista que tinha sido substituído pelo Raul Águas. Na altura, estava em Itália com o Sporting.

As influências existem, são reais. Há quem seja influenciável e quem não se deixe influenciar.”

Agora pergunto eu Sr Octávio Machado, apelando à sua recente frontalidade,deixo no ar esta pergunta: A que titulo esteve o Pinto da Costa nessa “reunião“?

A “selecção” da FPF

Esta Selecção “Nacional portuguesa” de FUTEBOL não me diz nada.

E é bom que continuem a chamar de selecção de Futebol ou da FPF porque de Portugal não tem NADA a não ser aquela sagrada Cruz de Cristo.

Trata-se de uma selecção manietada desde o Euro de 84 por Pinto da Costa e gerida por interesses de empresários.

Desde essa altura que é bem conhecida  a influência (mais uma) de Pinto da Costa e da sua máquina na constituição das várias selecções.

A única vez que alguém de alguma forma lhe meteu travão (ou pensavamos nós que tinha metido), o que aconteceu? Exacto, birra do Jorge Nuno tendo inclusivé festejado o golo da Grécia na Final do Campeonato da Europa realizado em Portugal.

Dúvidas? Ainda existem?

Para mim nunca ouve, mas para os que assobiam para o ar aqui fica:

O antigo selecionador, numa entrevista à RTP, revelou que presidente do F.C. Porto influenciava as escolhas da selecção .

Luiz Felipe Scolari revela finalmente porque não convocava Vítor Baía quando era seleccionador de Portugal. “Foi-me dito pelo FC Porto que ele não estava nos planos do clube, pois estava em conflito com o FC Porto. Quem me disse? O presidente Pinto da Costa!“, refere, em entrevista à RTP, que será transmitida esta terça-feira, no canal 1 (21h00).

Enfim…apenas uma gota de água num lago podre em que transformaram a Equipa de Portugal, numa selecção da FPF e numa montra à disposição de empresários.

Não tem um treinador  capaz, os seus jogadores estão muito mais preocupados com os seus bólides e com os seus penteados do que com os resultados dos jogos.

A Selecção Nacional portuguesa transformou-se numa banda filarmónica só com solistas, veja-se o namorado da Irina,esforça-se mais nos treinos do Real Madrid do que nos jogos da selecção.

É escandolosa a fortuna que vamos pagar para o alojamento cinco estrelas destas “vedetas” três estrelas é obscena e ofende os portugueses. Lembro, a selecção que mais vai gastar em alojamento no Europeu é a nossa.

Enfim, como apoiar uma Equipa onde jogam Meireles, Burro Alves, Pepe e Companhia? Não contem comigo.

Aqui fica um exemplo que apenas confirma a regra, Carlos Martins, não precisou de empresários, cunhas ou outros expedientes. Onde joga fá-lo como respira, de forma pura. Se lamento a sua ausência pela sua vida profissional, congratulo-me por não ter de se “misturar”.

Querem um exemplo de Selecção de PORTUGAL? Aqui fica:

Medo? Nenhum ! Temos vergonha!

Não temos medo !

Temos vergonha!

Os incidentes no final encontro com o FC Porto, onde vencemos por 56-53, levaram a nossa equipa encarnada a sair de campo sob protecção da Polícia, debaixo de uma chuva de objectos lançados por adeptos do FC Portoe o Benfica saiu de campo sob proteção policial.

Medo? Nenhum !

Vergonha? Muita. Tudo isto ocorre num Estado de Direito numa Cidade de Portugal. Esta vergonha não é imputável à Cidade do Porto que durante anos tem vindo a ser usada, diria mais, abusada por Pinto da Costa e seus Acólitos para satisfazerem os seus interesses pessoais alegando agir no interesse de uma Região. Este estado dentro do Estado tem tido em demasia a nossa permissividade enquanto País. A Cidade do Porto, seus habitantes, os Portuenses, o Norte, Minhotos ou Transmontanos não se revêem nesta tentativa de tornar um actual pequeno Clube de Contumil num braço armado de meia dúzia de pessoas sem escrupulos.

Este “terror” provocado pelo ambiente hostil  é uma constante na vida de Pinto da Costa enquanto  dirigente de um clube outrora respeitado.  A minha preocupação e que se entre numa acomodação a registos como os que ontem sucederam no Dragão Caixa Refletem fielmente a dimensão do real problema e que é o facto de todos termos passado a achar normal o que por ali acontece quando o Benfica lá vai jogar. A PSP vai levantar um inquérito? Ok, aguardo…..sentado.

Desistência da União de Leiria? Consequências (Em actualização) Comportamento da TVI

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/4WJ7LVmS2gH49fWHZML1/mov/1

Ora bem, faltam neste momento três jornadas para o fim do campeonato e a aparente desistência do último classificado da Liga parece poder mudar ainda muita coisa no que a várias decisões diz respeito: Há três cenários nesta altura:

Cenário 1:

Com a actual tabela classificativa, e com a algo provável desistência da União de Leiria,vejamos então como fica organizado o campeonato a três jornadas do fim:

Pos Clube Jogos
(total 28)
Pts. S/ Leiria
1 Porto 25 66 60
2 Benfica 26 62 59*
3 Braga 26 59 56
4 Sporting 25 53 47
5 Marítimo 25 48 42
6 V.Guimarães 25 42 39
7 Olhanense 26 35 29
8 Nacional 26 35 34 *
9 V.Setúbal 25 30 27
10 P. Ferreira 25 29 23
11 G.Vicente 25 28 24
12 Rio Ave 25 26 23
13 Beira-Mar 25 26 25
14 Académica 25 23 19
15 Feirense 26 21 18 *
16 Leiria 0 0

*uma das três jornadas que faltam não jogam porque era com o Leiria.

Relembro o facto de que para o campeonato (a confirmar-se a desistência) passam a contar 28 jogos, sendo que os outros dois são automaticamente assumidos como vitórias segundo o regulamento, sejam quais tenham sido os resultados. Para a Académica a situação não agrava e provavelmente até trará alguns benefícios uma vez que caso o Leiria perdesse este fim de semana o Feirense ultrapassava a Académica e sendo assim isso não acontece. Para além da Académica, destaque para a zona de acesso à Europa e Liga dos Campeões onde a desistência do clã Bartolomeu ainda pode agitar algumas águas.

Cenário 2:

A União de Leiria pode disputar todos os três últimos jogos apenas com os jogadores que tem juntando-lhe os juniores inscritos na Liga. O cenário é remoto mas pode acontecer e mesmo esperando-se perder os três últimos jogos, a Académica ficaria em maus de lençóis com a mais que provável vitória do Feirense.

Cenário 3:

A União de Leiria não comparece aos três jogos perdendo por 3-0 em todos eles. Na prática seria o mesmo que no cenário dois mas ainda assim não seria considerada desistência.

Em resumo, nos próximos dias deverá sair uma decisão, mas aconteça o que acontecer, alguém tem de fazer alguma coisa para que situações destas não se voltem a repetir.

ndr: Estaremos perante um Clube que andou anos a pactuar com o sistema, e simplesmente esteja a contecer o que podererá parecer óbvio, ou seja o Sistema a deixá-los caír… TRISTE !

Lembro, Portimonense, Famalicão, Felgueiras, Belenenses…

NOTA 1: Execrável o trabalho da TVI no recente “Jornal da Uma” Falou de Sporting, Braga, Benfica e a perda dos seus respectivos pontos, sobre o FC Porto? NADA. A promíscuidade Comunicação Social com o FC Porto é para atacar sem piedade.

O que está na base desta situação:

Os 16 futebolistas que restam no plantel profissional da União de Leiria assinaram ontem a rescisão de contrato colectivo, devido à situação de salários em atraso prometendo avançar com acções judiciais.

A decisão foi comunicada após uma reunião de cerca de cinco horas em que o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), Joaquim Evangelista, tentou encontrar uma solução junto da Liga de clubes e da SAD da União de Leiria, cujo presidente, João Bartolomeu, está demissionário.

Com quatro meses de salários em atraso, e com uma greve marcadas para os três últimos jogos da Liga portuguesa de futebol, o primeiro dos quais no domingo, frente ao Feirense, os jogadores não adicaram de receber pelo menos três salários. Nas últimas semanas, cinco jogadores já tinham rescindido os seus contratos.

“Celebrar um golo do Benfica é um acto de liberdade e de bom gosto. Quem contém a liberdade e o bom gosto merece castigo.” RAP

…sem mais qualquer comentário, leiam…

De Ricardo Araújo Pereira:

João Gobern, comentador de futebol num programa de televisão, foi dispensado por ter recebido a notícia de um golo do Benfica com um festejo contido. A RTP dispensou-o por ter festejado; eu tê-lo-ia dispensado por ter festejado contidamente. Celebrar um golo de qualquer clube é um acto de liberdade. Celebrar um golo do Benfica é um acto de liberdade e de bom gosto. Quem contém a liberdade e o bom gosto merece castigo.

Aqueles que acusaram a RTP de perseguição aos vermelhos estavam certos apenas em parte. Este novo macartismo é, na verdade, daltónico. Amanhã acontecerá o mesmo com adeptos do Sporting, do Porto, do Braga, do Arrifanense. Não se admite que quem fala de futebol goste de futebol. Quantos dos nossos amigos que se interessam por futebol e gostam de falar sobre ele não têm clube? Quantos dos que apreciam literatura não têm escritores preferidos? Quantos dos que sabem de música não se emocionam mais com um compositor do que com outro? E, no entanto, a esmagadora maioria dos comentadores de futebol que vemos na televisão não tem clube preferido. São apenas entusiastas assépticos das transições defensivas, burocratas da basculação, geómetras do duplo pivô. Não são exactamente seres humanos. São semideuses que não se deixam afligir pelas paixões da alma. Ora, estes comentadores, tal como João Gobern, não relatam factos, comentam. Exprimem opiniões. O que torna o seu trabalho muito mais difícil, uma vez que os robôs não têm opiniões. Os comentadores políticos podem manifestar a sua preferência por determinado programa político ou líder partidário. Nenhuma estação dispensa um crítico de cinema quando exprime regozijo por um filme ou um artista da sua predilecção ter vencido um prémio. No futebol, talvez por ser matéria mais importante que a política e a arte, não se admitem gostos.

Há uma única excepção. Quando a brava selecção lusitana defronta a estrangeirada bárbara, não só os comentadores como os próprios jornalistas podem festejar o que quiserem, designadamente atirando ao ar os papelinhos que resultaram de terem rasgado o código deontológico. No futebol, o amor à pátria é o único que se tolera.

Parece-me mais proveitoso que quem exprime opiniões sobre futebol tenha mesmo opiniões sobre futebol. E parece-me mais honesto que não as esconda. Pessoalmente, nunca escondi que sou do Benfica, não por uma questão de honestidade mas de imodéstia: ser benfiquista é a minha melhor qualidade – se não for a única. E não tenho grandeza de carácter suficiente para a manter secreta. Um adepto do Vasco da Gama chamado Carlos Drummond de Andrade escreveu: “Para o diabo vá a razão quando o futebol invade o coração.” Felizmente, a RTP já não foi a tempo de lhe mergulhar o coração em formol.”

Ricardo Araújo Pereira na Revista Visão 19-04-2012

O Respeito de Pinto da Costa. A amizade é dos sentimentos mais nobres.

Quem faz algo de bom, não precisa de tocar o sino.

Ficou muito bem a Pinto da Costa a afirmação “Tenho grande Respeito pelo Sporting“…

Ah sim claro, a dita, sim a FRUTA, nada tem a ver com desrespeito, apenas e só com a escassez da dita, sim da FRUTA. Caso contrário Pinto da Costa com tal respeito era homem para partilhar.

A amizade é dos sentimentos mais nobres, assim como a verdade.

A talhe de foice e por se falar em VERDADE  lembrámo-nos de vos deixar um excerto dessa grande obra:

Auto da Barca do InfernoVersão Pinto da Costa

 Chega Pinto da Costa ao reino dos mortos e dirige-se à barca do

Inferno :

Diabo:

– Meu querido irmão,

semente da corrupção,

mestre dos dragões

e líder de parvalhões!

Pinto da Costa responde, indignado:

PC:

– Qu’é que você quer dizer com parvalhões? O Porto é o melhor

do mundo.

VIVÓ PORTO, CARAGO!

Diabo:

– Clube de charlatões,

cheio de aldrabões,

jogam como burlões,

são uns grandes c….

PC:

– Mas o que é que está p’raí a dizer? Nós ganhamos todos os jogos

honestamente. Sem nenhuma excepção!

Diabo:

– Hahahahahahaha!

Os árbitros para a cama enviaste,

as cenas com prostitutas filmaste,

perante a família os chantageaste

e os jogos assim ganhaste!!!

PC:

– Mas não é possível! Como soube isso?

Diabo:

– Eu sei tudo e tudo vejo,

sinto as malícias e o desejo,

antes dos jogos que ganhaste,

todos os teus jogadores drogaste.

PC:

– Que calúnia! Isto é inadmissível!

Repentinamente, o telemóvel de Pinto da Costa toca:

PC:

– É só um momento… ‘Tou chim?…É p’ra mim!

Fala o Reinaldo Teles :

Emp:

– Olhe, senhor Costa, tenho óptimas notícias: Vendi o HULK, que

está com o tendão irremediavelmente danificado, ao Barça por 100

milhões e ainda nos deram o Messi! A propósito, o velho truque

do vídeo ainda funciona. Sem ele, o Messi não seria nosso. E

quanto ao jogo de amanhã.. .

PC:

– Cala-te, carago! Eu já te ligo. Agora estou muito ocupado.

Emp:

– É só para perguntar se devo desembolsar os 500 mil Euros que o

….aquele…você sabe… pediu ou se o deixo apodrecer na prisão.. .

PC:

– Já disse para te calares! Já te ligo!

Pinto da Costa desliga o telemóvel e retoma a conversa com o

diabo :

Diabo:

– Mas que linda conversa!

Entrai já e depressa!

PC:

– Nem pensar! Aquele barco acolá parece-me mais luxuoso!

Dirige-se Pinto da Costa à barca da glória :

PC

– Anjinho queridinho, fofinho,

de cabelo lavadinho,

arranja aì um espacinho

para eu abancar, sim?

Anjo:

– Ah, com que então sempre se aprende alguma coisa falando com

o diabo!

PC:

– Pois é. Aquela poesia acaba por ser contagiosa.

Mas, mudando de assunto, posso entrar?

Anjo:

– Como? Penso que não ouvi bem. Você quer entrar?

PC:

– E por que não? Sempe fui um homem bom e honesto.

E também consegui dar glória ao meu clube…

Anjo:

– À custa de corrupção, vigarice, drogas e um sem-número de

outros pecados.

PC:

– Mas como é possível?!? Você também sabe? Para que agência

de espionagem trabalham vocês?

Anjo :

– Nem eu nem o diabo precisamos de espiões. Tudo vemos e tudo

sabemos.

Por sua culpa, o desporto favorito dos portugueses perdeu o seu

prestígio.

Os estádios estão vazios, as bilheteiras choram e os sócios

abandonam os seus clubes. Você é um homem corrupto e a sua

alma é impura. O seu destino é o Inferno.

Homens da sua laia não entram aqui.

Pinto da Costa, já sem esperança de ir para o céu, volta para o

diabo :

PC:

– Muito bem, seu…seu…diabrete! Venha cá essa prancha!

Diabo:

– Vejo que concordaste, caro irmão corrupto,

não podes ir para o céu, o teu pecado é absoluto,

viajarás comigo pelo mar dos tormentos,

e remarás com os infernais rebentos,

o teu clube perderá e descerá de divisão,

e nós te torturaremos, por pura diversão.

Entra, entra, gordo lento,

pega num remo, não percamos mais tempo.

FIM

Títulos e Troféus! Benfiquistas abram os olhos ! Tanta mentira que vos impingem…

Nos últimos tempos, impossibilitados de comparar a grandeza do Sport Lisboa e Benfica ao emblema do    FCP, seja em implantação nacional e reconhecimento internacional, correndo o risco de cairem no ridículo perante tal comparação, surgiram uns quantos iluminados a querer misturar alhos e bugalhos. E assim, vai de criar um cesto onde se misturam Títulos com Troféus.

Existem actualmente 4 Competições nacionais, Campeonato Nacional, Taça de Portugal, Supertaça Cândido de Oliveira e Taça da Liga. NÃO são COMPARÁVEIS. Quem o faz só pode ser mal intencionado. Ignorante, não, desconhecedor muito menos. Está tudo nos estatutos de cada uma destas provas.

Recordo o que está escrito, e que 99% dos benfiquistas ignora e…que 100% dos dirigentes que criaram este expediente no auge da Fruta Dourada conhece. ABRAM OS OLHOS COM O QUE VOS IMPINGEM:

“A Supertaça Cândido Oliveira, também conhecida como Supertaça de Portugal ou apenas Supertaça é um troféu que se disputa todos os anos entre o vencedor do campeonato português de futebol e o vencedor da Taça de Portugal. No caso de o mesmo clube se sagrar Campeão Nacional e vencer a Taça de Portugal (dobradinha) disputa-se um jogo entre o clube que ganhou o Campeonato e o que foi derrotado na final da Taça de Portugal. Tradicionalmente, o jogo inaugura a época seguinte mas é referente à época anterior.”

 E afinal o que é Título e o que não é?

A principal competição, Campeonato Nacional da I Divisão ou I Liga. Prova antiga com tradição e extensa, 30 Jornadas a duas voltas no seu actual modelo e Universal. Qualquer Equipa o pode vencer, mesmo que se inicie no escalão mais baixo. Isto é um TÍTULO !

A Taça de Portugal, herdeira do Campeonato de Portugal, é a competição mais antiga, sendo igualmente Universal mas menos extensa. Ainda assim, qualquer Equipa pode chegar aos 7 ou aos 9 jogos no modelo actual. Isto é um TÍTULO !

As duas competições mais recentes Supertaça e Taça da Liga, não se podem considerar títulos, têm acesso reservado, não permitindo qualquer regalia desportiva ao Clube que a conquiste. Isto são TROFÉUS !

Assim, as duas competições que se podem considerar intrinsecamente, como títulos, o Glorioso leva vantagem de mais sete Campeonatos Nacionais e mais 9 Taças de Portugal.

Estas são as Contas Correctas !!! São mais 16 TÍTULOS para o Sport Lisboa e Benfica.

E é aqui que quero chegar, procurar meter nestas contas a Supertaça é uma tentativa de Ginástica Jornalística à medida do Grupo Empresarial ligado a TVI´s, Sport TV´s, O Jogo, etc.

Como referia, a Supertaça não confere nenhum previlégio desportivo. A FPF usa um curioso eufemismo “é mais um Troféu…” Repito é a FPF que o afirma (e bem tendo em conta os estatutos).

História da Supertaça – Nascida e criada por Pinto da Costa em conjunto com Valentim Loureiro como uma prova particular em 1979/80 para celebrar o domínio dos dois Clubes da AFP (Associação de Futebol do Porto) nas duas competições nacionais organizadas pela FPF (Federação Portuguesa de Futebol). Na época anterior o FCP tinha acabado de vencer o Campeonato com 1 ponto de avanço sobre o Benfica e Boavista tinha vencido a Taça de Portugal.

Só uma curiosidade, este “Troféu Particular” teve inclusive como palco o Estádio das Antas. Na Luz? Zero!

Ao contrário do que se ouve o Benfica “NÃO ESTÁ A PERDER TÍTULOS” para o FCP desde o 25 de Abril. Vejamos, a maior diferença conseguida pelo Benfica ocorreu 13 anos após a Revolução em 1986/87 mais 32 TÍTULOS. Mais 15 Taças, e 18 Campeonatos Nacionais. Após terminar a época de 2009/10 a diferença cifra-se em 16, o mesmo valor que separava os dois Clubes em 1963/64. Os 24 títulos do FCP, o Benfica já os tinha há 30 anos !!!

Não nos atirem areia para os olhos! Muito menos os seguidistas benfiquistas que abram a pestana que já é de dia porque existe sempre alguém atento e não deixa que mentiras perdurem por muito tempo. E como esta existem várias, eis o que devia unir e não dividir os benfiquistas, ainda dei o nome “benfiquistas” porque enquanto não souberem os factos perdoo o epíteto de “benfiqueses”.

Janko not Jerk

Logo após o final do dérbi entre Sporting e Benfica, que os leões venceram por 1-0, o avançado portista Janko colocou uma mensagem na sua conta no Facebook, onde mostrou enorme alegria pelo resultado. “Que dia magnífico com um final feliz!”, escreveu o avançado austríaco.

Quarta-feira, 28 março de 2012

Marc Janko não se limita a jogar futebol, isso está mais do que visto. O avançado austríaco, de 28 anos, também gosta de estudar e perceber tudo o que o rodeia. Por isso mesmo, sentiu-se à vontade para explicar a um jornal do seu país a rivalidade que há entre o FC Porto e o Benfica. Pelo que já percebeu nestes 2 meses em Portugal, a animosidade entre portistas e benfiquistas vai muito para além das questões futebolísticas.

“Na Áustria é impossível viver algo assim, porque as emoções não são tão extremas. Ódio talvez seja uma palavra demasiado forte para explicar esta rivalidade. Creio que isto é fruto da história de Portugal”, começou por dizer, justificando de seguida essa sua leitura: “No norte do país, ou seja, no Porto, estão os trabalhadores, no centro estão os estudantes e, no sul, isto é, em Lisboa, estão as pessoas que gastam o dinheiro. Esta rivalidade que se vive no futebol entre os dois clubes é o resultado disso mesmo.

” Mark Janko decidiu publicar esta quarta-feira (11 abril de 2012), no seu Facebook um comunicado para esclarecer alguns assuntos polémicos.

O avançado portista recorda o episódio em que afirmou que no Norte “é que estão os trabalhadores” e o mais recente comentário à derrota do Benfica frente ao Sporting na segunda-feira

“Caros Portugueses:

1 – Sobre as declarações «norte, centro e sul»:

Vivo no Porto apenas há algumas semanas, portanto como podia ter um conhecimento tão profundo sobre os temas políticos do passado e do presente? Quando questionado sobre a rivalidade entre norte e sul e, em concreto, entre FC Porto e Benfica, limitei-me, à falta de termos precisos e específicos, a dar como exemplo algo que ouvira nas ruas. Nunca foi minha intenção desrespeitar as pessoas e o país que me acolheu para seguir a minha carreira no futebol.

2 – Sobre posts no Facebook e no Twitter:

Como jogador do FC Porto quero sempre ajudar o clube a atingir os seus objectivos. Como homem do desporto é também natural que esteja atento a todos os outros jogos, por isso é normal que registe com agrado o facto de os oponentes directos não renderem como esperado. Isto não tem nada a ver com «fair play» ou respeito. De resto, respeito muito o jogo e os adversários, mas uma competição é sempre algo entre vencedores e vencidos. Quem não entender isto não sente o que é a verdadeira paixão do futebol.”

Vejamos:

”Creio que isto é fruto da história de Portugal”, começou por dizer, justificando de seguida essa sua leitura: “No norte do país, ou seja, no Porto, estão os trabalhadores, no centro estão os estudantes e, no sul, isto é, em Lisboa, estão as pessoas que gastam o dinheiro. Esta rivalidade que se vive no futebol entre os dois clubes é o resultado disso mesmo.”

Pá o que é que a história de Portugal tem a ver com o futebol (deve ser porque os franceses sempre gostaram de invadir Portugal pelo Norte, gamar tudo e voltar a sair na boa, deixando por lá ainda uns filhos bastardos, seria no porto?)?

Lisboa é o Sul?

Quer dizer que para baixo de Lisboa não existe nada, ainda me fazes lembrar um certo político.

No porto estão os trabalhadores?

Ui e que trabalhadores, então nos últimos 30 anos, basta pegar num telefone, rebuçados e fruta.

Pá vai ao Alentejo saber o que é trabalhar de sol a sol e até de noite.

Depois:

”1 – Sobre as declarações «norte, centro e sul»: Vivo no Porto apenas há algumas semanas, portanto como podia ter um conhecimento tão profundo sobre os temas políticos do passado e do presente? Quando questionado sobre a rivalidade entre norte e sul e, em concreto, entre FC Porto e Benfica, limitei-me, à falta de termos precisos e específicos, a dar como exemplo algo que ouvira nas ruas. Nunca foi minha intenção desrespeitar as pessoas e o país que me acolheu para seguir a minha carreira no futebol.”

Então 1º era fruto da história de Portugal (já a sabias toda de cor e salteada, graças ao padrinho) e no porto é que se trabalhava e no Sul (Lisboa) era onde gastavam o dinheiro (para além de que tem tudo a ver com futebol), agora vens dizer que afinal não tens muito conhecimento e profundo sobre os temas políticos (outra vez a política) e que foi o que ouviste pelas ruas.

Olha ficamos a saber que levas os dias inteiros pelas ruas e das duas uma ou falas muito bem Português ou ai no porto para além de trabalharem muito são poliglotas, não sei se devido às invasões francesas ou se percebes mesmo a maneiras de eles falarem com alhos, bugalhos, azeitonas, beija o cu da baca…

Já que como jogador do FC Porto queres sempre ajudar o clube a atingir os seus objectivos ao menos faz isso é campo e não no facebook e twitter, porque como não rendes o que era esperado pelo teu clube e adeptos vens para a internet dizer barbaridades e nem nisso tu rendes. Se não entendes isto não sentes o que é a verdadeira paixão do futebol!!!

Ah já ouvi pela rua o porquê de falares em política e futebol (porto), não tinha conhecimento, mas agora já me disseram: CORRUPÇÃO, será?

https://benficapower.wordpress.com/2012/03/28/janko-credito-de-estupidez-excedido/

Aguardemos sentados até que alguém diga “Eu corrompi” ou “Eu fui corrompido”.

Aguardemos sentados até que alguém diga “Eu corrompi sim senhor” ou “Eu fui corrompido”.

Agora que está provado que o campeonato português foi arranjado incluindo o seu nome – Liga Sagres – trocado pela – Liga Proença – sendo o principal beneficiado o clube que apenas bebe “Proença” conhecido por FC Corrupto e se ainda não pode ser declarado “campeão” será apenas por questões do mestre Descartes. Alás, questiono-me se a Central de Cervejas concordará com esta confusão em que todos nos vimos metidos. Então começamos algo a pensar ser da Cerveja (sem álcool claro) e sem mais nem menos trocam o nome? Fica a graçola que poderá surgir, “Se conduzir não Proença” .

O título do “Santo Padre da Invicta” é inexistente. Repito, inexistente. NÃO RECONHECEMOS CAMPEÃO NACIONAL. E daqui apelo a que este não reconhecimento se generalize.

A Liga que se desunhe para explicar cada facto que em breve aqui noutros artigos será colocado.

Quando a fraude foi descoberta? Hoje? Não. Muitos meses atrás. E foi tal a vontade de terminar o trabalho que não esperaram 90 minutos, vá lá 45, também não? Ok, pelo menos 15 minutos de jogo. É pedir assim tanto? Deixem-nos jogar 15 minutos bolas. Mas não, a “coisa” foi logo tratada aos 50 segundos. O Sporting? Coitado, nada tem a ver com isto, mero peão num tabuleiro de xadrez onde há mais peças de um lado do que outro. Se a “artilharia” do exército da fruta no inicio foi discreta (mas não o suficiente)  à partida para os 3 jogos onde o Benfica liderava a Liga Sagres (ainda tinha esse nome) com 5 pontos de avanço, surgiu o exército da   fruticultura a actuar. Pelo que vimos esses 3 jogos seriam disputados novamente e repetidamente até que se produzisse uma mudança na classificação. Que acabou por acontecer.

Sem mais, há apenas a dizer, que foi nessa fase que o porto foi um dos dois clubes mais beneficiados, sendo o outro a sua filial de braga. Foi igualmente nessa altura a Liga deixou de se chamar Sagres para o nome com que terminará este campeonato falso – “Liga Proença“.  Ultrapassou o Benfica nessa altura à descarada e, “ganhará” mais um título de forma vergonhosa. Pois, mas para nós, este título não vale. Caso a Liga fosse uma entidade credível o título o campeonato deste ano seria riscado da história do nosso País. Se para trás já não podem mexer na “frutaria” se bem que do nome corruptos NUNCA se hão-de livrar, pelo menos aqui teriam a oportunidade de fazer algo pela verdade desportiva.

Aguardemos sentados até que alguém diga “Eu corrompi sim senhor” ou “Eu fui corrompido”.  Mas bem sentados que a espera é capaz de ser longa.

Braga, Braguinha, por onde andaste tu?

“Tive ocasião de fazer o 1-0 logo no início da segunda parte e falhei o passe que deu o golo ao Porto, mas no futebol tudo acontece!”… –

Hugo Viana in “record

POIS ACONTECE…, ACONTECE!!!…!

Um dia destes perguntei a um amigo, “mas tu gostas de cozinhar?” ao que me respondeu, “gosto, mas não sei. É como jogar à bola, um gajo até gosta, mas não sai nada de jeito“.

Ao que parece o teu problema não será na cozinha Hugo. Não houve jogo nenhum neste campeonato em que não te chamassem “o melhor médio em Portugal“, “Um CRAQUE“. Por isso, estou certo que mesmo assim serás diferente deste meu amigo, cozinha… esquece lá isso, mas jogar à bola até pisas bem. Passe o exagero do “melhor médio”, até te esforças, rematas bem e acertas quase sempre na baliza em remates a 30 ou 40 metros, e desta vez a 2 metros sendo apenas necessário encostar, lá vai balázio para as “Couves” perdão para os “Calhaus da pedreira”…aconteceu ser neste jogo.

Será? Ou existe algo a calcar a consciência? Ficamos curiosos para ver o plantel que o teu actual treinador para o ano vai gerir…

Aqui fica um pequeno vídeo para se aferirem as diferenças do Braga a jogar com a “casa mãe” e a jogar com o BENFICA.

(Cliquem aqui para ver o vídeo)

Porto…filhos da corrupção

FOCUL CORRUPTO do porto

 

Aqui estás tu, CLUBE atento

acordado neste fim de século

à espera de um lugar

…difícil de encontrar

mas na CORRUPÇÃO nasceu a esperança.

 

Sempre atrás dos da LUZ em vertigem

o medo deles não era recente

mas tinhas que os conquistar

tu tinhas de conquistar

 

Ai estes são os filhos da CORRUPÇÃO(dragão)

GATUNOS para sempre

ORGULHOSOS por saber

Que a FRUTA é a sua salvação

 

REBUÇADOS E FRUTA nada para temer

velho cúmplice da decisão

VIOLÊNCIA é uma ordem

que não podes quebrar,

o CORRUPTO ofício da vitória

 

Ai estes são os filhos da CORRUPÇÃO(dragão)

GATUNOS para sempre

ORGULHOSOS por saber

Que a FRUTA é a sua salvação

 

João P. Vilhais L.A.

Será que hoje também se vai desligar o disjuntor da luz na Pedreira?…

Será? Hummm…, não acredito! Depois de no jogo da primeira volta entre o Braga e o Benfica, ter acontecido algo que até hoje ainda não teve uma explicação digna desse nome, a não ser que foi uma coincidência enorme! Logo no jogo com o BENFICA! Em nove anos foi a primeira vez que tal lá aconteceu, e por três vezes durante o jogo (mas só até o Braga ter marcado o golo, a partir daí não aconteceu mais…)! Depois desse jogo parece que nunca mais voltou a suceder…, pode ser que seja hoje!

Quanto ao jogo em si que vai ser disputado hoje, e que se espera um jogo amigável na disputa pelo título, nós benfiquistas, temos alternativas credíveis e que talvez nos divirtam mais e não nos anojem tanto! Se estiverem em casa é só mudarem de canal, e de certeza mesmo fechando os olhos e carregando nos botões do comando, vão calhar num canal em que esteja a dar algo melhor…! Mesmo que seja a RTP Memória…, ou o Panda…! Para quem quiser sair, pode sempre optar por ir a um cinema, ao teatro, ver uma revista à portuguesa…, sei lá…, ir ao circo…, porque também nestas alternativas todas, tudo é ensaiado e encenado!

E já agora por falar em circo e não querendo tirar o mérito aos animais que lá actuam dignamente, (ao contrário de outros “animais” que actuam “noutros circos”, indignamente…), fica aqui para quem quiser ver o jogo sentadinho no sofá, mas sem ouvir as barbaridades e alarvidades dos “comentadeiros” do costume que contribuem em muito para a criação de cerúmen nos nossos ouvidos, uma boa banda sonora para vos acompanhar durante o jogo…! Espero que gostem…! n.d.r. a segunda música foi escolhida a pensar no pós-jogo e num jantar romântico entre Pinto da Costa, António Salvador, Vítor Pereira e Leonardo Jardim…, e que acabava no “Calor da Noite”…, mas desta vez sem “gajas”…!

Apito Dourado um ano parado? Adjectivos para esta vergonha? Algum novo?

Arranjar mais adjectivos para mais esta vergonha que hoje se conheceu pelo Semanário Sol é tão difícil como encontrar petróleo no meu Quintal.

Sobre esta vergonha começo pelo fim. E começo pelo fim pelo gozo a que como cidadãos somos sujeitos. Porquê?

Cito o Semanário Sol:

Entretanto, José Luís Oliveira e Valentim Loureiro já suscitaram a prescrição dos crimes pelos quais foram condenados.”

A isto o que podemos chamar?

Artigo do Semanário Sol na integra:

O conselho de disciplina dos funcionários judiciais abriu um inquérito, a pedido do Conselho Superio da Magistratura, para investigar o que se passou na secretaria do Tribunal da Relação do Porto que fez com que o processo principal do Apito Dourado – em que é arguido Valentim Loureiro, entre outros – ficasse um ano parado, de forma «anómala». A consequência é que os crimes de corrupção desportiva estão a prescrever e os 11 arguidos condenados ficarão impunes.

As participações disciplinares foram feitas há um mês pelo presidente da Relação do Porto, José Sousa Lameira, e pelo procurador-distrital, Alberto Pinto Nogueira. Num despacho no processo, este exigiu que a secretaria dê explicações sobre o sucedido, que «conduziu ao objectivo atraso de mais de 11 meses na tramitação destes autos».

Já Sousa Lameira disse ao SOL que «o processo teve diversas vicissitudes que foram comunicadas ao Conselho Superior da Magistratura» (CSM).

O chefe de gabinete do vice-presidente do CSM informou ontem o SOL que as participações foram enviadas ao Conselho de Oficiais de Justiça, órgão disciplinar dos funcionários. A decisão que este tomar poderá ser avocada pelo CSM.

O caso Apito Dourado começou em 2003, numa investigação do Ministério Público (MP) e da Polícia Judiciária de Gondomar, coordenada pelo procurador Carlos Teixeira, sobre centenas de crimes de corrupção, envolvendo dirigentes desportivos e árbitros. A investigação deu origem a cerca de 70 inquéritos em todo o país.

O processo principal, contra 24 arguidos, decorreu em Gondomar: o MP deduziu acusação em Janeiro de 2006 e um ano depois houve despacho de pronúncia. Após julgamento, foram condenados, em 18 de Julho de 2008, 13 arguidos, entre os quais Valentim Loureiro (presidente da Câmara de Gondomar e líder da Liga Portuguesa de Futebol à data dos factos), Pinto de Sousa (ex-presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol) e José Luís Oliveira (vice de_Valentim na Câmara de Gondomar e presidente do clube local).

Em Março de 2010, após recursos, a Relação do Porto confirmou genericamente as condenações. Valentim Loureiro foi condenado a perda de mandato e três anos e dois meses de prisão (pena suspensa, por igual período), por crimes de abuso de poder e prevaricação. Já José Luís Oliveira foi condenado a três anos de prisão (pena igualmente suspensa), por abuso de poder e corrupção desportiva, e Pinto de Sousa a dois anos e três meses de prisão (suspensa), por abuso de poder.

Os arguidos recorreram novamente na Relação, suscitando erros e pedindo a aclaração do acórdão condenatório. Ao mesmo tempo, Pinto de Sousa e Valentim Loureiro apresentaram recursos para o Constitucional.

A Relação indeferiu todas as reclamações, em acórdão de Janeiro de 2011. Só que nem o MP no processo, nem os arguidos foram notificados deste acórdão. De forma inexplicável, tal só veio a acontecer em 4 de Janeiro deste ano e depois de alguém ter dado conta do sucedido, em Dezembro passado. Pelo meio, também os recursos para o Constitucional não subiram a este tribunal.

Factos ‘estranhamente anómalos’

Ou seja, durante um ano, o processo esteve formalmente a andar, mas parado de facto. Os recursos para o Constitucional só foram remetidos em 28 de Fevereiro (depois de notificados os arguidos do acórdão da Relação, em Janeiro).

«Trata-se de incidentes estranhamente anómalos num processo com as características do presente, mas que seria conveniente encontrarem cabal explicação, que se promove serem obtidas junto dos senhores funcionários encarregados da tramitação dos autos» – refere o procurador distrital do Porto, Pinto Nogueira, no já referido despacho no processo. «Requeremos, assim, que a secção explique, sem subterfúgios, as anomalias processuais referidas e sobretudo aquela em que actua como se o MP não existisse», acrescenta, referindo-se à falta de notificação ao MP.

Entretanto, José Luís Oliveira e Valentim Loureiro já suscitaram a prescrição dos crimes pelos quais foram condenados. Segundo fontes conhecedoras do processo, essa questão terá de ser analisada pelo Tribunal de Gondomar, mas só após o TC apreciar os recursos que agora lhe chegaram. “

Fonte: Semanário Sol 

Uns tristes!!!

E é desta forma que o site do clube da fruta se refere à VITÓRIA de ontem do BENFICA em basquetebol, no pavilhão da fruta:

“Final era só para o Benfica. Para os Dragões, líderes destacados da Liga, o encontro decisivo jogara-se uma semana antes, em Fafe, a meio de um percurso que resultou na conquista da Taça de Portugal. No regresso à Liga e a casa, o FC Porto saiu derrotado (67-76) de onde já não perdia há mais de dois anos, permitindo que o adversário adiasse a definição do vencedor da fase regular.”(azia completa aqui)

Enfim…, começam a faltar adjectivos para (des)classificar esta gentinha…, e aconselho a página oficial deste ajuntamento de corruptos, a consultar o palmarés em Basquetebol dos clubes em questão! Para avivar memória…, existem apenas cerca de 20 títulos nacionais de diferença a favor do BENFICA…, coisa pouca!!! Sois muito pequeninos à nossa beira…, e ainda têm que comer muita frutinha para lá chegar…

AFUNDA-OS BENFICA!!!

Hoje é para assumir a liderança do Campeonato.

Hoje é para assumir a liderança do Campeonato.

O segundo lugar a que nos obrigaram é para ser trocado hoje pelo que nos pertence por direito. O primeiro!

Estamos com menos 1 ponto que o Porto, actual líder empurrado para tal posição por Proença. Hoje num jogo com elevado grau de dificuldade vai poder ficar para trás.

Domingo? Domingo estamos certos que se a choradeira do Vitinho não se fizer sentir podemos continuar a dormir na liderança para além destes dois dias.

Por isso, hoje é fundamental vencer e pressionar a Equipa do Porto.

Como disse Óscar Tacuara Cardozo:

“Vamos em busca de uma vitória, pois sabemos que assumir a liderança, mesmo de maneira provisória, pode ter um peso importante neste momento da competição”,

Se queremos dormir na liderança, o nosso seu rival de hoje tem de ser levado muito à sério. E acreditamos plenamente que é isso que o nosso treinador incutiu nos nossos jogadores para a partida de hoje.

Existem muitos perigos no jogo de hoje. Temos de estar atentos e concentrados no jogo e esperar que o árbitro não seja protagonista, como que pressionado, pela incoerente e sem vergonha, pressão que o fc do porto tem vindo a protagonizar em relação à arbitragem nos últimos dias.

Hoje decide-se muito e mesmo que o senhor do apito possa querer dificultar a vida ao Benfica, vamos ter que responder  atudo isso  dentro de campo com qualidade, força, raça, ambição, disciplina e concentração .

Os adeptos também têm uma palavra a dizer. São o 12.º jogador do Benfica e com o apoio e a ajuda deles o Benfica vencerá! BENFICA POWER é sinónimo de Equipa em campo adeptos à sua volta tornando una a força do Glorioso.

FORÇA BENFIQUISTAS!!! FORÇA BENFICA!!!!!!!

Lista de Convocados: Artur Moraes, Eduardo, Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor, Jardel, Capdevila, Luís Martins, Emerson, Javi García, Matic, Witsel, Pablo Aimar, Nicolás Gaitán, Nolito, Cardozo, Rodrigo, Nélson Oliveira e Saviola.

Rotatividade?

Afinal a rotatividade a que o presidente e treinador dos senhores da fruta se referiam, deve ter a ver com a equipa de arbitragem!

Sai Proença e amigos, entra Soares Dias e comparsas…

Mas qual “clássico”? Não reconheço neste jogo o título de “Clássico”!

Porque o maior Mafioso de sempre de Portugal disse que este jogo servirá “para rodar jogadores”?

Porque a pouco mais de 24 horas de novo embate com o Benfica, agora para as meias-finais da Taça da Liga, o treinador do FC Porto qual sabujo às ordens do seu dono recorda que «o grande objectivo da época é e sempre foi o campeonato»….?

Porque foram inventar para apitar este jogo o árbitro portuense Artur Soares Dias…? 

Mais do que mais palavras. Já o fizemos aqui ontem, explicamos agora com imagens.

Artur Soares Dias? Estão esquecidos do que este árbitro já nos fez? 

Por fim, para quem se possa ter esquecido da pouca vergonha que foi a final da Taça da Liga de 2010 aqui fica:

Taça da Liga – Final: Benfica 3 – 0 Porto 21/03/2010

Resumo do jogo com a arbitragem polémica de Jorge Sousa, agressões dos jogadores do Porto e a consequente resposta do Benfica em campo. 

Clássico? Mas qual clássico? Não reconheço neste jogo o título de Clássico! Não reconheço nesta agremiação classe, seriedade para que ao nos defrontar se chame de clássico.

 

É a luta do bem contra o mal ! Da lisura contra a mentira !

Como disse o nosso Capitão

GUERRA AO PORTO
 


Benfica pondera investir através da aquisição do Pavilhão Atlântico

Isto, como em tudo na vida, são escolhas…. Uns aplicam dinheiro em activos imobiliários, outros aplicam-no em pagamentos de férias e carros aos arbitros, e nos deboches dos presidentes das SAD.

E o Porto, esse, nem vale a pena falar das contínuas negociatas de terrenos com as Câmaras do Porto e Gaia, detectadas pela IGF. Até o campo de treinos em Gaia é de borla (caso único), pago pela C.M.Gaia, que há tempos atrás era “só” a mais endividada do país. Agora já fizeram uma maningância qualquer para descer um pouco no ranking das mais endividadas, só significa que fomos nós todos a pagar as dívidas deles. O costume, pr’aquelas bandas.

Tudo isto a propósito da “preocupação” verde e azul e branca no facto do Sport Lisboa e Benfica poder vir a investir através da Benfica Eventos na aquisição do Pavilhão Atlântico.

Aspecto a reforçar e para colocar este assunto no seu devido lugar. Benfica e Sporting pagaram os seus respectivos Centros de Estágio. O Porto através de uma obscura “permuta” usufrui de algo à conta de todos os contribuintes. Assim, não se preocupem que a haver negócio (o que neste momento não passa de um mero cenário a confirmar) o Pavilhão será pago sem manigâncias. Em termos de investimento, bom, se compararmos que no máximo o Sport Lisboa e Benfica pode adquirir um importante activo pelo preço que o Porto deu por um tal de Danilo, creio que aqui pára de imediato o que de existe de matéria de facto e começa a matéria de “dor de cotovelo”.

Mas vamos ao que existe na realidade. No último dia oito de março, o Benfica foi referenciado como possível comprador do Pavilhão Atlântico. Esta notícia, foi mencionada no site “Event Point” e surgiu depois do Governo ter dado o aval para a venda do imóvel. O valor do mesmo não é certo, mas estima-se que se situe entre os 8 e 12 milhões de euros. A corrida pelo imóvel ao que se sabe está concorrida, com o clube da Luz e a promotora Live Nation a liderarem a lista de possíveis compradores. A princípio, o Sporting Clube de Portugal também foi dado como interessado, mas devido à crise financeira em que se encontra, prontamente abandonou a corrida. Posição oficial do Sport Lisboa e Benfica quando questionado sobre o possível interesse no imóvel, o diretor de comunicação João Gabriel limitou-se correctamente  a afirmar que o assunto estaria a ser “discutido internamente”, sem desvendar mais nenhuma informação. Benfiquistas, tudo, mas tudo o que vá para além disto é pura especulação.

Entranto no natural espaço de opinião de quem não conhece minimamente o dossier (EU), posso ser levado a pensar (e vale o que vale) que o Benfica estará de facto a ponderar a compra do Pavilhão Atlântico.

Parece-me ser do mais óbvio e elementar bom senso que se olharmos o sucesso que a marca Benfica tem tido através da Benfica Eventos um espaço como o Pavilhão Atlântico se pensarmos em Clubes desportivos apenas poderá estar ao alcance de um clube como o Sport Lisboa e Benfica. O Governo aprovou no início deste mês o processo de venda do edifício por negociação direta desde que cumprido um caderno de encargos onde de forma resumida se destaca o facto de ser necessário a apresentação de um plano de de investimento a aquatro anos e a salvaguarda dos postos de trabalhos dos Colaboradores que neste momento trabalham neste espaço. Tudo claro, óbvio, sem qualquer especulação.

Ponto de situação conhecido – A quase duas semanas para a entrega de propostas já são cinco os interessados na aquisição do Pavilhão Atlântico, um espaço que, em 2010, gerou receitas de 1,5 milhões de euros.

Além do Sport Lisboa e Benfica, surge a empresa norte-americana de produção de espectáculo Live Nation, a promotora Everything is New, a Sociedade Campo Pequeno e o empresário Joe Berardoque se mostra igualmente interessado além deste espaço no Pavilhão de Portugal,  que considera um «bom espaço» para a instalação da sua colecção de arte moderna.

A apresentação de propostas de compra do Pavilhão Atlântico, em Lisboa, deverá ocorrer até 27 de Abril.

Dados sobre o Pavilhão Atlântico com base na informação da Event Point:

Em 2010, a Atlântico SA, gestora do Pavilhão Atlântico e do Pavilhão de Portugal, registou lucros de 381 mil euros, mais do que os 131 mil registados no ano anterior, segundo o último relatório e contas disponível.

O EBITDA, ou “cash flow” operacional (Ebitda é a sigla em inglês para earnings before interest, taxes, depreciation and amortization, que traduzido literalmente para o português significa: “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”), atingiu no mesmo ano 725 mil euros, enquanto o EBIT ficou nos 565 mil euros (Sigla que vem do inglês “Earnings Before Interest and Taxes”. Em português significa lucro antes de juros e impostos)

Quanto a proveitos operacionais, a Atlântico SA terminou o ano de 2010 com 7,5 milhões de euros, mais 8% do que no ano anterior. Em termos desagregados, o Pavilhão Atlântico gerou proveitos de 1,59 milhões de euros, menos 11% do que em 2009, enquanto o Pavilhão de Portugal facturou 707 mil euros, mais 43% do que no ano anterior.

O activo da Atlântico SA situa-se nos 5,34 milhões de euros, enquanto o passivo ficou nos 3,08 milhões de euros.

Em 2010 a Atlântico, S.A., conseguiu acolher cerca de 125 eventos de dimensão e tipologia diversas, nos espaços sob sua gestão (Pavilhão Atlântico e Pavilhão de Portugal), dos quais 31 no Pavilhão Atlântico.

Em termos de ocupação, o Pavilhão Atlântico foi ocupado durante 259 dias, enquanto o Pavilhão de Portugal 153 dias.

 Posição da Parque Expo

A Parque Expo diz em comunicado que no âmbito da transacção do Pavilhão Atlântico, pretende que seja “acautelada a vocação do Pavilhão Atlântico, cujo tipo de utilização não deverá ser desvirtuado. Deve continuar a acolher uma programação atractiva, variada e culturalmente relevante, bem como a constituir um polo dinamizador da economia local e nacional em virtude, também, da realização de eventos empresariais e institucionais de grande dimensão”. Recorde-se que alguns “players” do sector demonstraram preocupação quanto ao futuro do Pavilhão e se ia continuar a ter as mesmas funções. 

O modelo adoptado para a transacção é a venda directa, por negociação particular, podendo participar no processo entidades singulares e agrupamentos. No mesmo comunicado, a Parque Expo convida “ para o presente processo tanto agentes do sector, como entidades que possam combinar as suas distintas valências e experiências no sentido de apresentarem uma proposta satisfatória”. O processo depois desenrola-se da seguinte forma: “as entidades que venham a ser escolhidas para participar no procedimento receberão uma carta convite, acompanhada de uma Nota Informativa, contendo, respectivamente, os termos do procedimento de venda do Pavilhão Atlântico e da sociedade Atlântico, e informação sumária sobre os activos a alienar”. “Após a formalização da manifestação de interesse pelas entidades convidadas a participar e o envio de documentação standard (incluindo um Acordo de Confidencialidade)”, continua a Parque Expo, “será disponibilizada informação adicional para efeitos de realização de due diligence ao imóvel e às sociedades e que incluirá, entre outros, o acesso ao data room, visitas técnicas e sessões de esclarecimento com os responsáveis das sociedades”. A apresentação das propostas decorre até ao dia 27 de Abril.

 Entrevista de Bruno Sá da Benfica Eventos: Benfica aposta nos eventos Entrevista de Bruno Sá à Event Point

“O Benfica lançou-se, definitivamente, no mercado dos eventos. Apesar de receber eventos há vários anos, e depois de um trabalho prévio de estudo do sector, a instituição decidiu apostar forte nesta vertente e até já lançou uma brochura dedicada à divulgação dos espaços para eventos e que pode ser consultada no site do clube. Fomos conversar com Bruno Sá, da Benfica Eventos, para perceber as potencialidades dos espaços e os objectivos do clube nesta área de negócio.”

“Que espaços tem o Estádio da Luz disponíveis para eventos?”

A Benfica Eventos tem várias salas para reuniões e seminários, um auditório com capacidade para 100 pessoas, que é a nossa sala de conferências de imprensa, salas para jantares e outro eventos com capacidade até 600 pessoas. Estamos a falar de espaços com visibilidade para o relvado. Para além dos espaços interiores, temos os pavilhões, um com capacidade para 1500 pessoas sentadas, outro para 2500; o Caixa Futebol Campus, no Seixal, que tem capacidade para muitos eventos. De referir ainda a Praça Centenário, que permite fazer feiras, concertos, de tudo um pouco. Temos um relvado sintético que permite realizar várias iniciativas. Espaços não nos faltam, até o parque de estacionamento já alugámos.

“Tudo isso condicionado pela época desportiva?”

“Sim, o nosso core business, que é o futebol, está em primeiro lugar, como é óbvio, mas é gerível. Temos cerca de 30 eventos desportivos, de futebol profissional no estádio, nos restantes dias há muitas oportunidades para entrarmos neste mercado.”

“Qual tem sido a reacção?”

“Temos tido muita procura.”

“Em termos de fornecedores? Há exclusividade?”

“No interior do estádio a única exclusividade que existe é ao nível do catering. Em relação a tudo o resto não há restrições. Temos obviamente os nossos fornecedores/parceiros. Estudámos o mercado e percebemos que os promotores dos eventos preferem quase sempre trazer os seus fornecedores habituais. Fora do estádio, nos pavilhões, na Praça Centenário, etc., não há qualquer exclusividade, incluindo o catering.”

“Qual é a grande mais-valia de organizar um evento num estádio?”

“Acima de tudo é um local único para convidar pessoas a assistirem a um lançamento de um produto, um evento, no palco onde as maiores estrelas de Portugal jogam, onde foi a final do Euro 2004, onde se realizaram as New 7 Wonders. Temos tido um feedback muito positivo de todas as empresas que têm organizado aqui eventos, quer a nível da organização, quer do impacto.”

“Fez referência ao espaço mais nobre de todo o estádio, o relvado. Que condicionantes e que possibilidades existem no uso desse espaço?”

“Procuramos sempre cuidar do nosso core-business, como é óbvio. Depende do projecto, do evento a realizar. Nos meses em que não há actividade desportiva, pretendemos realizar eventos no relvado, mas não é uma coisa que vá ser aberta a todo o tipo de propostas. Serão sempre estudadas.”

“Qual o peso que o Benfica quer para a área de eventos?”

“Temos um objectivo traçado, mas neste momento, neste ano 0, queremos estudar o mercado. Obviamente temos objectivos financeiros, mas que não posso divulgar.”

“Podemos falar de uma equipa exclusivamente dedicada à área dos eventos?”

“Hoje em dia já fazemos os maiores eventos desportivos em Portugal. Temos a experiência. São várias as pessoas na equipa, mas também depende de cada evento.”

“Não receiam que neste ano de entrada no mercado haja um contexto tão desfavorável em termos económicos que dificulte a tarefa?”

“Temos tido cada vez mais procura. O que tem acontecido nos últimos anos é o passa-a-palavra. As empresas do Corporate Club, cerca de 150, também procuram os nossos espaços para eventos. E temos tido uma grande receptividade no mercado. Olhámos para o nosso universo e esta é uma área em que faz sentido estarmos presentes porque as infraestruturas estão cá, os custos fixos existem, de modo que rentabilizando, só nos traz valor.”

Fonte:  Event Point

Por fim, devo dizer sobre os habituais opinadores sem cuidado em saber do que falam antes de dizerem algum disparate que  se o Benfica recebeu alguma coisa da Câmara M.Lisboa, o Sporting recebeu exactamente o mesmo, apesar de ser um clube com bem menos de metade dos sócios e simpatizantes do Benfica.

Com isto, e que fique bem claro, não estou a dizer que os clubes devessem ter recebido o que quer que fosse, apenas digo que os benefícios foram NO MÍNIMO iguais para os dois.

Em frente Sport Lisboa e Benfica

Dados e Fontes de Informação incluídos  neste artigo: Parque Expo e Event Point

Porque se eterniza no tempo a corrupção do FC Porto

Ricardo Costa, antigo Presidente da Comissão Disciplinar da Liga não ter sido reconduzido no seu mandato em 2010 por Fernando Gomes não me espantou em nada. E não constituíu qualquer novidade tendo em conta principalmente o que o próprio em entrevista que infelizmente muitos perderam e outros tantos ignoraram.

O BENFICA POWER, reproduz no final deste texto frase emblemática, do Juíz Ricardo Costa, parte dessa entrevista ao Semanário Sol. Num espaço de 3 anos, muitas peças de encaixam como poderão observar.

Que grande entrevista a de Ricardo Costa ao “Semanário Sol”.

Com a clareza e frontalidade de quem nada deve e nada teme, este boavisteiro nascido no Porto, afirmou preto no branco que à luz dos novos regulamentos aprovados pela Liga, o FC Porto desceria de divisão pelos actos de corrupção praticados pelo Seu Presidente.

E se o castigo de seis pontos, mesmo à luz dos anteriores regulamentos (que não puniam boa parte dos crimes praticados) tivesse sido aplicado no ano anterior, o Porto não seria campeão.

Jogo viciado! Sem medo, sem meias palavras! Corrupção Activa que se permitiu que passasse em claro.

Na sequência dessa entrevista….

O antigo presidente da Liga de Clubes, Hermínio Loureiro, denunciou pressões do FC Porto para “correr” com Ricardo Costa da Comissão Disciplinar. Uma entrevista imperdível.

Hermínio Loureiro deixou a Liga e concedeu uma entrevista ao Semanário Sol. As palavras do ex-presidente da Liga de Clubes tiveram pouco eco, o que não condiz com a gravidade de algumas afirmações. O BENFICA POWER fez eco dessas palavras, e fá-lo de novo para que ficam assim eternizadas no espaço que eterniza a corrupção do FC Porto, as pressões e os agentes fiéis que agem em nome do clube.

A pergunta do jornalista Luís Rosa: “Valentim Loureiro ou Pinto da Costa nunca lhe disseram para controlar o que Ricardo Costa (presidente da Comissão Disciplinar da Liga) andava a fazer?”

A resposta: “A única pessoa que me falou do Ricardo Costa foi o Adelino Caldeira, vice-presidente do FC Porto, a 3 de Setembro de 2008, num almoço no restaurante Lusíadas, em Matosinhos. Ele foi clarinho e apreciei a frontalidade. Disse-me: ‘Meu caro, ou você corre com o Ricardo Costa e tem a vida facilitada ou vamos fazer-lhe a vida negra’. Certo é que não mudei a orientação de total autonomia que dei desde o início à Comissão Disciplinar. Desde esse dia que percebi que me iam fazer a vida negra e fizeram.

E porque quereria o FC Porto afastar Ricardo Costa? [a pergunta parece inocente, mas terá de ser feita para se obter o testemunho de Hermínio]. “Tem a ver com as decisões disciplinares do Apito Dourado, como é evidente”, respondeu. Hermínio Loureiro contou que Filipe Soares Franco, ex-presidente do Sporting, “também várias vezes sugeriu” que o presidente da Liga “substituísse o Vítor Pereira”.

Fernando Gomes, em 2010, então presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, disse à Agência Lusa que o tempo de Ricardo Costa na presidência da Comissão Disciplinar da Liga “não foi um tempo positivo” e que por isso não o convidou para continuar, para depois acrescentar que a anterior comissão “não teria competência” para prosseguir. Fixem estas palavras…”não teria competência”

Melhor ainda: em 2010 dito por Fernando Gomes “Passámos um período conturbado, muito mais na disciplina do que na arbitragem, foi essa a minha percepção relativamente ao convite ou não convite às pessoas que presidiam a esses conselhos. Não me parece que devamos colocar ao mesmo nível o Vítor Pereira e o Ricardo Costa e por isso mesmo convidámos o Vítor Pereira e não convidámos o Ricardo Costa” . Fantástico ! Meus caros leitores do BENFICA POWER, o período conturbado a que Fernando Gomes se referia, era nem mais nem menos que o Apito Dourado. Peço uma vez mais para seguirem estas palavras até lerem as palavras de Ricardo Costa a seguir.

O melhor? Vem agora. Leiam, fixem, gravem bem estas palavras de Fernando Gomes: Lembro, Ricardo Costa, presidente da anterior Comissão Disciplinar foi quem enfrentou sem receio e com diversas decisões polémicas sobre o FC Porto, clube de que Fernando Gomes foi administrador até Fevereiro desse ano de 2010 até ter passado a Presidente da Liga. Pois bem, não espante ninguém que o ex presidente da Liga faça uma avaliação claramente negativa do Juiz Ricardo Costa. Meu caro leitor, atente nestas palavras de Fernando Gomes, são um verdadeiro tesouro a que ninguém ligou na sequência de tudo o que têm vindo a ser todas as épocas desportivas pós Apito Dourado onde tudo se soube, se sabe, se antecipa e quem queria não poude fazer, quem pode, não deixou fazer. 

Aqui estão as palavras de Fernando Gomes sobre o Juiz Ricardo Costa (pormenor, adepto Boavisteiro)

Ao longo dos diversos contactos que tive com os todos clubes aquando do processo da minha candidatura havia a ideia generalizada que efectivamente o tempo do dr. Ricardo Costa à frente da Comissão Disciplinar não foi um tempo positivo em termos daquilo que tem de ser a justiça do ponto de vista factual, concreto e objectivo de equidistância e de não grande exposição. A justiça deve ser célere, deve ser competente, deve ser rápida, e nesse aspecto creio que se deram passos significativos, mas também deve ser equilibrada e recatada. Nessa perspectiva, o sentimento que fui tendo dos próprios clubes é que havia a ideia generalizada de que essa comissão não teria competência e que não deveria continuar

Verdadeiros tesouros para registar:

o tempo do dr. Ricardo Costa à frente da Comissão Disciplinar não foi um tempo positivo em termos daquilo que tem de ser a justiça do ponto de vista factual, concreto e objectivo de equidistância e de não grande exposição

“Factual e concreto”? Mais? Não, nem é necessário nem mais um comentário…

” objectivo de equidistância e de não grande exposição” Claramente, isso é mais que óbvio. O Juiz Ricardo Costa expões em excesso a podridão existente, mas como ele disse, “Eu tenho familia, duvido que consiga ir mais longe” E não foi, NINGUÉM O AJUDOU!

“A justiça deve ser célere, deve ser competente, deve ser rápida, e nesse aspecto creio que se deram passos significativos, mas também deve ser equilibrada e recatada ” Não podia estar mais de acordo, não fora o pequeno pormenor de Fernando Gomes ter sido um dos que não permitiram essa celeridade e principalmente JUSTIÇA.

Meu comentário:

O Futebol precisa de gente que não se deixe intimidar. Os vários agentes que se movem no nosso futebol devem perceber que não existem intocáveis. Ricardo Costa percebeu isso, tentou, remou contra a maré em correntes viciadas, e em pantanos imundos.

Aqui ficam algumas das frases que se podem reter da postura tida por Ricardo Costa, Presidente da Comissão Disciplinar da Liga. numa Célebre entrevista ao Jornal “Sol”

Eis que quem decidiu atirar o Boavista para os confins dos campeonatos nacionais é adepto do …Boavista. Situação curiosa, mas apenas pelo facto de o futebol português não estar preparado para saber os Clubes das pessoas que exercem este tipo de cargos.

Eis quem em 2004 começou a ver algo muito simples, apenas em 2004 a Justiça começa a intervir no Futebol !!!

Curiosa a sua resposta à seguinte pergunta:

“É o caso de dois jogos que levaram à condenação do FC Porto e do seu dirigente Pinto da Costa. Se fosse hoje, o clube azul e branco seria punido com a descida de divisão por causa dos actos cometidos pelo presidente?”

Resposta de Ricardo Costa: Exacto, com os novos regulamentos o FC Porto teria sido punido com a descida de divisão por tentativa de corrupção”

Perante isto, digo eu, e recordo que a subtracção de seis pontos ao FC Porto acontece numa altura da época em que o clube era já virtualmente campeão. Justiça vã!!! Justiça para calar.

E digo ainda como será possível campeonatos, resultados falseados pela corrupção vigente ao longo de duas décadas e meia a conspurcarem a futebol nacional, possam ficar registados para a história, apenas porque “se fosse hoje o FC Porto seria condenado” ou ainda porque apenas a partir de 2004 a justiça entrou no futebol.

Como será possível os adeptos de tão Corrupto Clube não pintarem a cara de vergonha pelo que se sabe apesar de “legalmente” ninguém lhes tocar. Eu respondo, quem estiver no futebol por bem, baixará e abanará a cara de vergonha e dirá que o porto infelizmente se confunde com o maior corrupto conhecido chamado Pinto da Costa e que se pavoneia pelas salas da Assembleia da Republica em cerimónias de beija mão e comendo do que todos nós produzimos. Vergonha!!! Outros, os sem escrúpulos, sem caracter, bandidos da consciência humana, ladrões de valores como ética e seriedade, abanarão a cabeça e ainda gozarão com todos nós, como que a dizer “sim matei” ou “sim roubei” mas…“já não nos podem tocar.”

O Futebol e a Justiça precisa de gente que não se deixe intimidar. Precisamos acabar com a ideia fixa na cabeça “daqueles bandidos” a que me referi, de que lhes bastará ficar sossegados e quietos, à espera que tudo prescreva. Em frente, sejamos optimistas, é necessário acabar com a impunidade generalizada.

O BENFICA POWER tem na razão da sua existencia não esquecer, não perdoar, denunciar tudo, todos, doa a quem doer.