Como trata um Benfiquista o Benfica?

Sobre o jogo de hoje, poderia estar a falar do mesmo. Mas não o vou fazer. A minha intervenção tem outro objectivo e além disso os meus companheiros de escrita já o fizeram. Falar sobre os jogadores? Idem. Sobre arbitragem? Ibidem !

Quero falar mesmo é dos adeptos. Quem como eu esteve no Estádio, presenciou além dos assobios a duas tristes imagens. Uma, foi necessário o nosso Speaker puxar a espaços pelo público (sem resposta, diga-se) porque apenas se ouviam os adeptos do Braga. A segunda, a 8 minutos do final, cerca de 1/3 de Benfiquistas abandonou o estádio…

Poucos dias atrás escrevi aqui este pequeno texto sobre como um Benfiquista trata o Benfica. E nele, peço que por favor o releiam, porque fiz menção a “pipocas“. Motivo? No estádio por vezes olho e parece que vejo quem ali foi como se tivesse ido a uma sessão de pipocas, faltando apenas as ditas. E, então não é que hoje pela primeira vez vi uma invasão de pipocas por ali à venda? Magnifico….

Sobre como um Benfiquista trata o Benfica? Aqui está:

Há o “benfiquista” que apenas aparece aqui…


…e aquele que antes de chegar ao Marquês, também está nestes momentos :

Se há coisa que não admito é que um benfiquista trate o Benfica de modo ainda mais vil que a dupla: osgas subservientes às antas mondongueiras e os frustrados do “plano pormenor das antas” por o Bolhão não ser tão Cosmopolita como o Chiado.

Dir-me-ão que são reflexos da paixão, pois, mas para mim o Benfica já há muito que deixou de ser paixão, é mesmo amor!

Ao esgotado chavão o Benfica é de todos, respondo que de forma alguma é meu. É o Benfica que me permite que lhe pertença.

Não sou dono de quem amo, partilho sim os bons momentos e menos bons. Estou farto de assistir a quem acha que o Sport Lisboa e Benfica é a sua rameira privada para descarregar as frustrações da semana.

Satura ver e ouvir Generais de Bancada sem soldados que empunhem as armas. Assisto a quem vá à Catedral como quem vai a uma sessão de Cinema com as respectivas pipocas.



Sou BENFIQUISTA não sou BENFIQUEZ. Ou como o meu amigo Marco lhes chama “O Gang do Assobio“. Querem um exemplo? Eis alguém que como jogador, na Catedral, ouvia os tais Benfiqueses a chamarem-lhe Cêpo e que tinha dois pés esquerdos entre outros adjectivos. Não, não era nenhuma estrela, Não, não era fora de série nem nasceu a dizer “Benfica“. Mas foi “apenas Campeão” e mostrou o que é amor ao Clube e raça na procura de proporcionar o seu melhor ao Glorioso É no amor que se sente nas palavras de Argel que aqui podem ouvir e principalmente sentir aquilo que deve ser uma lição para todos nós!

Cliquem no link para ver o vídeo

http://www.dailymotion.com/swf/video/x3dgrg

Como trata um benfiquista o Benfica? 

Eis quem é igualmente um Cêpo…

Opiniões? SEMPRE ! Divisões e apupos aos nossos profissionais? Mais que toda a corrupção junta, o nosso pior inimigo é a falta de união, o Gang do Assobio e o mal dizente que sai 15 minutos antes do jogo terminar e volta a correr porque o BENFICA marcou….Não vou dizer não, mas reservo-me o direito de lhe chamar não benfiquista, mas sim BENFIQUEZ!

Como trata um benfiquista o Benfica? 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s