Rui Alves, demite-se… por terem fechado parte da “torneira do financiamento”? Cada um faça a sua leitura !

Rui Alves demitiu-se.

Porque cortaram o financiamento ao Nacional? Não acredito. Acredito sim na oportunidade aguardada para poder saír.

Sobre as décadas de financiamento a Clubes como Marítimo e Nacional nem sequer  merecem comentários por ainda ser merecido algum respeito a ter sobre os portugueses e estado a que chegou o país e a região autónoma da Madeira. Apenas reforço, não acredito que o corte na torneira dos subsidios a estes dois Clubes seja motivo para esta decisão.

Como por aqui a memória não é curta, nem foi necessário grande esforço para encontrar o seguinte:

(Agora, cada um pense por si)

12 MAIO 2008 – DN

Nacional-Benfica arquivado pela Liga pode ser reaberto

“Processo está em fase de instrução na justiça criminal. Se o caso for a tribunal e houver condenações, a CD reabre o processo.

O convite ao árbitro para um “cafezinho” antes do jogo, o pedido de um bilhete para o FC Porto-Manchester e algumas conversas telefónicas entre dirigentes, um empresário de futebol e o juiz da partida não foram suficientes para a Comissão Disciplinar dar como provado a tentativa de corrupção de Augusto Duarte, no Nacional-Benfica (3-2, em Fevereiro de 2004). Porém, o arquivamento do caso por parte da CD no âmbito do Apito Final não significa que o Nacional-Benfica esteja arrumado do ponto de vista desportivo.

É que este encontro faz parte do processo “Apito Dourado” e está em fase de instrução. Se for a julgamento e os acusados – Rui Alves, presidente do Nacional, Augusto Duarte e António Araújo, empresário ligado ao FC Porto – condenados, o processo disciplinar agora arquivado deverá ser reaberto.

O Ministério Público acredita que os suspeitos arranjaram forma de prejudicar o Benfica, em benefício do FC Porto, uma vez que na ocasião ambos os clubes ainda estavam na luta pelo título de campeão nacional de futebol e a vitória do Nacional afastou os encarnados da luta pelo título.

“Sob suspeita estiveram os contactos telefónicos estabelecidos entre António Araújo e Rui Alves antes e após o jogo, conjugados com a demais conduta de Araújo, nomeadamente café combinado com Augusto Duarte, os contactos estabelecidos com os dirigentes da SAD do FC Porto e a oferta do bilhete ao árbitro, por serem susceptíveis de indiciar corrupção do árbitro”, lê-se no acórdão de arquivamento do processo.”

Agora com som:

OUVIR COM ESPECIAL ATENÇÃO ATÉ AOS 2´50: “TOCA A ANDAR”

Agora? Reflictam…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s