Tagged: corrupção em Portugal

O salão de festas a que ele se refere, chama-se PORTUGAL !!!! Resposta do BENFICA POWER a Pinto da Costa

Só mesmo este jornalismo dependente de polémicas é que dá critério a um velho gagá como este.

O salão de festas a que ele se refere chama-se PORTUGAL !!!! noutro sítio dançaria o tango.  Gostámos de festejar o título de basquetebal no caixaote do lixo, mas não estamos habituados a tais “salões de festas”. Ah,  e o de hóquei… queres a repetição do jogo? Concerteza, se assim for quereamos a repetição dos últimos 30 anos, velho CORRUPTO.

Isto é sempre um pouco mais do mesmo. Quando perdeu para o BENFICA o campeonato de basquetebal, veio dizer umas parvoíces para os basbaques dos adeptos se babarem e esquecerem o ocorrido. Agora como perdeu para o BENFICA o campeonato de hóquei, vamos aguardar a próxima “poesia”.

Ó meu velho pantomineiro, um ladrão não deixa de ser ladrão por declamar poesia.

Quanto a nós? Só queremos o SLB fora da Olivedesportos para deixarmos de financiar a concorrência. E MARIMBAMO-NOS para ti . E traz a menina brasileira, a morena para a festa, traz também o bobi e o tareco, nós oferecemos o champanhe…

Continua a mandar postais!

Aproveito para que se possa de uma vez entender que quando se dá destaque a um corrupto, cujo salão de festas devia ser na prisão a apanhar sabonetes… está em grande parte explicado o estado em que se encontra Portugal. Este velho pantomineiro não é mais que um espelho da realidade nacional.

É impressionante como os portugueses condenam os políticos e se revoltam com a Justiça em Portugal. Processos: Face Oculta, Fátima Felgueiras, Isaltino Morais, Freeport, Casa Pia…Os portugueses vêem estes processos a uma velocidade alucinante e nada a ser feito.

Ouçam o que aqui está, além de ser um Jornalista com os ditos no sítio, pensem bem que país queremos deixar aos nossos filhos.

Enquanto a malta azul corrupto anda muito entretida a fazer homenagens ao Vitinho Bloqueios, apenas para poder esfregar as mãos de contente com um Campeonato não homolgado na Ética Nacional e o Pinto Flatulência vai mandando para o ar as suas interessantes “poesias” andamos a ganhar campeonatos a aos poucos a lutar por repôr alguma dignidade no desporto nacional. Se bem que, como disse atrás, se andam ex ministros e secretários de estado corruptos por aí impunes, se ainda por cima dizem que nos movem processos se mencionarmos os seus nomes, mais dificilmente se torna. Mas, lá dizia o outro, dos fracos não reza a história .

Muito bem, retomanado, já aqui sugeri em tempos a contratação do Adriano, o macaco artista, para treinador portista, e pelo se viu nas arbitragens desta época, arrisco mais, que tal uma visita a Ermelo, terra dos burros, e trazer de lá uns asnos à séria para os lugares dos duques roucos do Campo Grande? Tal como no OE, onde andamos a fingir para estrangeiro ver, que tal fingirmos que pode haver competitividade no campeonato, mesmo que no fim o campeão seja o mesmo de sempre?

 Pantominas Pinto da Costa, continua a mandar postais…

Anúncios

A verdade desportiva existe e está na Lei.

Assim, sem mais:

Sugestão de suspender a Liga Italiana por dois ou três anos !

Frio, nu e cru.

Por cá, “recebemos” Pinto da Costa no local onde supostamente se encontram os nossos representantes, ou seja em plena Assembleia da Républica com pompa e circunstância.

Mario Monti, comentou ontem as detenções de 19 jogadores no âmbito de uma investigação de mais um escândalo de resultados combinados para benefício de apostas. O líder de Itália chegou mesmo a afirmar conforme já disse que talvez fosse melhor a “suspensão da Liga por dois ou três anos” para avaliar a situação.

Por cá? Nada….!? Em termos práticos sim, nada. Vá-lha a justiça a quem a merece. No meio deste mundo do futebol que se torna cada vez mais porco e desprovido de qualquer ética uma vez mais é Ricardo Costa, antigo presidente da Comissão Disciplinar da Liga

Leia aqui o que o BENFICA POWER já escreveu sobre Ricardo Costa 

que vem alertar para intervenção do Estado português. Aqui ficam as suas palavras proferidas ontem dia 29 de Maio:

“A verdade desportiva existe e está na Lei. É um principio de interesse público, preservando valores na competição, no entanto a fiscalização e o controlo por parte do Estado está posto em causa.” Este é o aviso de Ricardo Costa, jurista e ex Presidente da Comissão Disciplinar da Liga e foi proferido no Concelho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, num encontro subordinado ao tema “A verdade desportiva existe?”

Ricardo Costa considera que “O Estado demite-se muitas vezes da responsabilidade fiscalizadora”. Para o jurista “decidir em Portugal desgasta muito, porque cria conflitos. É mais fácil estar nas tribunas a ver Futebol”

Cardinal. Ep3 Com o apoio da Empresa de Segurança Cátespero

Espionagem a árbitros e mulheres‘. Paulo Pereira Cristóvão, vice-presidente do Sporting, é suspeito de vigiar árbitros e investigar a vida privada. Caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’?

Empresa de Segurança Cátespero – Está?
Árbitro – Sim?
Empresa de Segurança Cátespero – Olhe que nós sabemos que você anda metido com a mulher do homem do talho.
Árbitro – Como? Mas quem….
Empresa de Segurança Cátespero – Porte-se bem nos nossos jogos, ou a sua mulher e o Manel do Talho são capazes de não gostar
Árbitro – …..

Este diálogo, pura ficção, porventura não andará muito longe da realidade.

Ter-se-á tratado de uma armadilha do dirigente para conseguir o afastamento daquele árbitro. Um funcionário seu numa numa empresa de detectives de que é proprietário – Rui Martins, ex líder de uma das Claques deste clube – depositou dois mil euros na conta do árbitro Cardinal. O Sporting denunciou o “aliciamento” e Cardinal foi afastado. E como é óbvio a pressão aumentou para o trio que apitou o jogo. Qualquer erro que cometecem contra o sporting teria leitura de corrupção.

Uma questão que levanto: A preocupação (legítima) por parte dos árbitros de não verem os seus dados pessoais na praça pública, recordo: moradas, telefones e numeros de Contas bancárias não é um pouco incongruente com o facto de 1 ex membro de uma Claque sportiguista ter conhecimento dela?

Seguindo, que há mais matéria em investigação. Há escutas telefónicas no âmbito deste processo suspeitas que consolidam a tese de que Cristovão condicionava a arbitragem pelo terror. Segundo é possível ler na imprensa de hoje são várias as fontes que garantem mesmo que as empresas de Cristovão poderiam fazer escutas ilegais. Conseguindo assim, matéria “explosiva”  sobre os homens do futebol.

Outro aspecto além do adjectivo “estranho” é o facto de ter sido considerado invulgar por funcionários do clube e inspectores a quebra de rotina do Presidente do sporting a sua ausência na altura das buscas.

Nota: Na presente temporada, os dirigentes do sporting como é publico têm feito um inqualificável ambiente crítico à acção dos árbitros. Acção concertada? Algo que fica para reflexão que abordaremos noutra ocasião.

Reforço, caso se confirmem as suspeitas, que moral terá o Sporting para continuar a lutar contra o ‘sistema’? Estamos perante um novo paradigma e que é; Não descobrir que alguém pagou em  “géneros” monetários, fruticulas ou por tráfico de influências. Estamos sim perante uma inovação neste meio podre do Futebol que é – “pagamos em adiantado, atermorizamos  e depois denunciamos””

Outro aspecto curioso é o facto de o segundo arguido ser Rui Martins o tal empregado da empresa de “segurança” de Pereira Cristovão.  Se a isto juntarmos a realidade de as Claques do sporting terem lugares cativos e pelo que vemos empregos assegurados, podemos tirar as ilações que quisermos.

Consequências:
O Sporting corre o risco de descer de divisão, ser desclassificado  e pagar uma multa que pode chegar aos 200 mil Euros, caso a justiça consiga provar que Paulo Cristovão fez coação sobre os árbitros.

Enquadramento Legal:
Antes de tomar qualquer medida, o Conselho de Disciplina (CD) da FPF deve abrir um inquérito para averiguar se a actuação do dirigente configura eventual ilicito desportivo.

Segundo Ricardo Costa, antigo presidente da Comissão Disciplinar da Liga,  “A imputação de qualquer infracção ao clube/SAD só pode ser feita depois de aberto um procedimento disciplinar por parte da federação. Tudo começará por um processo de inquérito onde se pedirá ao Ministério Público toda a prova realizada e a partir daí terá a instrução no Conselho de Disciplina da FPF o material para averiguar quem fez o quê e se os factos correspondem a ilícitos desportivos”

No fecho deste 3º Episódio, lembramos que foi possível trazer a todos os nossos leitores com apoio da Empresa de Sistemas de vigilância e inspecção Cátespero.

Onde chega a imagem da corrupção do nosso futebol

Eis porque dentro do que nos for possível  tudo faremos para que o Mundo possa ouvir e saber o que é a vergonha chamada Liga Portuguesa. Para que todos  possam ouvir e saber que o FC Porto é o clube de futebol mais corrupto. Neste caso, são os Suecos a fazê-lo.

Para quem acha que apenas por cá se fala da vergonha da Corrupção no Futebol português aqui fica.

Na Suécia eis o que se falou e ainda se fala:

 “Porque será que aconteceu o que aconteceu ao Marselha e o seu Tappie preso? Por que razão Moggi foi punido e a Juventus enviada para a segunda divisão?”

Comparando o que Moggi e Tappie fizeram ao pé de Pinto da Costa e o seu FC Porto apenas os torna nuns meninos de couro.”

Esta é uma razão pela qual, o Sr. Platini, apenas encolheu os ombros a toda a corrupção que se passa no futebol em Portugal. Assim, Pinto da Costa vai continuar com este sistema.

Reparem neste Site,

http://www.svenskafans.com/europa/portugal/artikel.asp?id=236145

e neste Fórum:

http://forum.fmsweden.se/viewtopic.php?t=12488&sid=1b3338f8619505d50e53aae6550c8e2b

Onde chega esta vergonha… Neste Fórum sobre Corrupção no Futebol, alguém ao fazer referência à corrupção em Itália recebe esta resposta:

…se pensam que em Itália é mau, nem imaginam o que se passa em Portugal...”

 Basta um tradutor On-Line para se entender o que ali ainda está mais escrito.

«Classificação está aldrabada por influência dos árbitros»

João Gabriel: «Classificação está aldrabada por influência dos árbitros»

O director de comunicação do Benfica, João Gabriel, manifestou à nação Benfiquista assim como à restante a indignação em relação às últimas arbitragens dos jogos onde tem vindo constatemente a ser e de forma ojectica prejudicado.

«O senhor Vítor Pereira já lidera há tempo suficiente os árbitros portugueses para continuarmos a poder tolerar o que está a suceder. Nesta altura a classificação está aldrabada por influência direta dos árbitros», vincou, pedindo ao presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol que tenha «critérios iguais para todos os clubes».

João Gabriel enumera alguns casos, como «dois foras de jogo mal assinalados ao Benfica em Coimbra», ou «o fora de jogo de mais de um metro que decide a partida contra o FC Porto, na Luz». Para mais, neste último caso, estranha que o árbitro auxiliar responsável pelo «erro grosseiro» tenha ficado «melindrado com o treinador do Benfica em vez de incomodado pela decisão».

O responsável encarnado fala ainda de uma «agressão a pontapé a Aimar, na área, no jogo de Coimbra», lance em que não foi assinalada grande penalidade, e do «choque casual entre Emerson e Diego Barcellos, que já deu penalty contra o Benfica, na Luz, frente ao Nacional», sem esquecer que «Bruno César foi atropelado em Paços de Ferreira, também na área, e ainda levou amarelo». Junta a estes casos «outros dois penalties não assinalados em Paços de Ferreira e um em Guimarães», o que merece o seguinte comentário: «Em matéria de penalties, a regra parece ser só marcar quando a falta obrigar a internamento hospitalar.»

Relativamente ao jogo de Olhão, João Gabriel acusa o árbitro João Capela de ter permitido o «antijogo do Olhanense», defendendo que «em 90 minutos jogaram-se 30 no máximo». O juiz é ainda acusado de ser «diligente moço de recados do treinador do FC Porto», tal a atenção com que observou os lances de bola parada na área algarvia, «para garantir que não havia bloqueios que irritassem o treinador do FC Porto». Como tal, e lembrando mais uma vez a «expulsão de Aimar numa jogada legal», quando uma entrada de Toy sobre Javi García teve outro entendimento, conclui que «foi João Capela quem bloqueou o jogo e não parece que o tenha feito com ingenuidade».

Fonte: Jornal Record

Facebook – “Likes” forjados na página oficial do Clube Corrupto!

Que ridículo ! As falcatruas deste clube chegam ao Facebook onde estão a forjar “Likes” na própria página !

Vergonha ! Nojento! Vai para além da corrupção, além da chico espertice, roça a insanidade.

Benfiquistas aqui ficam dois apelos. Divulguem esta situação. Segundo, não reconheço um único gesto, palavra, acto desportivo de tal associação (como clube morreu). Passou a associação mafiosa para toda a sociedade. Claro que por actos já o eram, mas o que diremos a partir de agora é apenas, “Podem ganhar 100 títulos, não reconhecemos nem um.”

Aqui estão as provas de mais uma das manobras desta sociedade mafiosa.

Corruptos desde as 2 da manhã de ontem aumentam mais 25 mil “Likes” na sua página oficial no Facebook.

DIVULGUEM

Associamo-nos ao nossos Companheiros na luta pela Verdade Desportiva, o Blog ” Vozes Encarnadas” divulgando as PROVAS que aqui podem consultar !

Isto vale o que vale, mostram o quão pequeninos são, uma simples associação mafiosa de bairro que em breve todos juntos remeteremos para onde merecem e para o seu lugar por direito. Para as profundezas da sua real dimensão, seja como associação criminosa, como moral.

Uma vez mais o BENFICA POWER agradece ao “Vozes Encarnadas” o excelente trabalho realizado.

Não vamos deixar respirar esta escumalha mafiosa BENFIQUISTAS levantem a vossa voz!

Porque se eterniza no tempo a corrupção do FC Porto

Ricardo Costa, antigo Presidente da Comissão Disciplinar da Liga não ter sido reconduzido no seu mandato em 2010 por Fernando Gomes não me espantou em nada. E não constituíu qualquer novidade tendo em conta principalmente o que o próprio em entrevista que infelizmente muitos perderam e outros tantos ignoraram.

O BENFICA POWER, reproduz no final deste texto frase emblemática, do Juíz Ricardo Costa, parte dessa entrevista ao Semanário Sol. Num espaço de 3 anos, muitas peças de encaixam como poderão observar.

Que grande entrevista a de Ricardo Costa ao “Semanário Sol”.

Com a clareza e frontalidade de quem nada deve e nada teme, este boavisteiro nascido no Porto, afirmou preto no branco que à luz dos novos regulamentos aprovados pela Liga, o FC Porto desceria de divisão pelos actos de corrupção praticados pelo Seu Presidente.

E se o castigo de seis pontos, mesmo à luz dos anteriores regulamentos (que não puniam boa parte dos crimes praticados) tivesse sido aplicado no ano anterior, o Porto não seria campeão.

Jogo viciado! Sem medo, sem meias palavras! Corrupção Activa que se permitiu que passasse em claro.

Na sequência dessa entrevista….

O antigo presidente da Liga de Clubes, Hermínio Loureiro, denunciou pressões do FC Porto para “correr” com Ricardo Costa da Comissão Disciplinar. Uma entrevista imperdível.

Hermínio Loureiro deixou a Liga e concedeu uma entrevista ao Semanário Sol. As palavras do ex-presidente da Liga de Clubes tiveram pouco eco, o que não condiz com a gravidade de algumas afirmações. O BENFICA POWER fez eco dessas palavras, e fá-lo de novo para que ficam assim eternizadas no espaço que eterniza a corrupção do FC Porto, as pressões e os agentes fiéis que agem em nome do clube.

A pergunta do jornalista Luís Rosa: “Valentim Loureiro ou Pinto da Costa nunca lhe disseram para controlar o que Ricardo Costa (presidente da Comissão Disciplinar da Liga) andava a fazer?”

A resposta: “A única pessoa que me falou do Ricardo Costa foi o Adelino Caldeira, vice-presidente do FC Porto, a 3 de Setembro de 2008, num almoço no restaurante Lusíadas, em Matosinhos. Ele foi clarinho e apreciei a frontalidade. Disse-me: ‘Meu caro, ou você corre com o Ricardo Costa e tem a vida facilitada ou vamos fazer-lhe a vida negra’. Certo é que não mudei a orientação de total autonomia que dei desde o início à Comissão Disciplinar. Desde esse dia que percebi que me iam fazer a vida negra e fizeram.

E porque quereria o FC Porto afastar Ricardo Costa? [a pergunta parece inocente, mas terá de ser feita para se obter o testemunho de Hermínio]. “Tem a ver com as decisões disciplinares do Apito Dourado, como é evidente”, respondeu. Hermínio Loureiro contou que Filipe Soares Franco, ex-presidente do Sporting, “também várias vezes sugeriu” que o presidente da Liga “substituísse o Vítor Pereira”.

Fernando Gomes, em 2010, então presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, disse à Agência Lusa que o tempo de Ricardo Costa na presidência da Comissão Disciplinar da Liga “não foi um tempo positivo” e que por isso não o convidou para continuar, para depois acrescentar que a anterior comissão “não teria competência” para prosseguir. Fixem estas palavras…”não teria competência”

Melhor ainda: em 2010 dito por Fernando Gomes “Passámos um período conturbado, muito mais na disciplina do que na arbitragem, foi essa a minha percepção relativamente ao convite ou não convite às pessoas que presidiam a esses conselhos. Não me parece que devamos colocar ao mesmo nível o Vítor Pereira e o Ricardo Costa e por isso mesmo convidámos o Vítor Pereira e não convidámos o Ricardo Costa” . Fantástico ! Meus caros leitores do BENFICA POWER, o período conturbado a que Fernando Gomes se referia, era nem mais nem menos que o Apito Dourado. Peço uma vez mais para seguirem estas palavras até lerem as palavras de Ricardo Costa a seguir.

O melhor? Vem agora. Leiam, fixem, gravem bem estas palavras de Fernando Gomes: Lembro, Ricardo Costa, presidente da anterior Comissão Disciplinar foi quem enfrentou sem receio e com diversas decisões polémicas sobre o FC Porto, clube de que Fernando Gomes foi administrador até Fevereiro desse ano de 2010 até ter passado a Presidente da Liga. Pois bem, não espante ninguém que o ex presidente da Liga faça uma avaliação claramente negativa do Juiz Ricardo Costa. Meu caro leitor, atente nestas palavras de Fernando Gomes, são um verdadeiro tesouro a que ninguém ligou na sequência de tudo o que têm vindo a ser todas as épocas desportivas pós Apito Dourado onde tudo se soube, se sabe, se antecipa e quem queria não poude fazer, quem pode, não deixou fazer. 

Aqui estão as palavras de Fernando Gomes sobre o Juiz Ricardo Costa (pormenor, adepto Boavisteiro)

Ao longo dos diversos contactos que tive com os todos clubes aquando do processo da minha candidatura havia a ideia generalizada que efectivamente o tempo do dr. Ricardo Costa à frente da Comissão Disciplinar não foi um tempo positivo em termos daquilo que tem de ser a justiça do ponto de vista factual, concreto e objectivo de equidistância e de não grande exposição. A justiça deve ser célere, deve ser competente, deve ser rápida, e nesse aspecto creio que se deram passos significativos, mas também deve ser equilibrada e recatada. Nessa perspectiva, o sentimento que fui tendo dos próprios clubes é que havia a ideia generalizada de que essa comissão não teria competência e que não deveria continuar

Verdadeiros tesouros para registar:

o tempo do dr. Ricardo Costa à frente da Comissão Disciplinar não foi um tempo positivo em termos daquilo que tem de ser a justiça do ponto de vista factual, concreto e objectivo de equidistância e de não grande exposição

“Factual e concreto”? Mais? Não, nem é necessário nem mais um comentário…

” objectivo de equidistância e de não grande exposição” Claramente, isso é mais que óbvio. O Juiz Ricardo Costa expões em excesso a podridão existente, mas como ele disse, “Eu tenho familia, duvido que consiga ir mais longe” E não foi, NINGUÉM O AJUDOU!

“A justiça deve ser célere, deve ser competente, deve ser rápida, e nesse aspecto creio que se deram passos significativos, mas também deve ser equilibrada e recatada ” Não podia estar mais de acordo, não fora o pequeno pormenor de Fernando Gomes ter sido um dos que não permitiram essa celeridade e principalmente JUSTIÇA.

Meu comentário:

O Futebol precisa de gente que não se deixe intimidar. Os vários agentes que se movem no nosso futebol devem perceber que não existem intocáveis. Ricardo Costa percebeu isso, tentou, remou contra a maré em correntes viciadas, e em pantanos imundos.

Aqui ficam algumas das frases que se podem reter da postura tida por Ricardo Costa, Presidente da Comissão Disciplinar da Liga. numa Célebre entrevista ao Jornal “Sol”

Eis que quem decidiu atirar o Boavista para os confins dos campeonatos nacionais é adepto do …Boavista. Situação curiosa, mas apenas pelo facto de o futebol português não estar preparado para saber os Clubes das pessoas que exercem este tipo de cargos.

Eis quem em 2004 começou a ver algo muito simples, apenas em 2004 a Justiça começa a intervir no Futebol !!!

Curiosa a sua resposta à seguinte pergunta:

“É o caso de dois jogos que levaram à condenação do FC Porto e do seu dirigente Pinto da Costa. Se fosse hoje, o clube azul e branco seria punido com a descida de divisão por causa dos actos cometidos pelo presidente?”

Resposta de Ricardo Costa: Exacto, com os novos regulamentos o FC Porto teria sido punido com a descida de divisão por tentativa de corrupção”

Perante isto, digo eu, e recordo que a subtracção de seis pontos ao FC Porto acontece numa altura da época em que o clube era já virtualmente campeão. Justiça vã!!! Justiça para calar.

E digo ainda como será possível campeonatos, resultados falseados pela corrupção vigente ao longo de duas décadas e meia a conspurcarem a futebol nacional, possam ficar registados para a história, apenas porque “se fosse hoje o FC Porto seria condenado” ou ainda porque apenas a partir de 2004 a justiça entrou no futebol.

Como será possível os adeptos de tão Corrupto Clube não pintarem a cara de vergonha pelo que se sabe apesar de “legalmente” ninguém lhes tocar. Eu respondo, quem estiver no futebol por bem, baixará e abanará a cara de vergonha e dirá que o porto infelizmente se confunde com o maior corrupto conhecido chamado Pinto da Costa e que se pavoneia pelas salas da Assembleia da Republica em cerimónias de beija mão e comendo do que todos nós produzimos. Vergonha!!! Outros, os sem escrúpulos, sem caracter, bandidos da consciência humana, ladrões de valores como ética e seriedade, abanarão a cabeça e ainda gozarão com todos nós, como que a dizer “sim matei” ou “sim roubei” mas…“já não nos podem tocar.”

O Futebol e a Justiça precisa de gente que não se deixe intimidar. Precisamos acabar com a ideia fixa na cabeça “daqueles bandidos” a que me referi, de que lhes bastará ficar sossegados e quietos, à espera que tudo prescreva. Em frente, sejamos optimistas, é necessário acabar com a impunidade generalizada.

O BENFICA POWER tem na razão da sua existencia não esquecer, não perdoar, denunciar tudo, todos, doa a quem doer.