Crime compensa…

Portugal é um país único. Único pela sua beleza natural, pelos seus habitantes, pelas tradições, e único por querer ter regras da elite mundial e ser do terceiro mundo na arte de classificar, onde se premeia a incompetência, e a meu ver isto ateve-se a facto que este país está inundado de corrupção. Como aqui já foi dito anteriormente num post feito por mim que podem ler aqui, nós só copiamos dos outros países o que é mau, o que a mim me custa e muito perceber, e todos os dias me debato com isto, se copiamos ao menos que seja algo bom, digo eu. Só assim explica a classificação que hoje veio a público dos árbitros, é impressionante como se incentiva o fraco, ou por outra forma, assim se vê como se premeia os subordinados do corrupto more. Pois é, foram estes senhores que ajudaram a dar aquelas faixas que o Vitinho tanto queria e que tanto chorou.

Deixo aqui a classificação promovida e que nós, BENFICA POWER, não aceitamos como tal, mas fica aqui a informação para vocês se rirem um pouco assim como nós o fizemos. Para nós é a piada do dia e vocês que acham? Deixem os vossos comentários aqui na página, nós agradecemos ler as vossas opiniões…

 A seguinte informação está diposta no site maiscorrupto.pt, o site que ajuda sempre os mais necessitados a poderem corruper quem quer que seja, esperamos que tenham isto sempre em mente.

O árbitro da A.F. Lisboa, que está no Campeonato da Europa, teve uma nota final de 3,814. Olegário Benquerença foi o segundo classificado, com 3,752, e Jorge Sousa completou o pódio com 3,699.

Bruno Paixão ficou em 14º lugar e arrisca perder o estatuto de internacional, ainda que esteja ainda um recurso pendente no Conselho de Justiça.

O melhor árbitro assistente da época foi Bertino Miranda, que também está no Euro2012, tal como Ricardo Santos, que foi quarto.

Rui Patrício (AF Aveiro), Hélder Malheiro (AF Lisboa) e André Gralha (AF Santarém) são despromovidos à segunda categoria. Luís Ferreira (AF Braga), Renato Gonçalves (AF Guarda) e Manuel Oliveira (AF Porto) fazem o trajeto inverso.

Classificação completa dos árbitros (entre parêntesis a nota final):
1 Pedro Proença (3,814)
2 Olegário Benquerença (3,752)
3 Jorge Sousa (3,699)
4 João Capela (3,670)
5 Artur Soares Dias (3,667)
6 Hugo Miguel (3,660)
7 Jorge Ferreira (3,657)
8 Duarte Gomes (3,644)
9 Manuel Mota (3,642)
10 Carlos Xistra (3,632)
11 João Ferreira (3,632)
12 Bruno Esteves (3,609)
13 Marco Ferreira (3,608)
14 Bruno Paixão (3,602)
15 Paulo Baptista (3,599)
16 Nuno Almeida (3,581)
17 Cosme Machado (3,577)
18 Rui Costa (3,573)
19 Vasco Santos (3,567)
20 Jorge Tavares (3,565)
21 Hugo Pacheco (3,543)
22 Rui Silva (3,527)
23 Rui Patrício (3,512)
24 Hélder Malheiro (3,510)
25. André Gralha (3,499)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s