Tagged: Estádio do Dragão

Fundação que gere o centro de estágios do FC Porto está à beira da extinção? E devolução dos dinheiros públicos?

Inenarrável como algo a que chamam “Fundação”  e que mais não é que o dinheiro de todos nós contribuintes, tenha sido usada para “gerir” algo que de mão beijada foi OFERECIDO, O CENTRO DE ESTÁGIO do FC Porto.

Aqui fica o Artigo:

Que a Fundação siga o destino do Basket e do próprio Clube é algo que não nos diz respeito, o que se torna inenarrável sim, é o facto de a pergunta que neste momento é obrigatória concerteza ir ficar sem resposta. Ela é, onde está o NOSSO dinheiro? Responsabilização dos autarcas, vai existir?

NOTA: Centros de Estágio, de SL Benfica e Sporting foram pagos por ambos os Clubes.

Para quando a resolução dos quase 350 Milhões de Euros OFERECIDOS POR ORGANISMOS PÚBLICOS ao FCPorto ?

É um caso chocante de concorrência desleal: enquanto os seus rivais de Lisboa, Benfica e Sporting, e outros clubes tiveram de investir entre 25 e 30 milhões de euros nos seus centros de estágios, o FC Porto viu o vizinho município de Vila Nova de Gaia dar-lhe de mão beijada um centro de estágios pronto a funcionar.Com vários campos relvados (um até com bancada para duas mil pessoas, o ‘Estádio Dr. Luís F. Menezes’), instalações várias, construções hoteleiras para 150 atletas, tudo feito em terrenos comprados (mais de dois milhões) ou expropriados à pressa.

Para tudo isso, a câmara de Menezes iria endividar–se em mais um empréstimo junto da banca. Mas a situação envolveu vários ilícitos e irregularidades, o que desencadeou então queixas de pessoas e entidades lesadas aos grupos parlamentares da AR, à PGR, à IGAT (Inspecção-Geral da Administração do Território), ao provedor de Justiça, ao Ministério da Administração Interna e Gabinete do primeiro-ministro.

O mais espantoso é que até à data parece que não aconteceu nada nem ninguém fala do assunto. E o inicialmente baptizado Centro de Estágios de Olival/Crestuma, propriedade da Câmara Municipal de Gaia, passou à má-fila para a posse do FC Porto, ao qual pertence hoje através de uma chamada Fundação Porto-Gaia, de que fazem parte a Câmara de Gaia e outros sócios, para disfarçar, mas é dominada (51%) pelo FC Porto, que nomeia o presidente (Pinto da Costa) e dois vogais, contra dois da Câmara. Não é por acaso, tal fundação ter a sede social, endereços postais e telefónicos no… Estádio do Dragão. E a propriedade foi-lhe dada através de uma habilidade legal, um direito de superfície por 50 anos outorgado pelo doutor Menezes em nome do município ao sr. Pinto da Costa, em nome do FC Porto. Entre vários atropelos cometidos com as obras do Centro, desapareceram uma via pública (a Travessa do Alto da Estrada, freguesia de Crestuma, que o dr. Menezes prometeu reconstruir alhures mas não cumpriu), uma fábrica de madeiras com 17 operários, cujos donos e trabalhadores andam pelos tribunais, por onde andam também donos de terrenos ilegalmente expropriados, etc. A questão da rua desaparecida sob as obras ainda há dias foi levantada na Câmara da Gaia, a da fábrica, os donos continuavam a rejeitar a ‘réplica’ que o doutor Menezes lhes oferecia noutro local, e os trabalhadores foram juntar-se a todos os sem-emprego que por aí andam. Enfim, um escândalo em qualquer parte, menos neste país de opereta…”
In Correio da Manha

Em Outubro 2008, na sequência do Relatório do Tribunal de Contas, o Blog ForumBenfica já tinha denúnciado os 310M€ OFERECIDOS POR ORGANISMOS PÚBLICOS ao FCPorto para construção do Estádio do Dragão que foram, portanto, suportados pelos portugueses através dos seus impostos.

Em 2009 o BENFICA POWER alertou para mais uma denúncia clara e evidente de benefícios públicos ao FCPorto, desta feita avaliados em cerca de 30M€, que foi o valor da OFERTA da CMVila Nova Gaia ao FCPorto pelo Centro de Estágio, no qual o clube nao gastou um tusto e tem hoje a PROPRIEDADE do espaço que usa em exclusividade.

No total, estamos a falar de quase 350M€… qualquer coisa como 70M Contos de que o FCPorto usufruiu directa ou indirectamente por através de organismos públicos e a fundo perdido.

Não se pode considerar senão natural o definhar de um clube que apesar de tudo isto começou faz tempo a meter água pela área das modalidades. Apesar de ainda achar que a pretensa extinção da secção de Basket, mais não é que uma “birra” de quem vimos em desespero a berrar com as autoridades num pavilhão onde disse que “o Benfica não voltará aqui a festejar nenhum título“.

Já ninguém leva este caduco dirigente a sério, mais ainda estrebucha. Quanto ao clube, que dizer?

Há a dizer isto, Não passa de um clube que:

passa à margem das leis desportivas
» Acusação provada de CORRUPÇÃO desportiva; Participação IRREGULAR na Champions; Participação IRREGULAR na Taça da Liga, Incrição IRREGULAR de jogadores

passa à margem das leis judiciais 
» Informações privilegiadas que resguardam de acções judíciais da PJ
» Decisões arquivadas em tribunais que penalizam outros cidadadãos em condições semelhantes

 vicía a verdade desportiva

» Apoios financeiros à generalidade dos clubes da 1a Divisão assegurando a sua subserviência.
» “Colocação” de jogadores, treinadores e directores desportivos nos principais planteis da 1a Divisão garantindo o acesso a informação privilegiada e interferência destes nos jogos com o clube

 tem interesses directos e indirectos em 80% dos orgãos de comunicação social
» Posição accionista do presidente do clube na Cofina
» Posição accionista relevante da Olivedesportos
» Conjugação de interesses na RTP, TVI e Sporttv (via Joaquim Oliveira) e alinhamento com Grupo Impresa.
» Garantia de controlo de opções jornalísticas, comentadores mais “habilidosos”…

tem benefícios directos e indirectos dos organismos públicos
» Financiamento integral de infra-estruturas no valor de quase 350M€
» Promiscuidade com poderes locais do Porto e Gaia
» Interferência na vida política através de apoios ao PS

controla poderes federativos e associativos
» Dirigentes “plantados” e controlados na Liga e FPF via domínio da AFPorto destes dois organismos
» Garantia de acesso e influência das decisões da Liga e FPF

resultados desportivos próprios e alheios
» Através do controlo dos organismos de decisão, capacidade de escolher e influênciar árbitros para os próprios jogos e para os adversários, assegurando as decisões que mais lhes interessam
» Garantia de apoio aos clubes “alinhados” de modo a poder obter as devidas compensações e comprar os respectivos silêncios.

Eis o que há a dizer deste clube.

Se a “coisa” ficou por ali?

Três espaços a visitar para tirarem as vossas conclusões:

Um Blog de Munícipes de Gaia, que estranhamente se ficou por 2009

http://camara-de-gaia.blogspot.pt/

http://www.ptjornal.com/201207119543/geral/desporto/gaia-vai-acolher-os-jogos-do-fc-porto-b-no-estadio-jorge-sampaio.html

E uma linda amizade de Pinto da Costa e Menezes, com um inimigo comum: Rui Rio.

http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila%20Nova%20de%20Gaia&Option=Interior&content_id=2661353

Boas leituras.

Segue Benfica, segue o teu caminho !

Para quando a resolução do valor “oferecido” ao fcporto por organismos públicos?

Para quando a resolução dos quase 350 Milhões de Euros OFERECIDOS POR ORGANISMOS PÚBLICOS ao FCPorto ?

É um caso chocante de concorrência desleal: enquanto os seus rivais de Lisboa, Benfica e Sporting, e outros clubes tiveram de investir entre 25 e 30 milhões de euros nos seus centros de estágios, o FC Porto viu o vizinho município de Vila Nova de Gaia dar-lhe de mão beijada um centro de estágios pronto a funcionar.Com vários campos relvados (um até com bancada para duas mil pessoas, o ‘Estádio Dr. Luís F. Menezes’), instalações várias, construções hoteleiras para 150 atletas, tudo feito em terrenos comprados (mais de dois milhões) ou expropriados à pressa.

Para tudo isso, a câmara de Menezes iria endividar–se em mais um empréstimo junto da banca. Mas a situação envolveu vários ilícitos e irregularidades, o que desencadeou então queixas de pessoas e entidades lesadas aos grupos parlamentares da AR, à PGR, à IGAT (Inspecção-Geral da Administração do Território), ao provedor de Justiça, ao Ministério da Administração Interna e Gabinete do primeiro-ministro.

O mais espantoso é que até à data parece que não aconteceu nada nem ninguém fala do assunto. E o inicialmente baptizado Centro de Estágios de Olival/Crestuma, propriedade da Câmara Municipal de Gaia, passou à má-fila para a posse do FC Porto, ao qual pertence hoje através de uma chamada Fundação Porto-Gaia, de que fazem parte a Câmara de Gaia e outros sócios, para disfarçar, mas é dominada (51%) pelo FC Porto, que nomeia o presidente (Pinto da Costa) e dois vogais, contra dois da Câmara. Não é por acaso, tal fundação ter a sede social, endereços postais e telefónicos no… Estádio do Dragão. E a propriedade foi-lhe dada através de uma habilidade legal, um direito de superfície por 50 anos outorgado pelo doutor Menezes em nome do município ao sr. Pinto da Costa, em nome do FC Porto. Entre vários atropelos cometidos com as obras do Centro, desapareceram uma via pública (a Travessa do Alto da Estrada, freguesia de Crestuma, que o dr. Menezes prometeu reconstruir alhures mas não cumpriu), uma fábrica de madeiras com 17 operários, cujos donos e trabalhadores andam pelos tribunais, por onde andam também donos de terrenos ilegalmente expropriados, etc. A questão da rua desaparecida sob as obras ainda há dias foi levantada na Câmara da Gaia, a da fábrica, os donos continuavam a rejeitar a ‘réplica’ que o doutor Menezes lhes oferecia noutro local, e os trabalhadores foram juntar-se a todos os sem-emprego que por aí andam. Enfim, um escândalo em qualquer parte, menos neste país de opereta…”
In Correio da Manha

Em Outubro 2008, na sequência do Relatório do Tribunal de Contas, o Blog ForumBenfica já tinha denúnciado os 310M€ OFERECIDOS POR ORGANISMOS PÚBLICOS ao FCPorto para construção do Estádio do Dragão que foram, portanto, suportados pelos portugueses através dos seus impostos.

Em 2009 o BENFICA POWER alertou para mais uma denúncia clara e evidente de benefícios públicos ao FCPorto, desta feita avaliados em cerca de 30M€, que foi o valor da OFERTA da CMVila Nova Gaia ao FCPorto pelo Centro de Estágio, no qual o clube nao gastou um tusto e tem hoje a PROPRIEDADE do espaço que usa em exclusividade.

No total, estamos a falar de quase 350M€… qualquer coisa como 70M Contos de que o FCPorto usufruiu directa ou indirectamente por através de organismos públicos e a fundo perdido.

Não se pode considerar senão natural o definhar de um clube que apesar de tudo isto começou faz tempo a meter água pela área das modalidades. Apesar de ainda achar que a pretensa extinção da secção de Basket, mais não é que uma “birra” de quem vimos em desespero a berrar com as autoridades num pavilhão onde disse que “o Benfica não voltará aqui a festejar nenhum título“.

Já ninguém leva este caduco dirigente a sério, mais ainda estrebucha. Quanto ao clube, que dizer?

Há a dizer isto, Não passa de um clube que:

passa à margem das leis desportivas
» Acusação provada de CORRUPÇÃO desportiva; Participação IRREGULAR na Champions; Participação IRREGULAR na Taça da Liga, Incrição IRREGULAR de jogadores

passa à margem das leis judiciais 
» Informações privilegiadas que resguardam de acções judíciais da PJ
» Decisões arquivadas em tribunais que penalizam outros cidadadãos em condições semelhantes

 vicía a verdade desportiva

» Apoios financeiros à generalidade dos clubes da 1a Divisão assegurando a sua subserviência.
» “Colocação” de jogadores, treinadores e directores desportivos nos principais planteis da 1a Divisão garantindo o acesso a informação privilegiada e interferência destes nos jogos com o clube

 tem interesses directos e indirectos em 80% dos orgãos de comunicação social
» Posição accionista do presidente do clube na Cofina
» Posição accionista relevante da Olivedesportos
» Conjugação de interesses na RTP, TVI e Sporttv (via Joaquim Oliveira) e alinhamento com Grupo Impresa.
» Garantia de controlo de opções jornalísticas, comentadores mais “habilidosos”…

tem benefícios directos e indirectos dos organismos públicos
» Financiamento integral de infra-estruturas no valor de quase 350M€
» Promiscuidade com poderes locais do Porto e Gaia
» Interferência na vida política através de apoios ao PS

controla poderes federativos e associativos
» Dirigentes “plantados” e controlados na Liga e FPF via domínio da AFPorto destes dois organismos
» Garantia de acesso e influência das decisões da Liga e FPF

resultados desportivos próprios e alheios
» Através do controlo dos organismos de decisão, capacidade de escolher e influênciar árbitros para os próprios jogos e para os adversários, assegurando as decisões que mais lhes interessam
» Garantia de apoio aos clubes “alinhados” de modo a poder obter as devidas compensações e comprar os respectivos silêncios.

Eis o que há a dizer deste clube.

Se a “coisa” ficou por ali?

Três espaços a visitar para tirarem as vossas conclusões:

Um Blog de Munícipes de Gaia, que estranhamente se ficou por 2009

http://camara-de-gaia.blogspot.pt/

E uma notícia com 5 dias.

http://www.ptjornal.com/201207119543/geral/desporto/gaia-vai-acolher-os-jogos-do-fc-porto-b-no-estadio-jorge-sampaio.html

E uma linda amizade de Pinto da Costa e Menezes, com um inimigo comum: Rui Rio.

http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila%20Nova%20de%20Gaia&Option=Interior&content_id=2661353

Boas leituras.

Segue Benfica, segue o teu caminho !

A montanha pariu um rato…

Depois de uma “magnífica exibição” no Estádio da Luz, ontem os senhores da fruta, não foram além de um empate no estádio do dragão com a Académica, deixando no ar a sensação que o seu melhor jogador, e que infelizmente para eles ontem não esteve em campo, leia-se, pedro proença, faz uma falta enorme e foi mesmo o melhor elemento do porto no jogo da Luz.

Uma coisa é certa, os homens da fruta não jogam nadinha….! Fraquinhos…, fraquinhos…, um treinador que dá dó.., e só mesmo as acrobacias e artimanhas das terceiras equipas que vão actuando com eles, os colocam na posição onde estão.

Ontem mais uma vez, tentaram-se algumas artimanhas, só que não foram suficientes para os três pontos. O penalti da ordem que dá o empate à fruta, lá surgiu aos 90 minutos…, e se o jogo durasse mais uns minutos para além dos OITO de compensação…, que inicialmente até eram só CINCO, talvez a coisa ainda se orientasse! Leva-me a crer que se não aparecesse aquele penalti, ainda lá andavam a esta hora, até empatarem…! Uma situação a reter é o facto de as mãos dentro da área quando são a favor do Benfica, serem sempre “à queima”, ao invés, quando são a favor do porto, desviam sempre a trajectória da bola que vai em direcção à baliza! E para os mais distraídos, parece que os da fruta já vão em CINCO jogos seguidos a acabar os jogos a jogarem contra DEZ! Quando eles próprios terminam os jogos com ONZE, sem saber bem como, tal é a quantidade (com qualidade…) de miminhos que distribuem dentro de campo aos seus adversários! Critérios uniformes precisam-se!

Uma situação que vou ter curiosidade em matar, é o que irá acontecer ao árbitro deste jogo, Marco Ferreira, nas próximas jornadas…, pois o homem bem tentou, mas não foi suficiente! A classe da fruta este ano é muito baixinha e alguns árbitros ainda têm dificuldade em fazer tudo sozinhos, como fazem já com uma perna às costas os “profissionais”, xistras e proenças…! Uns peritos já na arte de falsificar e camuflar resultados, só com um apito e dois amigos com bandeiras nas mãos!

Uma última nota de destaque, e esta direccionada para o nosso Presidente! Não volte atrás por favor com a nega que deu ao canal da fruta! Ontem mais uma vez foi vergonhosa a transmissão daquelas “ditos jornalistas”! Comentários e imagens, feitas para camuflar algo e qualquer coisa que possa ser suspeita a favor da corrupção! As repetições então, é algo abismal! Se for necessário dão DEZ repetições de um lance para tentarem descobrir se a bola tocou na unha do polegar da mão de uma jogador adversário da fruta! É incrível, revoltante e vergonhoso! Que se sustentem com as vergonhas deles, e não com o nosso PRESTÍGIO!!!