Tagged: João Costa Tiro

O vencedor e o resignado.

A diferença entre um vencedor e um resignado.

Um vencedor parte para uma batalha sem frases feitas, nem receios de assumir “É para ganhar” um resignado parte para a batalha a dizer tudo pode acontecer…

O curriculum de um vencedor fala por si. Um resignado fala do Curriculum com que sonha.

Um vencedor, perde !!!
Um resignado, não perde, “tem azar”, “fica para próxima”.

Um vencedor chora!!!
Um resignado agradece o facto de ter participado na derrota.

De tudo o que já li sobre a Telma, desde ofensas pessoais, umas motivadas por clubites mal tratadas, outras por frustação nacional, a mais grave vem da Imprensa.

A Telma foi para os Jogos Olimpícos como atleta de Portugal.
A Telma foi para o combate como lutadora lusa.
A Telma saíu de combate na maioria dos Media como a “Atleta do benfica”. A Telma vem para Portugal como “a atleta do Benfica regressa a Portugal”.

A quem faz com que se imprima em tão mal empregue papel uns rabiscos legitimados por 3 anos de curso de jornaleiro (eles e elas) e a quem diz meia dúzia de patacoadas na TV com a mesma emoção que um Corso cumprimentar a Mãe, devo dizer que me orgulho duplamente da mentalidade da Telma. É benfiquista é portuguesa e acima de tudo é uma VENCEDORA!

 

 

 

Balanço à data, da Missão Portuguesa nos Jogos Olimpicos ! 29-07-12

Balanço à data, da “Missão Portuguesa” nos Jogos Olimpicos !

Começo por citar o Presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente Moura. “Desde o inicio dos Jogos Olímpicos da era moderna, esta é de longe a delegação portuguesa mais bem preparada”

 Vamos a Balanço? Claramente negativo.

 Não se compreendem a maioria das prestações até ao momento. Perder com um adversário que está 109 lugares abaixo no ranking mundial. Um nadador que fica a 5 seg (CINCO) da sua marca pessoal é muito mau. Os Jogos Olímpicos são um evento de superação. Infelizmente, para os Portugueses raramente isso acontece e, mesmo quando são favoritos os resultados estão à vista.

Devia haver pelo menos fasquia minima para a prestação dos atletas!!!…já que não há máxima!!!!

A desculpabilidade total em qualquer circunstãncia nunca é caminho para o progresso.

Em Portugal, falta uma cultura de exigência. De ambição. De querer ser melhor. A grande maioria dos atletas nacionais vai aos JO e isso já é uma grande vitória. Resultados, não são precisos. É pena, pois para os atletas de outros países, muitos com pouquíssimas condições, os Jogos são, de facto, um momento de superação, onde obtêm resultados extraordinários e muito acima daquilo que julgavam ser possível. O problema do nosso país são as “palmadinhas nas costas”. O “boa, parabéns!”, mesmo quando os resultados ficam muito áquem do esperado. Eu quero que o meu país tenha ambição de ser melhor, que lute por vitórias e que não fique feliz apenas por participar. Apoio incondicionalmente TODOS os atletas portugueses, mas não tenho medo de dizer que os resultados são maus, quando efectivamente o são.

Os resultados de um atleta de alta competição têm muito, mas mesmo muito a ver com a exigência que o atleta tem consigo próprio. Seja em que área for, só conseguiremos ser melhores se tivermos, realmente, essa ambição. Se nos limitarmos a ficar contentes com resultados medíocres, então jamais melhoraremos. Não entendo este “medo” que tantos portugueses têm da crítica. A crítica só ajuda a melhorar, a obter melhores resultados. No desporto, como na vida.

Não entendo o receio de se dizer o que está à vista de todos. Não entendo as críticas que por aqui vão sendo feitas a quem alerta para os resultados obtidos até agora. Balanço à data, Rui Costa, Pedro Fraga e Nuno Mendes (Remo) Parabéns. Muito boas prestações, sendo que o Pedro Fraga e o Nuno Mendes, ainda estão aí para a luta ao terem para já passado às meias finais. Muito bem !!! Lei (Ténis de Mesa) João Costa (Tiro) e Manuel Campos (Ginástica) , voto de louvor, cumpriram e no caso do Manuel superou-se. O resto? Medíocre. Quando houver coragem de se dizer isto, e mudar o estado de coisas, talvez se chegue a algum lado.

Não me venham falar que tenho discurso de “bota abaixo” apoio incondicionalmente quem dignifique neste caso.

Aqui fica o destaque (DE LONGE) do BENFICA POWER

Pedro Fraga e Nuno Mendes no Remo. Condições? Menores que a grande maioria dos seus colegas de delegação. Diferença? Mentalidade ganhadora !!!

Siga o BENFICA POWER no Facebook