Tagged: BENFICA POWER

“Não é um lugar, É UM POSTO DE COMBATE”

A irracionalidade atribuída às massas, como as que se reúnem em torno do futebol, na forma conhecida de “Claques Organizadas”  é habitualmente atribuida ao resultado da  formação de cada individuo como cidadão e às oportunidades a que teve acesso (ou não) e ainda ao ambiente social onde conviveu e convive. Mas, e se ainda a tudo isto acrescentarmos a educação e apelo ao factor bélico feito por exemplo pelo FCP?

Um exemplo?

 Como é vendido um lugar no Estádio deste Clube? Assim : “Não é um lugar, É UM POSTO DE COMBATE”

Eis a postura do FCP. “UM POSTO DE COMBATE” Por mim não preciso de mais explicação alguma sobre o clima que ali se vive. Porque o que aqui se vai ver e ler ultrapassa qualquer limite do razoável.

 

 

 

Os valores do nosso “ser benfiquista” dito com todo o orgulho e que me foram transmitidos pelos mais velhos, familiares e benfiquistas de referência valem mais do que qualquer titulo do vasto historial do Sport Lisboa e Benfica. Mantenho, sempre manterei  e procuro transmitir este “ser benfiquista” aos mais novos da melhor forma que posso. Eis porque não abdico de dizer “prefiro não vencer nenhum título e poder estar de cara lavada no mundo do Futebol/Desporto.” É sempre muito curioso ouvir a resposta vaga, nervosa e vazia de qualquer argumento válido, ao questionar um adepto portista com o seguinte: “Como é possível que valorizes vitórias como adepto de um clube que as conseguiu pela forma de todos conhecida?” Até hoje não tive uma única resposta sincera e olhos nos olhos, sem entrarem em generalidades, respostas defensivas e fugas ao tema. Nem uma. Mais grave, as gerações mais novas crescem na mentira dos adeptos portistas mais velhos. E, ainda mais grave no ambiente bélico que o próprio FCP incute e educa os mais novos.

Nos últimos anos a violência no futebol vem aumentando substancialmente. Não apenas dentro dos estádios, mas também fora deles, à cabeça as claques organizadas.

Não é um fenómeno exclusivo do FCP, é verdade. Um pouco por todo o mundo o indivíduo egoísta e influenciavel encontra nos ambientes das claques organizadas uma maneira de disseminar todos os seus aspectos negativos perante a sociedade, devido a sua formação como cidadão, às oportunidades que não teve acesso ao ambiente social onde conviveu e convive. Mas, é exclusivo do FCP a forma como o Clube o “educa” e “formata” sejam ou não adeptos de claques organizadas não para irem a um evento desportivo mas sim para um qualquer cenário algures no Afeganistão. E a forma do FCP é esta: : “Não é um lugar, É UM POSTO DE COMBATE” 

Além dos factores mencionados um outro aparece um outro chamado regionalismo bélico, que misturado com os outros dá uma mistura explosiva. O futebol desde a sua criação tem por objectivo unir pessoas diferentes, como casados versus solteiros, bairro versus bairro, freguesia versus freguesia. Nos últimos anos, porém, o mesmo está a transformar-se num pretexto para aqueles que querem demonstrar toda a intolerância de sua personalidade e num demente provincianismo gerando uma cultura de bancada de ódio, violência e bélica.

 A realidade de se torcer pelo seu (deles) clube está num segundo plano, pois “defender a sua ideologia” através de gritos de guerra carregados de ódios e preconceitos que ultrapassam e muito o universo de bancada chegam aos confrontos físicos que temos vindo a ler e a assistir, nos últimos tempos.

A rivalidade sempre existiu e vai existir, mas o que está a acontecer na actualidade são situações de intolerância e brutalidade. É no colectivo da claque e com CAMPANHAS INENARRÁVEIS COMO ESTA DO  “Não é um lugar, É UM POSTO DE COMBATE” que  indivíduos mal formados e formatados pela cultura de Clube encontram a identidade e afinidade para manifestar as suas repulsas e fazer coisas que não fariam isoladamente. É a manifestação do sentimento e de frustração pessoal diluída no coletivo das bancadas, que respondem ao repto desta agremiação:

 “Não é um lugar, É UM POSTO DE COMBATE”… perante isto… É justo recordar o episódio das pinturas no túnel de acesso ao estádio do SCP, consideradas como sendo um apelo à violência. E assim sendo, como é possível esta campanha não ter sido até ao momento sequer comentada?

Benfiquistas, mantenham o orgulho de se dizer “SOU BENFICA” Esta simples frase marca toda a diferença- Que se responda à BENFICA. Vencendo limpo no local indicado. Seja no relvado, numa pista de patinagem ou num qualquer outro local sempre mas sempre à BENFICA.

 

XVII Gala dos Globos de Ouro, Revelação do Ano é do SL Benfica!

XVII Gala dos Globos de Ouro, Revelação do Ano é do SL Benfica!

Vamos todos votar no Nélson Oliveira!

Liga para o 760 300 504

 

Noticias com power – BENFICA

Noticias

Iniciados A são campeões nacionais!

A equipa de Iniciados A do Sport Lisboa e Benfica sagrou-se, este domingo, campeã nacional após vencerem o Vizela por 3-0, no Caixa Futebol Campus.

A equipa orientada por Luís Nascimento apenas precisava do empate para comemorar o Campeonato, mas conseguiram muito mais do que isso. As “águias” mostraram a sua indiscutível qualidade em campo, conseguindo assim alcançar o título nacional.

A equipa do BENFICA entrou concentrada e, ao minuto 11, Renato Sanches inaugurou o marcador, colocando na frente a equipa da Luz.

No entanto, o BENFICA não ficaria por aqui e, sete minutos mais tarde, era Fábio Novo que aumentava a vantagem “encarnada”, no seguimento de um pontapé de canto, levando assim o encontro para intervalo com o resultado de 3-0.

No segundo tempo, depois de feitas algumas alterações no plantel benfiquista, as “águias” fecharam o marcador com um golo de Virgílio Pinto, já aos dois minutos do prolongamento.

Com esta vitória, a equipa do Sport Lisboa e Benfica sagrou-se campeã nacional da categoria.

Luís Nascimento: “Fechámos este ciclo com chave de ouro”

A equipa de Iniciados A do Sport Lisboa e Benfica sagrou-se, este domingo, campeã nacional após vencerem o Vizela por 3-0, no Caixa Futebol Campus. Em declarações à Benfica TV, o treinador Luís Nascimento mostrou-se orgulhoso do desempenho da equipa.

“Grande nível, com um futebol muito atractivo, muito colectivo, com raios individuais que puderam fazer a diferença nos lances dos golos. Na segunda parte, com as substituições, a equipa tremeu um pouco, o Vizela também melhorou e conseguiu ter algum domínio. Acho que, nessa altura, tivemos uma boa capacidade de sofrimento, conseguimos depois guardar a bola e, depois, com naturalidade, acabámos por fazer o terceiro golo. Acaba por ser uma vitória muito justa que fecha este ciclo com chave de ouro”, afirmou o técnico.

Luís Nascimento dedicou este título a toda a família benfiquista. “Quero dedicar o título a todos os benfiquistas mas acima de tudo às pessoas que trabalham comigo: à equipa técnica, que trabalhou muito para podermos conseguir este feito, e a algumas pessoas a título individual, nomeadamente ao Mister Luís Araújo, que tudo fez para que fosse possível chegarmos a esta fase com esta qualidade e ao Mister João Graça que era uma pessoa fantástica e que as pessoas não sabem o quanto ele era importante junto de nós e este título também é dele”, declarou o treinador.

Liga dos campeões – BENFICA no 2º Pote

O sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões realiza-se apenas em agosto mas Focul CORRUPTO do Porto e BENFICA já sabem em que potes ficarão colocados.

Os dragões serão cabeças de série e figurarão no pote 1 com clubes como o Barcelona, Manchester United, Bayern de Munique, Real Madrid e Arsenal. A estes podem-se ainda juntar ou Chelsea ou Valência.

No pote 2 estará o BENFICA, que evitará adversários como Shakhtar Donetsk, Zenit, Schalke ou Manchester City. Se o Chelsea não se qualificar para a próxima Champions, os encarnados não estarão no primeiro pote por apenas um lugar.

O SC Braga, se chegar à fase de grupos, também tem lugar garantido no segundo pote.

Garay, Javi, Witsel e Gaitán valorizados e alvo de cobiça

Mesmo sem ter conquistado o título nacional, a excelente campanha na Liga dos Campeões, com a presença nos quartos de final da competição, permitiu a valorização de vários elementos do plantel encarnado. Além da situação de Cardozo, também Garay, Javi García, Witsel e Gaitán andam na boca do mundo dos negócios do futebol e os dirigentes do Benfica estão na expectativa quanto à colocação sobre a mesa de propostas por estes jogadores. A intenção da SAD, até para manter a estabilidade do plantel, passa pela saída de dois ou, no máximo, três ases do seu baralho, estando previsto que o montante de encaixe essencial com transferências neste defeso ascenda a um total de 50 milhões de euros.

Cardozo já tem preço: 15 milhões

O rei dos goleadores do campeonato e artilheiro-mor dos encarnados nas últimas cinco temporadas poderá ter os dias contados na Luz. O Benfica não se opõe à sua transferência, até pelos serviços já prestados por Cardozo ao clube, mas sobretudo porque os responsáveis encarnados necessitam de importantes encaixes financeiros com a venda de passes de jogadores e esta pode ser a última oportunidade para rechear os cofres com a saída do ponta de lança paraguaio. Luís Filipe Vieira, neste âmbito, e , já estabeleceu um montante mínimo para aceitar que o plantel das águias fique privado do seu jogador mais mortífero: 15 milhões de euros. E há vários clubes que quiseram ouvir o preço esperado pelo Benfica por Cardozo.

De facto, interessados no fulminante dianteiro dos encarnados não parecem faltar, tal o número de abordagens que já ocorreram junto do clube e também do empresário do Tacuara, Pedro Aldave. Todos foram informados das expectativas encarnadas e dois deles estão já a preparar a oferta oficial para endereçar aos gabinetes da SAD benfiquista. CSKA de Moscovo e Rubin Kazan querem colocar um novo carimbo no passaporte do paraguaio como forma de potenciarem a sua candidatura aos lugares de topo da liga russa e também para brilharem nas competições europeias. Esta época, que ontem terminou na Rússia, o primeiro ficou em terceiro lugar e o segundo em sexto, tendo ambos os emblemas de entrar na Liga Europa. Para contornar este desempenho menos positivo, estão dispostos a sacar da carteira – e de milhões de euros – para o reforço das suas equipas.

Com contrato válido até ao final da época 2013/14, Óscar Cardozo nunca escondeu internamente a sua ambição de garantir o mais vantajoso contrato da sua carreira; seja mediante a renovação com o Benfica por números ao nível do topo da hierarquia salarial do plantel, ou então, e preferencialmente, pela transferência para um clube que tenha a possibilidade de lhe pagar um salário bem acima da fasquia da Luz. Chegada esta fase da sua carreira e já com 28 anos cravados no bilhete de identidade, o Tacuara considera ser esta a altura ideal para dar um salto milionário.

Também entre os dirigentes benfiquistas existe a convicção de que não podem segurar Cardozo durante muito mais tempo, até porque, atualmente, o paraguaio continua a ter mais dois anos de ligação ao clube, mas caso não surja um novo acordo, poderá ter de ser “libertado” na próxima época por valores bem inferiores. Além disso, o montante despendido na sua contratação – 9,1 milhões de euros de início, por 80 por cento do passe, e mais 2,5 milhões pelo restante – já foi plenamente amortizado pela dose industrial de golos que o Tacuara apontou com o emblema da águia ao peito, que ascendem a 128 remates certeiros no total das competições nos cinco anos de ligação do artilheiro contratado em 2007 aos argentinos do Newell’s Old Boys.

Ola John está livre de vez para assinar pelo Benfica.

Ola John está finalmente livre para assinar pelo Benfica. O extremo de 19 anos já tem tudo acordado com o clube da Luz, com o qual vai rubricar um contrato válido para as próximas cinco temporadas, mas a finalização do processo estava ainda dependente daquilo que o Twente pudesse fazer, pois a equipa de Enschede estava ainda a disputar o play-off de apuramento para a Liga Europa. Porém, depois de um empate na primeira mão, o Twente viu-se ontem derrotado em casa, o que representa o final da sua temporada. Ola John, que devido a uma lesão num tornozelo não pôde dar o seu contributo à equipa, viu os companheiros falharem um dos objetivos da época, mas pode dar-se por feliz, pois a partir deste momento está de férias e totalmente autorizado para fechar a sua mudança para Portugal.

Além do acordo existente entre Ola John e o Benfica, a formação encarnada tem também já uma plataforma de entendimento com o Twente, num negócio que as partes procuraram manter em alto secretismo, pois a disputa do play-off pelos holandeses condicionava a divulgação do acordo – além de pretender manter a imagem de total concentração do jogador na eliminatória ante o RKC, apesar da sua ausência por lesão, o Twente não queria divulgar a partida de um elemento que assumiu um papel preponderante na equipa sem a época terminar, algo que iria desagradar profundamente aos adeptos.

Agora, finalizada a época tanto na Holanda como em Portugal, o jogador pode até voltar a Lisboa (onde desmentiu ter estado por instruções dos clubes, em defesa do negócio) nos próximos dias, de forma a finalizar as últimas questões contratuais e voltar a visitar as instalações das águias. Fica assim “apenas” a faltar o pagamento dos 10 milhões de euros exigidos pelo Twente. O Benfica tem garantidos seis milhões e trata de garantir aos holandeses mais quatro resultantes de parcerias com investidores.

                                 

                                  Airton mais um ano no Flamengo por empréstimo.

Confirmado. Airton vai continuar no Flamengo por mais uma temporada. O acordo para cedência do jogador que ainda se encontra ligado contratualmente ao Benfica ficou ontem concluída como confirmou Walter Oaquim, vice-presidente de relações externas do Flamengo, ao Globoesportes.

«Já vínhamos a conversar sobre esse assunto há algum tempo e faltava apenas resolver o tempo de contrato. Agora está acertado. O jogador fica connosco até o meio do próximo ano. É mais uma peça importante do elenco que conseguimos manter», disse o dirigente do clube brasileiro.

A continuidade de Airton era um dos desejos da equipa técnica apesar do jogador brasileiro se encontrar em fase final de recuperação a uma fractura no pé esquerdo.

Funes Mori…de novo…

A imprensa argentina voltou a colocar o avançado Funes Mori na rota do BENFICA, desta vez destacando que o River Plate (que tenta regressar à 1.ª Divisão) estará interessado em trocá-lo de forma directa por Javier Saviola, sem qualquer contrapartida financeira.

Recorde-se que há um ano o clube da Luz desistiu de Mori devido à elevada quantia que o emblema de Buenos Aires pedia pela transferência.

FUTSAL (Avalanche ofensiva dá triunfo categórico)

Quartos-de-final do play-off

Fundão – BENFICA, 3-8 A equipa de Futsal do Sport Lisboa e Benfica venceu, este sábado, dia 12 de Maio, o Fundão por 3-8, numa partida referente aos quartos-de-final do play-off, arrancando, assim, da melhor forma nesta fase decisiva da época.

O Fundão foi a primeira equipa a marcar, no pavilhão da equipa da casa, aos 4’, inaugurando assim o marcador. No entanto, o Benfica foi rápido na resposta e, dois minutos depois, Gonçalo Alves igualou o resultado. Não foi preciso muito tempo para o Benfica dominar o marcador, fazendo o golo da vantagem aos 10’, por Davi. A equipa orientada por Paulo Fernandes continuou no ataque e, aos 20’, Diego Sol concretizou o terceiro golo da equipa “encarnada”, mantendo assim a vantagem ao intervalo (1-3).

No segundo tempo, o Benfica entrou decidido em aumentar o marcador e, aos 21’, Joel Queirós faz o 1-4 e o 1-5, três minutos depois.

A equipa “encarnada” continuava empenhada em conseguir a vitória e, aos 32’, Diego Sol somou mais um golo ao marcador. Alguns segundos depois, César Paulo fazia o 1-7.

O Fundão ainda conseguiu reduzir o marcador, aos 34’, mas o Benfica respondeu, dois minutos depois, com um golo de Ricardinho. No mesmo minuto, o Fundão reduziu o marcador para 3-8. Até ao final, o Benfica conseguiu manter o controlo do jogo, acabando por ganhar a partida.

No próximo sábado, dia 19 de Maio, o Benfica recebe o Fundão no Pavilhão n.º 2 da Luz. A partida tem início marcado para as 17 horas.

Texto: Filipa Garcia

HÓQUEI EM PATINS

BENFICA – Oliveirense, 9-5

Luís Viana: “Trabalhámos muito e fizemos uma boa exibição”

A equipa de Hóquei em Patins do Sport Lisboa e Benfica triunfou sobre a Oliveirense por 9-5, mantendo a liderança no Campeonato Nacional. No final do jogo, o camisola 44 falou à Benfica TV.

“O mais importante foi a vitória. Não estávamos à espera, por estes números. Aproveitámos o decorrer do jogo, o nosso trabalho, trabalhámos bastante dentro de pista com uma equipa muito forte. Sabíamos que ia ser muito complicado, trabalhámos muito e o Benfica saiu daqui com uma boa exibição e com mais confiança para o próximo jogo”, admitiu.

BASQUETEBOL: Excelente exibição coroada com triunfo

FC Porto – BENFICA, 80-82

A equipa de Basquetebol do Sport Lisboa e Benfica disputou, este domingo, no Dragão Caixa, o 2.º encontro da Final do play-off do Campeonato Nacional, onde venceu por 80-82.

Tal como no sábado, o Benfica voltou a não começar bem e o FC Porto aproveitou para ganhar vantagem no primeiro período (24-15). Os dez minutos seguintes foram completamente distintos, pois os “encarnados” dominaram por completo e foram para o descanso na frente por oito pontos (38-46).

No início da etapa complementar, os “dragões” recuperaram alguma da desvantagem, mas as “águias” controlaram as incidências da partida. À entrada para o derradeiro período, o Benfica aumentou a vantagem até aos 11 pontos, na parte final ainda apanhou um susto, mas Diogo Carreira confirmou o triunfo a poucos segundos do fim.

No próximo fim-de-semana, o Pavilhão Império Bonança recebe mais dois jogos desta Final do play-off.

Texto: Marco Rebelo

Carlos Lisboa: “Quero dar os parabéns aos atletas do Benfica”

A equipa de Basquetebol do Sport Lisboa e Benfica derrotou, este domingo, o FC Porto por 80-82, empatando as contas da Final do play-off do Campeonato Nacional. O treinador benfiquista, Carlos Lisboa, era, no final do jogo, um homem satisfeito.

“Não entrámos bem no jogo, mas depois tivemos uma grande atitude, uma grande defesa e muita vontade de vencer que durou durante o jogo. Conseguimos uma vantagem de 12 pontos, o FC Porto recuperou e aí tenho de dar mérito aos atiradores do adversário, mas vencemos bem e de forma justa”, enalteceu.

O timoneiro da Luz deixou ainda um elogio aos atletas que orienta: “Quero dar os parabéns aos atletas do Benfica, aos que jogaram e os que não jogaram, porque souberam sofrer e para ser campeão é preciso sofrer.”

Instado a comentar se a equipa que dirige é favorita à conquista do título, Carlos Lisboa foi cauteloso: “O próximo jogo é perante os nossos adeptos que, por certo, vão encher o Pavilhão, mas ganha-se no campo e agora temos de preparar bem os próximos jogos.”

FUTEBOL JUVENIL:

Juvenis A

Clássico dita empate a uma bola

A equipa de Juvenis A do Sport Lisboa e Benfica recebeu, este domingo, no Caixa Futebol Campus, o FC Porto, numa partida referente à 5.ª jornada do Campeonato Nacional do escalão.

O Benfica entrou melhor no jogo e teve por várias ocasiões a possibilidade de inaugurar o marcador. Referência para Romário Baldé que obrigou o guardião portista a uma excelente intervenção e para Gonçalo Guedes que atirou o esférico à barra da baliza “azul-e-branca”.

Ao intervalo, o nulo penalizava a equipa da casa. Mais penalizada ficou à passagem do minuto 51´, quando André Silva, de cabeça e livre de marcação, fez o 0-1 para os visitantes.

Os comandados de Bruno Lage não baixaram os braços e foram em busca de dar a volta por cima. Aos 65´, Vítor cortou a bola com a mão dentro da área e o árbitro assinalou grande penalidade. Referir que o futebolista do FC Porto foi expulso na consequência deste lance.

O avançado João Gomes não perdoou e empatou o jogo (66´). Daí e até final, os jovens “encarnados” tentaram de tudo para lograr os três pontos, mas os jogadores orientados por Nuno Capucho fecharam-se na defesa e cortaram todos os caminhos para a baliza.

Com este empate, o Benfica soma dez pontos na classificação e ainda pode ser campeão da categoria.

Juvenis B

BENFICA – CAC, 1-1

“Golão” de Miguel Lopes não chega para ganhar.

A equipa de Juvenis B do Sport Lisboa e Benfica empatou, este domingo, dia 13 de Maio, com o CAC da Pontinha, por 1-1. O encontro realizou-se no Caixa Futebol Campus, numa partida referente à 28.ª jornada do Campeonato Distrital da AF Lisboa.

A equipa orientada por Renato Paiva mostrou um excelente desempenho na primeira parte do encontro, com várias oportunidades de golo. Aos 12’, os “encarnados” tiveram a primeira grande oportunidade, realizada por João Costa e, aos 25’, Edson Pires rematou à trave. Apesar do domínio, a equipa “encarnada” não conseguiu concretizar.

No segundo tempo, a equipa do Benfica entrou motivada e ao minuto 49, Miguel Lopes inaugurou o marcador, colocando em vantagem a equipa da Luz. No entanto, oito minutos depois, o CAC conseguiu igualar o marcador e ditar, assim, o empate da partida.

Com este resultado, o Benfica mantém-se na liderança da tabela classificativa, com 69 pontos, mais três do que o Sporting.

Infantis  Sport Lisboa e Benfica– Época 2011/2012  Além-fronteiras

BENFICA termina em 2º no Torneio Internacional Abano Terme

A equipa de Infantis A do Sport Lisboa e Benfica deslocou-se a Itália, no passado mês (Abril), para participar no Torneio Internacional da cidade de Abano Terme, onde acabou no 2.º lugar da prova.

Enquadrado no grupo C da competição juntamente com os italianos do Nápoles e do Pádova, e os dinamarqueses do Nordsjaelland, os pequenos “encarnados” fizeram o pleno e terminaram no 1.º lugar do grupo com os seguintes resultados:

BENFICA – Nápoles, 2-0;   BENFICA – Pádova, 1-0;    BENFICA – Nordsjaelland, 7-0.

Nos quartos-de-final, o adversário foi o Ajax, da Holanda. Vitória do BENFICA, por 2-1, e passagem às meias-finais garantida, onde as “águias” mostraram, mais uma vez, o seu valor e bateram os italianos da Juventus, por 3-0.

Numa final muito equilibrada frente aos alemães do Bayer Leverkusen, e após terminar com um 0-0 no tempo regulamentar, a partida só foi decidida nas grandes penalidades. A sorte não esteve do lado dos “encarnados” que acabaram derrotados por 3-2.

Participação muito positiva dos jovens do BENFICA que dignificaram, assim, a camisola do Clube.

O BENFICA POWER aproveita ainda para divulgar um torneio (Italiano) onde os pequenos da formação (Infantis C…) do nosso SLB costumam ter sucesso:

http://www.memorialvincenzoromano.it

LANÇAMENTO DE PESO:

No Meeting de Uberlândia, Marco Fortes termina em segundo lugar.

O lançador do peso do Sport Lisboa e Benfica, Marco Fortes, competiu no Meeting de Uberlândia, no Brasil e logrou alcançar o segundo posto da classificação.

Marco Fortes obteve a marca de 20m27, não ficando longe dos 20m30 conseguidos pelo argentino German Lauro, vencedor da prova.

Ténis de Mesa – Torneio Tiago Apolónia

BENFICA foi vencedor colectivo em Juniores e Infantis

As equipas de Ténis de Mesa do Benfica foram o vencedoras colectivas do Torneio Tiago Apolónia que se disputou este sábado no Pavilhão da Escola Eça de Queirós, destinado aos escalões de Juniores e Infantis.

Ana Martins (Juniores), Hugo Santos e Margarida Nunes (Infantis) foram os vencedores individuais tendo Teresa Reis, Edgar Simões e Mafalda Duarte perdido nas respectivas finais numa competição totalmente dominada pelos atletas “encarnados”.

Classificações dos nossos atletas:

Juniores masculinos – 7.º André Gama; 8.º João Mónica e 10.º João Neves.

Colectivamente – 3.º BENFICA.

Juniores femininos – 1.ª Ana Martins; 2.ª Teresa Reis; 3.ª Mafalda Oliveira;

5.ª Tânia Lima e 8.ª Patrícia Tavares.

Colectivamente – 1.º  BENFICA.

Infantis masculinos – 1.º Hugo Santos; 2.º Edgar Simões; 8.º Ruben Branco; 9.º Ricardo Barata e 10.º Eduardo Gomes.

Colectivamente – 1.º  BENFICA.

Infantis femininos – 1.ª Margarida Nunes; 2.ª Mafalda Duarte; 3.ª Bruna Marcelino; 4.ª Patrícia Santos e 5.ª Diana Gomes

Canoagem:

Teresa Portela quarta no “ranking” mundial em 2011

A olímpica Teresa Portela foi a quarta melhor canoísta internacional em 2011 no “ranking” das Taças do Mundo, enquanto Portugal foi oitavo da geral, de acordo com a federação internacional (ICF).

A atleta do BENFICA, que apenas participou em três das quatro provas

do calendário, somou um total de 25 pontos, ficando a um da ucraniana campeã olímpica Inna Osypenko.

A alemã Nicole Reinhardt (44 pontos) e a australiana Alana Nicholls (39,5) lideram a lista.

No setor masculino, no qual se destacou o alemão Sebastien Brendel (31), Fernando Pimenta (CN Ponte de Lima) foi 11. com 10 pontos, mas apenas participou em metade das etapas.

Emanuel Silva (Sporting) integra o grupo dos 19. com seis pontos, em

apenas uma prova.

Somadas as etapas da Polónia, República Checa, Alemanha e Hungria, Portugal foi oitavo da geral com 57 pontos, a três da Austrália (60) e já bem longe da Republica Checa (39,5), nona.

Alemanha (130), Bielorrússia (110) e Rússia (91) lideram o “ranking”.

Para já, Portugal tem garantidas cinco vagas nos Jogos Olímpicos Londres2012, número que a seleção tentará reforçar na próxima semana na Polónia, com seis canoístas à procura de mais vagas para os Jogos Olímpicos.

Champagne dos pobres…

Existe quem pague aos seus jogadores (mesmo com ordenados em atraso) ou mesmo terceiros, bónus para ganharem jogos ao BENFICA e só ao BENFICA.

Existe quem pague a árbitros e outros seres para ganharem ao BENFICA, mas não só ao BENFICA, tal como disse (e não só) Sir Alex Ferguson: “Eles compram campeonatos como quem vai ao super mercado, cada vez que compram um pacote de leite, eles ganham três pontos”. – Oh sir, você nem sabe da frutinha, chocolatinho, café, rebuçadinhos para adoçar a boca…

Agora temos uma espécie de Robin dos Bosques, António Fiúza, presidente do Gil Vicente já tem uma vitrina, um sítio para meter a Taça da Liga (e é muito bonita, diz ele).

Fiúza promete nada mais, nada menos, caso seja vencedor (parece que está convencido a 100%), champagne para os sem-abrigo durante oito dias. Oh xô Fiúza, champagne? Champomy? Tintol? Alcool?

E aproveitar esse dinheirito ou dízimos que vai investir no champagne (não sei se vai recorrer à banca) e empregar o mesmo numas peças de vestuário, medicamentos (como são baratuchos e tal…), dar uma parte em dinheiro para esses sem abrigo comprarem um pão quentinho todos os dias, mais que não seja durante oito dias? E um humilde abrigozito para eles se instalarem, isso era de homem…!

Vejam aqui a borracheira de champanhe com que o homem disse esta barbaridade…

P.S. Fiúza…, quando ganhares a Champions, lembra-te de nós!!!

Notícias BENFICA POWER (Gaítan no Manchester e novela Enzo Perez)

Hoje as notícias  acerca do BENFICA serão direccionadas para a suposta venda de Gaítan ao Manchester.

Ao que consta Nico Gaítan vai ser jogador dos Red Devils já na próxima época, estando a transferência do Argentino praticamente fechada (já ouvi isto anteriormente) recebendo o BENFICA 25 milhões de euros em dinheiro mais dois jogadores do Manchester, para dessa maneira fazer a aproximação aos 45 milhões de euros que estão estipulados na cláusula de rescisão.

O BENFICA Stars Fund também fica a lucrar com a venda de Gaitán ao Manchester United.

 A confirmar-se a transferência do jogador pelos 25 milhões de euros, o fundo recebe 3,75 milhões de euros, uma vez que tem em sua posse 15 por cento dos direitos económicos do jogador, alienados pela SAD em Outubro do ano passado.

Na altura, o BENFICA encaixou 2,025 milhões de euros com a operação.

ENZO PEREZ

A novela Enzo, Estudiantes e BENFICA parece estar para durar, é que o extremo argentino veio fazer uma declaração pública, através do twitter, de amor ao Pincha (clube pelo qual os Estudiantes são carinhosamente conhecidos)

Enzo Pérez escreveu o seguinte:

”Somos o campeão do Mundo (referência à vitória na Taça Intercontinental de 1968) e o orgulho da cidade. Pincha, tenho-te na alma e cada dia quero-te mais”

O internacional argentino de 26 anos foi contratado no último verão, por 5.5 milhões, mas devido a falta de adaptação e problemas físicos, bem como o recente problema de saúde da mãe do mesmo, acabaram por devolver, a título de empréstimo, o jogador aos Estudiantes.

Enzo nunca escondeu a vontade de continuar a sua carreira pelo Pincha (não entendo porque veio para Portugal), mas tem contracto com o BENFICA até 2016.

Esta será mais uma situação que a SAD do SLB terá que tratar com urgência.

Menino Enzo, espero que essa atitude não te deixe tal como estás na imagem aqui em baixo.

BENFICA vence Torneio Internacional da Pontinha pela 7ª vez.

Os infantis do Sport Lisboa e BENFICA conquistaram este domingo o seu 7º troféu do tão prestigiado Torneio da Pontinha que já vai na 31ª edição.

Nesta caminhada vitoriosa, a formação orientada por Filipe Coelho obteve cinco vitórias em cinco jogos tendo na final batido o Sporting por 1 – 0  (golo de Mesaque Diu aos 47 min da segunda parte), equipa que os “encarnados” já tinham vencido por 3 – 1 no inicio do torneio.

Na atribuição dos 3º e 4º lugares, o Barcelona venceu o Porto por 3-1 através de marcação de grandes penalidades.

                              

Para além desta grande vitória dos os putos maravilha obtiveram mais três prémios individuais.

Domingos Quina (na foto) foi considerado o melhor jogador da prova, já Edi Semedo venceu o prémio de melhor marcador, com quatro tentos e por fim Diogo Garrido foi eleito o melhor guarda-redes.

 Estamos assim no bom caminho e a mostrar que na Caixa Futebol se está a fazer um excelente trabalho.

                                                                                                PARABÉNS!!!

Todos os grupos e resultados aqui (fazer scroll):

http://www.torneiocac.com/2012/?pag=classif

Sobre o jogo com o Sporting!

Devo avisar que serei sectário, faccioso, inflexível e duro neste meu débil empenho em afirmar a minha indiferença  pela actual comunidade do clube do Lumiar.

A minha paciência paternal para com este clube terminou a partir do dia em que Zé Bettencourt  a saltar já como presidente eleito ao lado de Dias Ferreira e a gritar um cântico insultuoso para com o Benfica. Nesse dia lembrei-me da nossa complacência. Como saberão quem me é mais próximo, nesta coisa das rivalidades sabem como funciona o meu benfiquismo. E assim me manterei até ver que este Clube volta a pensar e a agir por si próprio.

Como para mim, o FC Porto é uma invenção relativamente recente. Tenho-os unicamente como pretendentes às provas que disputamos. Tal como tinha o Marselha e o Bernard Tapie, entretanto preso ou também a Juventus e Luciano Moggi igualmente enclausurado ou ainda o Steua de Bucareste e o seu Gigi Becali, igualmente preso. Porto, não gosto deles é certo, mas não me aborrecem, não lhes reconheço metade dos  “títulos”. O que não invalida como é obvio que lhes mantenha marcação cerrada pelos motivos mais que conhecidos.

Estamos mais que habituado às atoardas prontamente acolhidas e abençoadas pelos seus Bispos, sabujos, subalternos e fiéis ao “Santo Padre” da invicta.

O meu benfiquismo faz com que o rival do meu clube seja aquela colectividade que mora para lá da segunda circular para os lados do Lumiar. Aí sim, não divido nada, vai tudo à frente por igual.. As excepções são alguns amigos que escolheram passar pela vida carregando a cruz de apoiarem aquele clube, e são pessoas decentes de quem eu gosto muito, mas regra geral o adepto osga, vulgo lagarto típico é bem retratado pelo Dias Ferreira. Sempre que penso em “lagartos” surge-me de imediato na mente um campo pleno de barbados todos vestidos de talibã, cabelo untado a espumar e com uns olhos artilhados de ódio alheados ao seu próprio clube, sem sequer olharem para o relvado do seu campo, apenas interessados no que se passa do lado de cá de Lisboa do outro lado da segunda circular. Eis como vejo o típico lagarto. Exemplo desta imagem é o facto da maioria lagarta ter na personagem Dias Ferreira um excelente talibã nos mais que previsíveis pretensos ataques ao Sport Lisboa e Benfica.

Como não gosto mesmo nada de me andar a irritar com este assunto, lido com este meu assomo  ao clube do avozinho pura e simplesmente ignorando-os e procurando esquecer que existem. Início de época, procuro não saber nada sobre eles. Não vejo os jogos deles, não quero saber se foram roubados ou beneficiados, não vejo resumos dos seus jogos, quando surge algo sobre lagartos na imprensa escrita de imediato passo à frente as páginas que lhes dizem respeito. O que matenho à linha de vista  sempre é o que provém da“Santa-Aliança” Roquete+Pinto da Costa seguida por todos os que lhe sucederam, excepção feita a Dias da Cunha. Por isso ao ver alguém ligado a esse clube a ser entrevistado na televisão vou continuar a mudar de canal. Espero assim conseguir manter-me afastado de assuntos Osgó-lagartianos.

Apenas se torna impossível de atingir este objectivo pelo menos durante duas semanas por ano, altura em que o Benfica tem que jogar com eles. Sinto este mau estar nestes últimos dias por saber que lá teremos que jogar com eles na próxima segunda-feira  dia 9.  Tempos houve que era de facto o Dérby (Derby por serem da mesma cidade) tempos houve que além de Derby era o principal Clássico do Futebol em Portugal.

Mas a pior de todas as semanas, é esta mesmo. Bolas para isto, lá estou eu de novo nesta fase final da pior semana do ano.Não tenho hipótese: vou ter que ver aquelas camisolas ao lado dos nossos mantos sagrados.  Vou ter que me cruzar com aqueles adeptos que seja qual for o resultado nunca perdem, são sempre derrotados por factores extra-futebol, por detrás dos quais está sempre o Benfica a puxar os cordelinhos. São ainda aqueles que bramem mais desalmadamente um golo de um adversário do Benfica seja ele qual for, seja em que competição for, do que um golo do seu próprio clube, são aqueles que chegam ao cúmulo de desejar a derrota do seu próprio clube contra um adversário directo do Benfica, de forma a alimentarem a esperança que o Benfica não ganhe uma competição. E ainda aqueles que em qualquer jogo, em vez de puxarem pelo seu Clube dedicam a utilização das suas pobres gargantas a insultar o Benfica.. Recordo-me de algures no tempo, ir ao antigo estádio de Alvalade (quando o Benfica lá ia jogar) com um familiar e de me dar a volta ao estômago quando, a meio do jogo, se começava a ouvir uma espécie de balido vindo lá debaixo da pala: ‘Cepór… tém! Cepór… tém!’. Assim mesmo, dito num ritmo muito lento, como se tivessem que tomar fôlego entre as duas sílabas. Aquilo não chegava a ser um grito de incentivo, ouvia aquilo e imaginava uma multidão de mitras empoeiradas que de repente, numa espécie de dor compulsiva a soltar aquele som, aquela espécie de lamento que na sua própria entoação encerrava toda a desgraça e tristeza que era ser adepto daquele clube, e entre as duas sílabas tivessem que tomar fôlego para evitarem desfalecer. Normalmente um lançamento perto da nossa área ou dois pontapés de canto seguidos eram a fagulha que provocava esta manifestação de fervor sportem…guista. ‘Cepór… tém!’ – lastimava-se o povo, no meio de uma nuvem de poeira e traças entretanto levantada pelos seus adeptos. Depois se o árbitro marcava um lançamento ao contrário, soltava-se um prolongado ganir sofrido, como se Moisés tivesse despejado sobre eles toda a sua ira sob a forma de pragas de proporções bíblicas. Desde pequeno que a palavra ‘Ceportém’ criava na minha mente imagens cinzentas, cheias de bafio e poeira e gente velha com fatiotas escuras a cheirar a éter. O Benfica e o vermelho pelo contrário faziam-me pensar em alegria, emoção, paixão e gente entusiasmada. Até na forma como os golos são festejados os adeptos são diferentes. Um ‘Golo!’ gritado por adeptos do Benfica é diferente de um ‘Golo!’ gritado por adeptos do Campo Grande. O nosso ‘Golo!’ é um golo alegre, o Benfica marca golos, e os outros sofrem, porque nós somos mais fortes. Isto é o que é natural. O ‘Golo! ‘ deles encerra algo de velório, estranheza e desespero. Até a história da formação da agremiação de Alvalade é ridícula, nascidos que foram de uma birra entre queques chateados por não se organizarem mais bailaricos no Campo Grande Football Clube, e amuados por não terem sido convidados para um piquenique. Lá foram pedir dinheiro ao avozinho de um dos queques e lá fizeram o seu clubezeco privado. Eis a explicação da tara que são um clube ‘diferente’. Ó confraria produzida em série em camarins bolorentos e empoeirados, e cada um deles parecendo fazer parte de uma qualquer confraria de agentes funerários. Todos com palas que apenas lhes permitem olharem na direcção do Estádio da Luz, e constantemente observar e comentar o que por lá se passa. São capazes de estar a ser violentados a sangue frio por um qualquer padrinho e respectivos comparsas mais a norte, que entre duas bordoadas ainda arranjam tempo para erguer uma mão ensanguentada, apontar um dedo na direcção da Luz. Tudo isto piorou com a subserviência a que submeteram às ordens do FC Porto.  Eu não consigo apreciar os jogos do Benfica contra o clube do Lumiar. Para mim são uma experiência horrível, o culminar de uma semana em que apanho uma dose de clube do avozinho é superior ao acumulado do resto da época toda.. Eis a minha resposta aos que me vêm com histórias de que eu deveria era considerar o FC Porto como o nosso grande rival, não fazem ideia do que falam. Esses estão identificados, são um fenómeno recente que devido a corrupção estão a ter direito ao seu tempo de fama. O Clube do Campo Grande desde os motivos que motivaram o seu nascimento que ao abrigo de um epíteto de eterno segundo clube de Portugal beneficiam do nosso beneplácito.

Que a imagem do seu presidente ao lado de Dias ferreira a berrar a plenos pulmões impropérios para com o Benfica faça com que a imagem de “coitadinhos” termine de vez. Segunda há Derby? Quero lá saber, quero sim vencer e ter bem presente, assim como espero que a nossa Equipa o tenha também que uma vez mais o clube do avozinho terá neste jogo o motivo da sua existência, tentar ganhar ao Benfica. Afinal é o seu campeonato…

Povo (BENFICA) vs petróleo (Chelsea)

Image

Minutos atrás encontrei um amigo na rua e perguntei-lhe se em Londres era para ganhar.

A resposta dele foi que não tínhamos força, a UEFA escolhe as equipas e em vez de meter o árbitro Italiano a apitar o Real Madrid escolheu-o para o BENFICA – Chelsea e como todos sabemos o treinador do Chelsea é Italiano.

E por falar nisto, ainda se lembra da polémica que foi quando o Olarápio apitou um jogo em que um dos treinadores era o Mourinho? Agora não tivemos polémica, longe, muito longe disso.

Continuamos então a falar no jogo na Luz e as várias faltas que o árbitro não marcou a favor do SLB no meio campo, depois do meio campo, em todo o terreno de jogo (alguma delas até tinha dado para acumulação de cartões aos jogadores do Chelsea em que só um jogador levou um amarelo, já ao BENFICA foram assinaladas todas as faltas e 3 cartões amarelos, tendo o sido assinaladas quase o dobro de faltas ao Chelsea e mais ficaram por assinalar), os lançamentos que eram para o SLB e o bandeirinha frente aos lances assinalava ao contrário, os cantos a favor do SLB que se tornaram pontapés de baliza…

Cortaram vários contra ataques do BENFICA quando devia dar a lei da vantagem, Bruno César leva amarelo por mão na bola, do outro lado o Cole corta a bola com a mão e não vê amarelo, o Terry e o Mikel cortam a bola com o braço e não foram assinaladas as respectivas faltas, a do Mikel foi mesmo á entrada da grande área, dentro da meia-lua.

E depois temos o penalty claríssimo que esse Italiano viu e não assinalou (até no site oficial do Chelsea fizeram referência ao penalty por assinalar), pois o árbitro principal, o fiscal de linha e mais o árbitro de baliza, juntando a várias oportunidades de golo que falhamos.

O BENFICA foi superior e temos uma equipa superior ao Chelsea (em que os seus melhores jogadores são dois ex jogadores do BENFICA), seja individualmente seja a jogar em equipa, mas para alguns BENFIQUISTAS não foi e não é assim.

Estes ditos BENFIQUISTAS estão cegos e com muita ira sobre Jorge Jesus (porque inventa e não é treinador para o BENFICA) e sobre Emerson, que para além de tudo agora até lhe mudam a cor, sim, fiquei pasmado quando o ouvi dizer que o BENFICA perdeu principalmente porque o Emerson fez um mau passe, entregou a bola ao adversário e depois não recuperou.

Ora o Emerson agora é branco, só não lhe mudaram o nome para Gaítan e também que esqueceram que do outro lado estava um grande jogador, inteligente e com muita velocidade, o Ramires. Também se esqueceram que o Emerson se estava a desmarcar, depois de tabelinhas e que era impossível recuperar, para além de que quando o Emerson sobe (e tem que subir) outro colega de equipa tem de ficar no seu lugar.

Deu então para o Ramires correr e correr o campo quase todo sem que ninguém fosse capaz de o travar e depois de um cruzamento também ninguém foi capaz de interceptar a bola e no meio de várias defesas o Chelsea fez o golo.

O povo (BENFICA) é superior ao petróleo (Chelsea) e acredito que lá vamos vencer por 1-0, 2-0, 3-1 ou 4-2, claro está, depende como a equipa do BENFICA entrar em jogo e tem de arriscar tudo, com inteligência e marcar pois na Luz ainda se fez por isso, mas a arbitragem e a UEFA não deixaram e o pior de tudo é que alguns ditos BENFIQUISTAS não deixaram com as suas assobiadelas que taparam o som de quem lá estava para apoiar a equipa.

Sempre que o BENFICA joga fora, incluindo no estrangeiro os nosso adeptos conseguem calar os adeptos adversários e mesmo na derrota nos fazemos ouvir no apoia á equipa, mas quando o BENFICA joga em casa por vezes temos o gang do assobios, etç.. que prejudicam claramente a equipa.

Image

EU ACREDITO!!!

No final a galinha (Drogba) foi travar o WITSEL para lhe pedir a camisola.

Olhanense? Venha o jogo.

Recordo que nada do que se tem passado nos jogos com o Olhanense tem sido estranho. Conhecemos bem o “outro lado” o jogar com o Benfica

Sabemos a quantidade de Equipas que à semelhança deste Olhanense que não vão jogar mais que um jogo de futebol.

Recordo que os jogos com este Clube a espuma escorre parecendo Touros prestes a entrar numa arena. O olhos chispam ódio incutido pela casa da maioria dos jogadores que os mandou para o Algarve. Mais que um jogo de Futebol…Vão jogar com o Benfica.

Venha o jogo. Temos a hipótese de nos isolarmos na liderança. Que esta força imparável se mantenha, é ela que levará o Benfica ao lugar que é seu por vocação e destino: o de campeão de Portugal!

Em frente Benfica.

ÚLTIMA VITÓRIA DO OLHANENSE SOBRE O BENFICA FOI EM 1950/51


 Jogo da primeira volta 9º Jornada da Liga ZON Sagres 2011/2012

E no ano passado….

Reforçamos o seguinte:

Venha o jogo.

Em frente Benfica.

Dia Mundial do Bloqueio

Dia Mundial do Bloqueio

O Dia Mundial da Árvore ou da Floresta que se celebra anualmente a 21 de Março vê-se  ameaçado por um novo, o dia Mundial do Bloqueio. Quando julgava que os ditos – bloqueios – tinham parado por hoje, toma lá mais um.  Agora o mal bateu á porta de Silveira Ramos.

Lê-se na Bola:

ANTF preocupada com relação entre Jorge Jesus e Vítor Pereira ”

Ao que consta o presidente da Associação Nacional de Treinadores de Futebol não gostou do clima de “crispação” entre Jorge Jesus e Vítor Pereira, “após o clássico”, (lá estão eles com a mania que os jogos com este clube são um “clássico”) nas meias-finais da Taça da Liga, e por isso diz-se disposto a mediar uma aproximação entre as partes.

Mais, diz estar a preparar um código de conduta de forma a evitar este tipo de situações. Mas quais situações?  Então agora são obrigados a darem-se bem só porque o senhor presidente da associação nacional de treinadores quer? DANG !!! BLOQUEIO ! Enfim ainda para mais depois dos comentários idiotas deste treinador sobre os lances do jogo de ontem. E pior, bem pior, desde o jogo com o Maritimo em que a sua raiva era tal tendo sido o carácter e bom nome de Jorge Jesus postos em causa por este aguadeiro de Bolhas Boas.  Para rematar o dia da Árvore, perdão do Bloqueio, não me faltava mais nada agora do que ler que teria que cumprimentar alguém obrigado. Com ou sem código de conduta.

Sobre o Bloqueio mental do Vitinho, se tivesse a pretenção ainda que por defeito de enumerar ainda mais razões pelas quais  esta personagem deveria ter vergonha na cara antes de ter o desplante de falar sobre arbitragens, teria tarefa para uns belos dias sem largar o teclado.

Fale da sua equipa, do tempo na cedofeita e na sombra que faz na casa da Música. Ouça os poemas do Pinto da Costa e questione porque os mesmo não rimam, desenvolva uma estranha fobia a agrafadores, alcagoitas ou algo dentro do normal estado de quem acaba de dar de um grande passo rumo à reforma por insanidade.

“chip” embrenhado no pequeno cérebro de jogadores, técnicos do clube da Fruta já cansa. Pior, a sua radiação agora vem atingir o presidente da ANTF.

Tal como qualquer pessoa que não pactua com cinismos eu cumprimento quem eu quero, e quem merece. Qual o espanto de  Jorge Jesus por pensar o mesmo?

Metam férias, baixa antes que o Bloqueio atinja mais alguém. Quando vou ao teatro ver um Drama e acaba em Comédia ao menos divirto-me, no entanto quando penso ir ver uma comédia e sai-me um drama…ora bolas…. É precisamente o que está hoje a acontecer. Não estraguem o dia Mundial da Árvore.

Benfica pondera investir através da aquisição do Pavilhão Atlântico

Isto, como em tudo na vida, são escolhas…. Uns aplicam dinheiro em activos imobiliários, outros aplicam-no em pagamentos de férias e carros aos arbitros, e nos deboches dos presidentes das SAD.

E o Porto, esse, nem vale a pena falar das contínuas negociatas de terrenos com as Câmaras do Porto e Gaia, detectadas pela IGF. Até o campo de treinos em Gaia é de borla (caso único), pago pela C.M.Gaia, que há tempos atrás era “só” a mais endividada do país. Agora já fizeram uma maningância qualquer para descer um pouco no ranking das mais endividadas, só significa que fomos nós todos a pagar as dívidas deles. O costume, pr’aquelas bandas.

Tudo isto a propósito da “preocupação” verde e azul e branca no facto do Sport Lisboa e Benfica poder vir a investir através da Benfica Eventos na aquisição do Pavilhão Atlântico.

Aspecto a reforçar e para colocar este assunto no seu devido lugar. Benfica e Sporting pagaram os seus respectivos Centros de Estágio. O Porto através de uma obscura “permuta” usufrui de algo à conta de todos os contribuintes. Assim, não se preocupem que a haver negócio (o que neste momento não passa de um mero cenário a confirmar) o Pavilhão será pago sem manigâncias. Em termos de investimento, bom, se compararmos que no máximo o Sport Lisboa e Benfica pode adquirir um importante activo pelo preço que o Porto deu por um tal de Danilo, creio que aqui pára de imediato o que de existe de matéria de facto e começa a matéria de “dor de cotovelo”.

Mas vamos ao que existe na realidade. No último dia oito de março, o Benfica foi referenciado como possível comprador do Pavilhão Atlântico. Esta notícia, foi mencionada no site “Event Point” e surgiu depois do Governo ter dado o aval para a venda do imóvel. O valor do mesmo não é certo, mas estima-se que se situe entre os 8 e 12 milhões de euros. A corrida pelo imóvel ao que se sabe está concorrida, com o clube da Luz e a promotora Live Nation a liderarem a lista de possíveis compradores. A princípio, o Sporting Clube de Portugal também foi dado como interessado, mas devido à crise financeira em que se encontra, prontamente abandonou a corrida. Posição oficial do Sport Lisboa e Benfica quando questionado sobre o possível interesse no imóvel, o diretor de comunicação João Gabriel limitou-se correctamente  a afirmar que o assunto estaria a ser “discutido internamente”, sem desvendar mais nenhuma informação. Benfiquistas, tudo, mas tudo o que vá para além disto é pura especulação.

Entranto no natural espaço de opinião de quem não conhece minimamente o dossier (EU), posso ser levado a pensar (e vale o que vale) que o Benfica estará de facto a ponderar a compra do Pavilhão Atlântico.

Parece-me ser do mais óbvio e elementar bom senso que se olharmos o sucesso que a marca Benfica tem tido através da Benfica Eventos um espaço como o Pavilhão Atlântico se pensarmos em Clubes desportivos apenas poderá estar ao alcance de um clube como o Sport Lisboa e Benfica. O Governo aprovou no início deste mês o processo de venda do edifício por negociação direta desde que cumprido um caderno de encargos onde de forma resumida se destaca o facto de ser necessário a apresentação de um plano de de investimento a aquatro anos e a salvaguarda dos postos de trabalhos dos Colaboradores que neste momento trabalham neste espaço. Tudo claro, óbvio, sem qualquer especulação.

Ponto de situação conhecido – A quase duas semanas para a entrega de propostas já são cinco os interessados na aquisição do Pavilhão Atlântico, um espaço que, em 2010, gerou receitas de 1,5 milhões de euros.

Além do Sport Lisboa e Benfica, surge a empresa norte-americana de produção de espectáculo Live Nation, a promotora Everything is New, a Sociedade Campo Pequeno e o empresário Joe Berardoque se mostra igualmente interessado além deste espaço no Pavilhão de Portugal,  que considera um «bom espaço» para a instalação da sua colecção de arte moderna.

A apresentação de propostas de compra do Pavilhão Atlântico, em Lisboa, deverá ocorrer até 27 de Abril.

Dados sobre o Pavilhão Atlântico com base na informação da Event Point:

Em 2010, a Atlântico SA, gestora do Pavilhão Atlântico e do Pavilhão de Portugal, registou lucros de 381 mil euros, mais do que os 131 mil registados no ano anterior, segundo o último relatório e contas disponível.

O EBITDA, ou “cash flow” operacional (Ebitda é a sigla em inglês para earnings before interest, taxes, depreciation and amortization, que traduzido literalmente para o português significa: “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”), atingiu no mesmo ano 725 mil euros, enquanto o EBIT ficou nos 565 mil euros (Sigla que vem do inglês “Earnings Before Interest and Taxes”. Em português significa lucro antes de juros e impostos)

Quanto a proveitos operacionais, a Atlântico SA terminou o ano de 2010 com 7,5 milhões de euros, mais 8% do que no ano anterior. Em termos desagregados, o Pavilhão Atlântico gerou proveitos de 1,59 milhões de euros, menos 11% do que em 2009, enquanto o Pavilhão de Portugal facturou 707 mil euros, mais 43% do que no ano anterior.

O activo da Atlântico SA situa-se nos 5,34 milhões de euros, enquanto o passivo ficou nos 3,08 milhões de euros.

Em 2010 a Atlântico, S.A., conseguiu acolher cerca de 125 eventos de dimensão e tipologia diversas, nos espaços sob sua gestão (Pavilhão Atlântico e Pavilhão de Portugal), dos quais 31 no Pavilhão Atlântico.

Em termos de ocupação, o Pavilhão Atlântico foi ocupado durante 259 dias, enquanto o Pavilhão de Portugal 153 dias.

 Posição da Parque Expo

A Parque Expo diz em comunicado que no âmbito da transacção do Pavilhão Atlântico, pretende que seja “acautelada a vocação do Pavilhão Atlântico, cujo tipo de utilização não deverá ser desvirtuado. Deve continuar a acolher uma programação atractiva, variada e culturalmente relevante, bem como a constituir um polo dinamizador da economia local e nacional em virtude, também, da realização de eventos empresariais e institucionais de grande dimensão”. Recorde-se que alguns “players” do sector demonstraram preocupação quanto ao futuro do Pavilhão e se ia continuar a ter as mesmas funções. 

O modelo adoptado para a transacção é a venda directa, por negociação particular, podendo participar no processo entidades singulares e agrupamentos. No mesmo comunicado, a Parque Expo convida “ para o presente processo tanto agentes do sector, como entidades que possam combinar as suas distintas valências e experiências no sentido de apresentarem uma proposta satisfatória”. O processo depois desenrola-se da seguinte forma: “as entidades que venham a ser escolhidas para participar no procedimento receberão uma carta convite, acompanhada de uma Nota Informativa, contendo, respectivamente, os termos do procedimento de venda do Pavilhão Atlântico e da sociedade Atlântico, e informação sumária sobre os activos a alienar”. “Após a formalização da manifestação de interesse pelas entidades convidadas a participar e o envio de documentação standard (incluindo um Acordo de Confidencialidade)”, continua a Parque Expo, “será disponibilizada informação adicional para efeitos de realização de due diligence ao imóvel e às sociedades e que incluirá, entre outros, o acesso ao data room, visitas técnicas e sessões de esclarecimento com os responsáveis das sociedades”. A apresentação das propostas decorre até ao dia 27 de Abril.

 Entrevista de Bruno Sá da Benfica Eventos: Benfica aposta nos eventos Entrevista de Bruno Sá à Event Point

“O Benfica lançou-se, definitivamente, no mercado dos eventos. Apesar de receber eventos há vários anos, e depois de um trabalho prévio de estudo do sector, a instituição decidiu apostar forte nesta vertente e até já lançou uma brochura dedicada à divulgação dos espaços para eventos e que pode ser consultada no site do clube. Fomos conversar com Bruno Sá, da Benfica Eventos, para perceber as potencialidades dos espaços e os objectivos do clube nesta área de negócio.”

“Que espaços tem o Estádio da Luz disponíveis para eventos?”

A Benfica Eventos tem várias salas para reuniões e seminários, um auditório com capacidade para 100 pessoas, que é a nossa sala de conferências de imprensa, salas para jantares e outro eventos com capacidade até 600 pessoas. Estamos a falar de espaços com visibilidade para o relvado. Para além dos espaços interiores, temos os pavilhões, um com capacidade para 1500 pessoas sentadas, outro para 2500; o Caixa Futebol Campus, no Seixal, que tem capacidade para muitos eventos. De referir ainda a Praça Centenário, que permite fazer feiras, concertos, de tudo um pouco. Temos um relvado sintético que permite realizar várias iniciativas. Espaços não nos faltam, até o parque de estacionamento já alugámos.

“Tudo isso condicionado pela época desportiva?”

“Sim, o nosso core business, que é o futebol, está em primeiro lugar, como é óbvio, mas é gerível. Temos cerca de 30 eventos desportivos, de futebol profissional no estádio, nos restantes dias há muitas oportunidades para entrarmos neste mercado.”

“Qual tem sido a reacção?”

“Temos tido muita procura.”

“Em termos de fornecedores? Há exclusividade?”

“No interior do estádio a única exclusividade que existe é ao nível do catering. Em relação a tudo o resto não há restrições. Temos obviamente os nossos fornecedores/parceiros. Estudámos o mercado e percebemos que os promotores dos eventos preferem quase sempre trazer os seus fornecedores habituais. Fora do estádio, nos pavilhões, na Praça Centenário, etc., não há qualquer exclusividade, incluindo o catering.”

“Qual é a grande mais-valia de organizar um evento num estádio?”

“Acima de tudo é um local único para convidar pessoas a assistirem a um lançamento de um produto, um evento, no palco onde as maiores estrelas de Portugal jogam, onde foi a final do Euro 2004, onde se realizaram as New 7 Wonders. Temos tido um feedback muito positivo de todas as empresas que têm organizado aqui eventos, quer a nível da organização, quer do impacto.”

“Fez referência ao espaço mais nobre de todo o estádio, o relvado. Que condicionantes e que possibilidades existem no uso desse espaço?”

“Procuramos sempre cuidar do nosso core-business, como é óbvio. Depende do projecto, do evento a realizar. Nos meses em que não há actividade desportiva, pretendemos realizar eventos no relvado, mas não é uma coisa que vá ser aberta a todo o tipo de propostas. Serão sempre estudadas.”

“Qual o peso que o Benfica quer para a área de eventos?”

“Temos um objectivo traçado, mas neste momento, neste ano 0, queremos estudar o mercado. Obviamente temos objectivos financeiros, mas que não posso divulgar.”

“Podemos falar de uma equipa exclusivamente dedicada à área dos eventos?”

“Hoje em dia já fazemos os maiores eventos desportivos em Portugal. Temos a experiência. São várias as pessoas na equipa, mas também depende de cada evento.”

“Não receiam que neste ano de entrada no mercado haja um contexto tão desfavorável em termos económicos que dificulte a tarefa?”

“Temos tido cada vez mais procura. O que tem acontecido nos últimos anos é o passa-a-palavra. As empresas do Corporate Club, cerca de 150, também procuram os nossos espaços para eventos. E temos tido uma grande receptividade no mercado. Olhámos para o nosso universo e esta é uma área em que faz sentido estarmos presentes porque as infraestruturas estão cá, os custos fixos existem, de modo que rentabilizando, só nos traz valor.”

Fonte:  Event Point

Por fim, devo dizer sobre os habituais opinadores sem cuidado em saber do que falam antes de dizerem algum disparate que  se o Benfica recebeu alguma coisa da Câmara M.Lisboa, o Sporting recebeu exactamente o mesmo, apesar de ser um clube com bem menos de metade dos sócios e simpatizantes do Benfica.

Com isto, e que fique bem claro, não estou a dizer que os clubes devessem ter recebido o que quer que fosse, apenas digo que os benefícios foram NO MÍNIMO iguais para os dois.

Em frente Sport Lisboa e Benfica

Dados e Fontes de Informação incluídos  neste artigo: Parque Expo e Event Point

Eis o BENFICA POWER !

Partilhar não é só uma palavra bonita no Benfica Power, é realmente uma forma de estar, uma forma constante de evolução. Obrigado a todos aqueles que gostam daquilo que partilhamos e que nos dão o privilégio de partilharem connosco o vosso conhecimento.

A nossa forma de estar não é melhor do que a de nenhum outro Benfiquista. Simplesmente é diferente ! A ódios não respondemos com tal sentimento, mas com o poder devastador das palavras, da argumentação, com provas, factos. Na retaguarda… quando necessário, sem qualquer ódio, “apenas esmagamos” sem piedade, sem olhar para trás.

 O Ódio anda de mãos dadas com o Medo.

O medo torna-nos estúpidos, o medo congela-nos, tira-nos a lucidez e o controlo. A defesa do Benfica. A defesa dos nossos ideais, pessoais e/ou personificados na grandiosidade deste nome SPORT LISBOA E BENFICA tem uma palavra: CORAGEM ! Não a coragem que nasce do medo, mas a coragem dos AUDAZES.

Connosco quem quiser, contra nós quem puder

Obrigado a cada benfiquista. É nele, na força que reside em cada um de nós que justifica essa imensa força que dá pelo nome de BENFICA POWER.

Eis o BENFICA POWER ! 

ERROS HUMANOS? O Kilo deles desceu dada a grande oferta

Ainda existe muito boa gente que acredita que o Futebol português se auto regenera e se transforma. Desenganem-se, os velhos hábitos que vão dando titulos aos batoteiros faz com esta corja não abdique. E claro, se lhes é favorável o vento por que o hão-de fazer? Mesmo depois de terem apanhado um valente susto com o Apito Dourado, não irão deixar o bem-bom deste “dolce fare niente” em que nos estamos a deixar caír.

Os anos vão passando, os tribunais vão recebendo recursos e mais recursos e os processos vão sendo arquivados sem castigos para vigaristas e corruptos. No último Benfica – porto ficou com a nitida sensação que estávamos nos anos 80/90 e o árbitro em vez do Proença seria um Garrido, José Silvano ou um Calheiros.

Quem viu aquele jogo. Quem o sentiu, sabe tal como eu que o cancro do futebol são os árbitros.

Quero ir ao Futebol descansado, e ficar a saber que se a minha Euipa perdeu é porque não jogou bem, ou porque falhou muitos golos, ou porque teve azar. Estou saturado, FARTO, de ver o Benfica perder por ” ERROS HUMANOS” dos árbitros. Chega.

Há anos que digo, acabem com os árbitros, a FIFA que faça uma parceria com uma Companhia Major em IT, Microsoft, Cisco, etc para se por a andar estes “tudo bons rapazes” de uma vez por todas.

Não estou a descobrir a pólvora, não estou a pedir nada que não seja exequível, pelo contrário, é perfeitamente possível dotar os campos de Futebol de uma simples tecnologia que faça algo tão simples como, é falta, não é falta, baseada NA VERDADE. Os “rapazes” vão para o desemprego? Não, voltem para as suas actividades, os que forem sérios continuaram a sê-lo, os que não forem, tentem outras formas de ilicito, e espero que sejam apanhados.

O raio que parta a desculpa do “ERRO HUMANO”, nestes últimos 30 anos o Kilo de “Erro Humano” baixou significativamente devido à grande Oferta que existe.

Cambada… Distância

Onde chega? Eu lembro-vos algo de NOVEMBRO DE 2011

“ESTÁ TOTALMENTE PROHIBIDO POR LA UEFA
Directivos del Oporto cenaron con el árbitro tras el partido contra el Villarreal
· Reinaldo Teles y Antonio Garrido, implicados en el caso ‘Pito Dorado’, acudieron al restaurante con el holandés Kuipers · También cenó allí el presidente Pinto da Costa

El Oporto, rival del Villarreal en las semifinales de la Europa League, incumplió el pasado jueves una de las reglas más importantes que marca la UEFA: la prohibición expresa de que directivos o miembros de cualquiera de los equipos contendientes acompañen a los árbitros del partido durante su estancia en la sede del choque. Y mucho menos, que coman o cenen con ellos.
Tras ciertos casos de corrupción aparecidos hace algunos años, el organismo que regula el fútbol europeo incide mucho en velar por cualquier tipo de conducta que pueda dar lugar a presuntas irregularidades. Y así lo expresa nítidamente en su reglamento: “Durante su estancia en la sede del partido, los árbitros deben ser únicamente atendidos por un enlace que será un representante oficial de las asociaciones nacionales del equipo anfitrión (artículo 20.08 del capítulo XIII)”. Es decir, sólo puede acompañarles alguien de la Federación o del Comité de Árbitros.
Pero, según ha podido saber MARCA, esta regla se incumplió gravemente la noche del pasado jueves, cuando el holandés Bjorn Kuipers, encargado de dirigir el choque entre el club luso y el Villarreal, cenó con varios directivos y personas estrechamente vinculadas al Oporto en el mismo restaurante.
Kuipers cenó en la Marisqueira de Matosinhos -de la localidad del mismo nombre situada a 10 kilómetros de Oporto- con Reinaldo Teles, directivo del club portugués y persona de gran confianza del presidente de la entidad, y con Antonio Garrido, ex árbitro luso que colabora con el Oporto.
A lo largo de la cena, el asunto fue más allá cuando ¡el propio presidente! Jorge Nuno Pinto da Costa también apareció en el exclusivo restaurante de la Rua do Roberto Ivens.
La UEFA no ve con buenos ojos estas prácticas, sobre todo teniendo en cuenta que Pinto da Costa, Teles y Garrido estuvieron involucrados en el escándalo de corrupción arbitral que salpicó al fútbol portugués en 2004 conocido como ‘Pito Dorado’.
Escuchas telefónicas
Teles y Garrido no fueron condenados porque la justicia portuguesa no aceptó como pruebas las escuchas telefónicas. El caso se saldó -además del descenso administrativo del Boavista y cinco árbitros suspendidos- con dos años de suspensión para Pinto da Costa y una sanción de seis puntos en Liga para el Oporto, que además fue apartado de la Champions League 2008-2009. Esta sanción fue posteriormente revocada por el Comité de Apelación de la UEFA.
La actuación del holandés Kuipers en dicho partido (que concluyó con un contundente marcador de 5-1 a favor de los portugueses) se saldó con tres tarjetas amarillas para los castellonenses -Catalá, Borja y Diego López-, un penalti señalado a favor de los locales y la reclamación de un posible fuera de juego en el cuarto gol del Oporto.
Ante la sospechosa irregularidad de esta cena, el Villarreal podría plantearse ahora presentar una reclamación ante la comisión disciplinaria de la UEFA, el mismo órgano al que iba dirigida la demanda presentada por el Real Madrid contra los jugadores del Barça, que fue desestimada el pasado lunes.”

A destacar:

-Parece que a Marisqueira é sempre a mesma!!! Até parece que não há mais sítios para se comer!!!

-Garrido nomeado pela FPF, para acompanhar os árbitros. O homem mais ‘sério’ da arbitragem Portuguesa!!! Será que ele também acompanha os árbitros da UEFA que apitam na Luz?!!! Se sim, então as coisas começam a fazer sentido…!!!

-Jornaleiros avençados Lusitanos caladinhos, todos… aqui não há surpresa.

-Pintinho disse no final deste jogo, que não tinha gostado da arbitragem na 1ª parte!!! Será que este também recebeu fotografias por baixo da porta?!!! Ou será que só ao intervalo, é que decidiram o ‘Menu’ da Fruta?!!!

-‘pito dourado'(!!!): A prova que os Castelhanos chamam os bois pelos nomes!!!